Conteúdo

Lenda do UFC, Anderson Silva fecha contrato para luta de boxe contra ex-campeão mundial

30 de março de 2021

(por Leandro Chagas)

Uma notícia pegou de surpresa o mundo da luta nesta terça-feira (30). Depois de deixar o UFC, Anderson Silva, um dos maiores nomes da história do MMA, vai se testar nos ringues de boxe. O brasileiro de 45 anos assinou um contrato para lutar contra o mexicano Julio César Chávez Jr., de 35 anos e ex-campeão mundial da nobre arte. A informação foi confirmada pelo site TMZ, que também revelou que o duelo acontecerá no Estádio Jalisco, em Guadalajara, no México, um dos locais onde a seleção brasileira jogou na Copa do Mundo de 1970, que terminou com a conquista do Tri.

“Quando olho para trás, para minha jornada, vejo que nada foi em vão. Estou extremamente feliz pela oportunidade de testar minhas habilidades no boxe com Julio César Chávez Jr.. Treino continuamente, sempre buscando resiliência e superando obstáculos. Lutar é meu fôlego eterno”, disse o “Spider” em entrevista.
 
Campeão dos médios do UFC entre 2006 e 2013, Anderson fez história na organização, batendo na época o recorde de defesas de cinturão (10) (superado por Demetrious Johnson) e vitórias (16) consecutivas. Emseu cartel, ele acumulou 34 vitórias, 11 derrotas e um "No Contest" na carreira, sendo 17 vitórias, sete derrotas e um "No Contest" dentro do Ultimate.

Em sua última apresentação no octógono, no dia 31 de outubro do ano passado, o curitibano foi nocauteado por Uriah Hall. Logo após o evento, Anderson não anunciou sua aposentadoria imediatamente, alegando que era "difícil dizer" se aquela era realmente sua última luta. 

Entretanto, Dana White afirmou em coletiva de imprensa que não ofereceria mais lutas o brasileiro, e que Spider deveria se aposentar. No dia seguinte, Anderson Silva usou suas redes sociais para confirmar que estava se despedindo do esporte em que reinou por tanto tempo.

Adversário do brasileiro no duelo de boxe, Julio Cesar Chávez foi dono do cinturão dos médios da WBC entre 2011 e 2012. Com um cartel de 52 vitórias, cinco derrotas e um empate, o atleta é filho de uma lenda da nobre arte, Julio Cesar Chávez, membro do Hall da Fama do boxe. Por coincidência, o veterano de 58 anos deverá fazer uma luta de exibição no mesmo evento, contra Hector Camacho Jr. - filho de seu ex-adversário Hector "Macho" Camacho, que faleceu em 2012.