Conteúdo

Leclerc domina e vence GP do Barein; Ferrari aproveita problemas de rivais para fazer dobradinha

20 de março de 2022

(por Mattheus Prudente)

No primeiro GP da temporada, no Barein, a vitória ficou com a Ferrari, com Charles Leclerc, que largou na pole position, dominando a prova e vencendo com certa tranquilidade. Carlos Sainz e Lewis Hamilton completaram o pódio, se aproveitando de problemas com os carros da Red Bull, que tiveram Max Verstappen e Sergio Perez abandonando no final da corrida por problemas. 

A largada foi limpa no pelotão da frente, com Lewis Hamilton logo tomando a quarta posição de Perez. Valtteri Bottas e Kevin Magnussen, no entanto, acabaram largando mal e perderam algumas posições. Um pouco mais atrás, Lando Norris também não conseguiu uma boa largada, caindo para as últimas colocações. 

O que surpreendeu, no início da prova, foi a força no ritmo de corrida da Alfa Romeo, que tinha tanto Bottas quanto Guanyu Zhou muito bem, disputando com Mick Schumacher e Alex Albon pelas posições. Schumacher que, por sua vez, se envolveu em um acidente com Esteban Ocon, que rendeu uma penalização de cinco segundos para o piloto francês. 

Perez não demorou muito para retornar a sua posição de Hamilton, enquanto Bottas fazia uma bela corrida de recuperação, sendo seguido de perto pelo seu companheiro de equipe, quando os dois tentavam colocar a Alfa de volta nos pontos. 

A partir da volta 17, tivemos uma das disputas mais espetaculares da prova, quando Leclerc e Verstappen começaram a trocar ultrapassagens seguidamente nas duas primeiras zonas de DRS. Apesar de perder a posição duas vezes, o monegasco saiu na frente no final, e conseguiu manter a liderança da corrida. 

A nova era da Fórmula 1 parecia estar dando resultado, com muitas ultrapassagens sendo vistas em toda parte do grid. Depois da segunda parada de ambos os líderes, foi dado o sinal verde da Red Bull para Verstappen acelerar e tentar alcançar Leclerc, e o atual campeão, apesar de estar em uma posição boa para tentar atacar, não conseguia se aproximar da Ferrari. 

No meio do grid, o destaque estava sendo Magnussen, que colocava a Haas em uma boa posição, superando o seu companheiro por muito. Lá na frente, o ritmo de Leclerc estava muito bom, e, sabendo disso, Verstappen tentou uma estratégia diferente, parando para colocar pneus macios novos e tentar atacar o monegasco. 

Faltando pouco para acabar a corrida, Gasly acabou parando por conta de um problema que fez o seu carro pegar fogo, causando um safety car que colocou os dois líderes próximos para o final da corrida. Leclerc, que estava com pneus mais velhos, conseguiu parar para novos macios, não dando nenhuma chance para vantagem da Red Bull. 

Com problemas na assistência de direção, Verstappen não conseguiu atacar Leclerc ao final do safety car, e começou a ser atacado por Sainz. Hamilton, por sua vez, tentava levar a sua problemática Mercedes para cima de Perez, sendo as duas grandes disputas nas últimas voltas da corrida. 

Verstappen começou a reclamar de outro problema, que o fez ser ultrapassado por Sainz e, na mesma volta, abandonar a corrida pela falta de potência do carro. Perez, que também vivia problemas, estava sendo atacado por Hamilton, que buscava um improvável pódio para a Mercedes. Abrindo a última volta, o mexicano teve uma falha em seu motor que o fez rodar na primeira curva, e as duas Red Bulls se viram fora da corrida no final. 

A Ferrari, que não tinha nada a ver com a história, conquistou a sua vitória, fazendo a sua primeira dobradinha em muito tempo. Hamilton, por sua vez, conseguiu o seu tão sonhado pódio apesar de todos os problemas. 

Confira a classifiação final do GP do Barein:

1º - Charles Leclerc (Ferrari)
2º - Carlos Sainz (Ferrari)
3º - Lewis Hamilton (Mercedes)
4º - George Russell (Mercedes)
5º - Kevin Magnussen (Haas)
6º - Valtteri Bottas (Alfa Romeo)
7º - Esteban Ocon (Alpine)
8º - Yuki Tsunoda (AlphaTauri)
9º - Fernando Alonso (Alpine)
10º - Guanyu Zhou (Alfa Romeo)
11º - Mick Schumacher (Haas)
12º - Lance Stroll (Aston Martin)
13º - Alex Albon (Williams)
14º - Daniel Ricciardo (McLaren)
15º - Lando Norris (McLaren)
16º - Nicholas Latifi (Williams)
17º - Nico Hulkenberg (Aston Martin)
DNF - Max Verstappen (Red Bull)
DNF - Sergio Perez (Red Bull)
DNF - Pierre Gasly (AlphaTauri)