Conteúdo

Lewis Hamilton volta a falar sobre problemas no carro da Mercedes: "muito maiores que em 2021"

18 de março de 2022

(por Daniel Morales)

Após um treino livre bem aquém realizado nesta sexta-feira (18) no Bahrein, o heptacampeão Lewis Hamilton voltou a falar sobre os problemas que a W13, carro da Mercedes para 2022, vêm apresentando.

Hamilton ficou em nono lugar no segundo treino livre desta sexta-feira, com 1.2 segundos de distância de Max Verstappen, que terminou com a primeira posição. O outro piloto da equipe alemã, George Russell, teve um resultado melhor, terminando o TL com a quarta colocação, a seis décimos atrás de Verstappen. Preocupado com os problemas do carro, Hamilton mais uma vez comentou sobre o assunto:

"Comparado a este ano, tivemos problemas muito, muito menores no passado. Estamos enfrentando problemas muito maiores este ano. E tudo o que fazemos para tentar consertar não mudou isso. Parece que, provavelmente, precisaremos de uma correção de longo prazo, nada a curto prazo." Falou o heptacampeão,

Russell, que teve um resultado bem melhor que seu companheiro de equipe, também demonstrou bastante preocupação com o carro, dizendo até que a Mercedes está a mais de um segundo atrás de equipes como Red Bull e Ferrari e perto de equipes como Alfa Romeo e Alpha Tauri.

"Acho que está claro pelos tempos da volta que certamente não estamos onde queremos estar. Acho que progredimos um pouco na resolução de alguns problemas, mas o ritmo não está lá no momento. Estamos muito longe do ritmo da Red Bull, Ferrari, Alfa Romeo e Alpha Tauri parecem estar no mesmo ritmo ou até mais rápidas, então temos muito trabalho a fazer." Falou o jovem inglês. 

Os problemas com o carro voltaram a aparecer no treino livre desta sexta-feira, mas a Mercedes precisa resolver o quanto antes possível para se manter como forte candidata a mais um título mundial.