Conteúdo

Liverpool faz grande primeiro tempo, sofre no segundo, mas elimina o City em outro jogaço

16 de abril de 2022

(por Rafael Lima)
 

Após o jogaço espetacular da semana passada pela Premier League, Manchester City e Liverpool se reencontraram, desta vez pela semifinal da Copa da Inglaterra, num duelo que novamente prometia muito.

Pep Guardiola mandou um time misto ao campo, enquanto Jurgen Klopp levou força máxima querendo se impor.

Massacre vermelho sob o comando de Mané

O City tentou propor o jogo no começo, mas logo o Liverpool tomou as rédeas. Aos 8’ os Reds abriram o placar com Konaté. Roberson bateu escanteio e o zagueirão subiu na segunda trave para colocar na rede. 

O Manchester City tentou reagir, ficando com a bola na tentativa de construir jogadas, porém, aos 16’, num início de jogada Steffen, que substituiu Ederson, poupado, cometeu um erro incrível. O goleiro demorou a sair jogando e Mané, que é muito mais malandro que mané, veio no carrinho e colocou no fundo do gol. 

O City tentava se encontrar, mas o Liverpool está melhor em todos os aspectos do confronto. O time de azul queria buscar o gol para diminuir a desvantagem, mas aos 44’, uma troca de passes insinuante terminou em um golaço onde Thiago levantou a bola para Mané bater de primeira. Que espetáculo!

E assim o primeiro tempo chegou ao fim. 
 

Reação azul com final de arrepiar

A segunda etapa começou e Grealish diminuiu para o City no primeiro minuto. Fernandinho passou para Gabriel Jesus que limpou a defesa e passou para o inglês colocar na rede. 

O gol animou a equipe de Manchester e por pouco Gabriel Jesus não diminuiu ainda mais. Sterling passou para o brasileiro que bateu em cima de Alisson. O goleirão fechou muito bem o ângulo. 

O jogo ficou duro, brigado e intenso. O City tentava encontrar espaço, mas não conseguia. Entretanto, aos 20’, Gabriel Jesus se posicionou bem e saiu na cara do gol. O atacante, na frente de Alisson, chutou por baixo para uma grande defesa do goleiro da Seleção Brasileira. Que gol perdido!

Na sequência foi a vez de Salah, aproveitando falha de Zinchenko e Steffen, bateu por cima meio sem ângulo, mas a bola foi para fora. O jogo voltava a melhorar. 

O Manchester City tentava construir o gol na base do toque de bola, mas a defesa do Liverpool rechaçava o ataque adversário. Os Reds tentavam contra-atacar, mas não incomodavam. 

Quando o jogo parecia definido, Mahrez recebeu um lançamento espetacular, invadiu a área e cruzou rasteiro, embaixo das pernas de Alisson para Bernardo Silva fazer o segundo aos 45 minutos. 

O tento animou os Citizens, que foram com tudo para o ataque. Primeiro Aké desviou de cabeça um lateral lançado na área e a bola se ofereceu para Fernandinho, que bateu com força por cima, mas houve um desvio. Após escanteio, Mahrez bateu e a bola novamente desviou para outro córner. Se não bastasse, no mesmo minuto, Stelring bateu para a defesa de Alisson. 

Ainda nos descontos o Liverpool também teve suas chances, primeiro com Salah, que chutou para fora, e depois com Firmino, que forçou boa intervenção de Steffen. 

E assim, o duelo terminou. 
 

Final: Liverpool 3x2 Manchester City


 

Mais um espetáculo protagonizado pelos times de Klopp e Guardiola, os Reds engoliram o adversário no primeiro tempo, mas os Citizens voltaram totalmente diferente na etapa complementar, se lançaram ao ataque e quase empataram a peleja.

O Liverpool chega à sua segunda final na temporada e busca seu segundo título, podendo enfrentar novamente o Chelsea, adversário na decisão da Copa da Liga Inglesa. Se isso não bastasse, os Reds estão na semifinal da Champions League é apenas um ponto atrás do City na Premier League, onde ambos brigam cabeça a cabeça pelo título. Que ano para os torcedores que nunca abandonam seu clube!

Do lado do Manchester City, a maratona de jogos pesados acabou fazendo Guardiola colocar em campo um time quase reserva é isso acabou sendo determinante no resultado do primeiro tempo. Depois, ficou difícil buscar a diferença. De qualquer forma, os Citizens mostraram belo poder de reação e ainda estão bem vivos na Premier League e na Champions. 

Uma final entre os dois no torneio continental seria inesquecível!