Conteúdo

Mikal Bridges tem a noite da carreira, Suns reagem com autoridade e vencem Pelicans

27 de abril de 2022

(por Cassiano Pinheiro)

Depois de serem colocados contra a parede com a derrota no jogo 4 em New Orleans, principalmente da forma como foi o final daquela partida, com o time entrando em parafuso sem saber como sair da marcação adversária.

Os Suns voltaram a ser aquele time coletivo que roda a bola, defende muito bem e explora as fraquezas adversárias. A equipe jogou um primeiro quarto com autoridade e intensidade, abrindo uma boa vantagem e trazendo a torcida para o jogo. O placar do período foi 32-20 para os Suns, e a jogada final do quarto resumiu bem como estava o jogo, Cameron Payne roubou a bola de Brandon Ingram, o melhor do time, atravessou a quadra e matou um belo arremesso de três.

Pelos Pelicans, Ingram (22 pts) e CJ McCollum (21 pts) é que conseguiam manter o time na partida, mas os Pels não conseguiam defender como no jogo 4. Qualquer ensaio de pressão que era feita em cima de Chris Paul ou outro jogador que tivesse a posse, rapidamente era superada por uma sequência de bons passes que na maioria das vezes encontrava um DeAndre Ayton livre embaixo da cesta ou Mikal Bridges pronto para receber, cortar e ir direto para os pontos. Bridges, aliás, teve a noite de sua carreira. O jovem ala marcou 31 pontos, sua maior pontuação na carreira em playoffs. Seu ponto alto foi um lindo pôster em cima de Ingram que levou a torcida à loucura.

Durante todo o segundo tempo, New Orleans tentou cortar a vantagem estabelecida pelos Suns no início da partida, mas sem sucesso. Phoenix estava muito ajustado e a diferença sempre ficou na casa de dez ou mais pontos. No final da partida, os Pelicans conseguiram cortar para sete, mas não tiveram o gás suficiente para um sprint final.

Vitória dos Suns com autoridade e 3 a 2 na série. Phoenix finalmente conseguiu algo que faltava na série, fazer com que seus coadjuvantes tivessem destaque, Mikal Bridges e Cameron Payne, por exemplo, pontuaram bem para suprir a ausência de Devin Booker e desafogar um pouco CP3 e Ayton.

Placar Final: Phoenix Suns 112-97 New Orleans Pelicans