Conteúdo

Mercedes solicita revisão de incidente entre Verstappen e Hamilton no GP de São Paulo

18 de novembro de 2021

(por Bruno Braz)

Após novas evidências surgirem do incidente entre Verstappen e Hamilton, na volta 48 do GP de São Paulo (imagens da câmera onboard do carro de Verstappen) quando ambos acabaram escapando da pista, a Mercedes confirmou que pediu revisão do incidente em que não houve punição para o piloto da Red Bull.

Em comunicado, o time alemão disse o seguinte:

"Confirmamos que pedimos Direito de Revisão sob o Artigo 14.1.1 do Código Esportivo Internacional, em relação ao incidente da curva quatro, entre os carros 44 e 33, na volta 48 do GP de São Paulo de 2021, com base em novas evidências que estavam indisponíveis para os comissários no momento que a decisão foi tomada".

Tivemos casos semelhantes este ano, onde o piloto foi punido com o acréscimo de 5 segundos em seu tempo final de prova, como por exemplo, Pérez no GP da Áustria, que recebeu 5 segundos por ter empurrado Norris para fora da pista e, depois, mais 5 segundos por ter feito o mesmo com Leclerc.

Caso Max tivesse sido punido da mesma maneira, sua diferença para Hamilton poderia ser um pouco menor na tabela do campeonato.

Mais um caso na mão dos comissários em um campeonato que tem dado muita dor de cabeça para quem decide punir ou não um piloto. Esperamos que a decisão seja breve, ao contrário de algumas que ocorreram no GP de São Paulo.