Conteúdo

Massacre de Volkanovski, vitória polêmica de Sterling, guerra entre Chimaev e Durinho; confira tudo sobre o UFC 273

10 de abril de 2022

(por Rafael Lima)
 

O UFC desembarcou em Jacksonville para a edição 273 com a expectativa de grandes duelos. E a profecia se fez como previsto. Alexander Volkanovski mostrou que na categoria ninguém está no nível dele; Aljamain Sterling manteve o cinturão diante de Petr Yan, abrindo margem para interpretação e uma trilogia; Gilbert Durinho, apesar da derrota, mostrou para Khamzat Chimaev que o topo da categoria é diferente; Mackenzie Dern deu novo show de jiu jítsu e mais. Confira como foi o card principal e todos os resultados da noite.
 

Um verdadeiro show! Alexander Volkanovski vence Chan Sung Jung por nocaute técnico no quarto round

Sem Max Holloway, o Ultimate agendou o zumbi coreano, Chan Sung Jung para enfrentar o absoluto campeão Alexander Volkanovski, que parece imbatível na categoria. O australiano é muito forte e não cansa, porém, o zumbi aguenta muita pancada e é perigoso. A premissa era de uma luta bem dinâmica.

O duelo começou com Volkanovski ditando o ritmo, apostando em jabs que entravam facilmente no rosto do sul-coreano. A mão pesada do australiano fazia estragos, mas ele também conseguia quedar quando queria. Novamente de pé, um direto de direita de Volkanovski levou o Zumbi à lona. O domínio do campeão na etapa inicial foi tremendo.

O massacre continuou no segundo assalto. O boxe de Volkanovski seguia muito efetivo. Além disso, a movimentação incansável do australiano não deixava Jung respirar. Em um dos ataques, o campeão acertou um diretaço que fez o desafiante dobrar as pernas, só que o Zumbi Coreano não se entregava. 

O terceiro round foi uma cópia dos outros, Volkanovski encontrava com muita facilidade o rosto do oponente, o nocaute parecia questão de tempo e ele quase aconteceu. O campeão conseguiu mais um knockdown com direto de direita. No chão o australiano marretou sem dó o coreano, quase desfigurando o rosto do adversário, que demonstrou uma resistência absurda para não desistir. 

Apesar de toda a luta de Chan Sung Jung, logo no início do quarto assalto, duas sequências potentes de Volkanovski, que não derrubaram o coreano, fizeram Herb Dean encerrar o massacre com o Zumbi ainda de pé. Mais um show do campeão!
 

Difícil de julgar! Aljamain Sterling vence Petr Yan por decisão dividida 

A esperada revanche, que para muitos seria a redenção do verdadeiro campeão diante do oportunista detentor do cinturão, era a chance de Aljamain Sterling ganhar respeito e provar ao mundo o seu valor, porém, o favoritismo era do desafiante, que faria de tudo para recuperar o reinado dos pesos-galo. 

Petr Yan começou com uma postura melhor, dominando o centro do cage. O russo soltava mais golpes, porém, Sterling sumia da frente do desafiante o tempo todo. Round movimentado, mas sem contundência.

No segundo round os dois trocaram um pouco, mas logo Sterling levou para o chão e rapidamente foi para as costas, trancando um cadeado para trabalhar no solo. Daí para frente foi um monólogo, golpeando por cima, ensaindo um mata-leão e pontuando com inteligência. 

O terceiro assalto começou com ambos trocando golpes e Aljamain Sterling levava a melhor. Uma esquerda do campeão fez Yan sentir. Logo Sterling colocou para baixo, novamente dominou as costas e passou a controlar o duelo novamente. Assim, mais uma etapa foi para a conta. 

O quarto round começou bem diferente do que estava acontecendo na luta até então, Petr Yan foi com tudo para cima causando um enorme atraso ao campeão. O russo bateu bastante, mas não esteve perto do nocaute. Na metade da parcial, Yan caiu por cima e controlou o assalto por ali até o fim. 

Petr Yan voltou para a etapa final desferindo fortes chutes baixos e lançando golpes potentes. Aljamain Sterling não queria trocação e logo tentou levar para o chão, mas dessa vez não teve sucesso. Ambos voltaram a trocar golpes e Sterling sentiu um soco de Yan, que a partir daí dominou o combate por cima, chegou a ir para as costas, mas nada demais aconteceu. Apesar de vencer o round, não deu para garantir a luta, que teve um resultado bastante polêmico. 
 

Uma guerra! Khamzat Chimaev vence Gilbert Burns por decisão unânime 

O card tinha duas lutas por cinturão, porém, o maior hype era para esse combate entre Gilbert Burns e Khamzat Chimaev. O brasileiro precisava vencer para mostrar que é um dos melhores do mundo e, de quebra, encerrar com a “fama” de Chimaev, que por sua vez, esperava manter a invencibilidade e chocar o mundo definitivamente.

Chimaev foi com tudo para cima, mas Durinho acertou um bom contragolpe. O russo naturalizado sueco tentou colocar para baixo, grampeou o brasileiro, mas não conseguiu se estabelecer por cima. Ambos voltaram de pé, mas os golpes de Durinho eram melhores, só que um direto de Chimaev levou o brasileiro à knockdown. Por cima o sueco acertou cotoveladas poderosas, abriu um sangramento no brasileiro e ainda provocou. Na reta final Durinho foi para cima, mas o round acabou.

O segundo assalto voltou frenético, e Gilbert Burns acertou grandes golpes, com muita potência, balançou várias vezes o adversário e mostrou que o topo da categoria é diferente. Chimaev também teve bons momentos, socos muito fortes e muita confiança, só que o round foi de Durinho com as melhores investidas. 

No terceiro round Chimaev voltou muito melhor, desferindo boas sequências que castigaram demais o brasileiro. Muito cansado, Durinho não conseguiu rechaçar o “russo/sueco”, mas o coração não saiu da ponta da luva. Os dois soltaram golpes frenéticos e o duelo foi dos melhores do ano disparado. 

Muito equilíbrio! Mackenzie Dern vence Tecia Torres por decisão dividida 

Duas lutadoras na rota do topo do ranking, assim poderíamos definir Mackenzie Dern e Tecia Torres, que foram ao octógono para ver quem se credenciaria ao melhor cenário e qual delas teria que se reinventar em caso de derrota.

Ambas começaram na trocação franca, mas Tecia Torres levava a melhor. Mackenzie Dern pareceu encontrar uma distância melhor e as duas conseguiam tocar a outra. Com golpes potentes, tanto Torres quanto Dern tiveram seus momentos no round.

O segundo assalto começou novamente com trocação frenética, porém, Mackenzie se lançou em cima de Torres usando a grade, escalando a adversária e travando o braço numa kimura. Por muito pouco ela não finalizou num show de técnica de Dern e de defesa de Torres. Por baixo Mackenzie Dern foi inteligente e conseguiu escapar para o pé, quase finalizando novamente. Tecia Torres foi muito guerreira, mas a etapa foi um monólogo de Dern.

Mackenzie Dern voltou mais confiante, cercando e desferindo mais golpes. Porém, Torres era perigosa nos contragolpes. Dern pegou a perna e conseguiu colocar para baixo, só que Tecia Torres acertou um belo pisão no rosto, se recuperando de maneira sensacional. A partir daí, Torres se soltou mais e conectou bons golpes. No final, as duas se embolaram e o round ficou bem indefinido. 
 

Morno! Mark Madsen vence Vinc Pichel 

O duelo inicial do card principal colocou frente a frente dois lutadores experientes, sendo que Mark Madsen ainda carrega a aura da invencibilidade.

O combate começou bem ativo de pé, com Mark Madsen levando a melhor. Se não bastasse, o dinamarquês coloco a luta para baixo e garantiu o primeiro round com folga.

No segundo assalto, Vinc Pichel foi para cima e passou a levar a melhor de pé. Só que Madsen foi raspado e permitiu que Pichel tentasse uma chave de panturrilha. Ambos voltaram de pé e Pichel era melhor. Além disso, ele surpreendeu levando para o chão, demonstrando vantagem nesta parcial.

Na última etapa Pichel voltou bem ativo, desferindo um bom volume de golpes, mas sem muita contundência. O duelo seguiu parelho, só que Madsen conseguiu levar para o chão e travou o combate, controlando por cima.
 

Resultados do card preliminar:

Ian Garry venceu Darian Weeks por decisão unânime 

Anthony Hernandez venceu Josh Fremd por decisão unânime 

Raquel Pennington venceu Aspen Ladd por decisão unânime 

Mike Malott venceu Mickey Gall por nocaute técnico no primeiro round

Alexey Oleynik venceu Jared Vanderaa por finalização no primeiro round

Piera Rodriguez venceu Kay Hansen por decisão unânime 

Julio Arce venceu Daniel Willycat por decisão unânime