Conteúdo

LeBron erra lance livre crucial e dá vitória aos Warriors com show de Klay Thompson, Doncic anota 45 pontos em derrota dos Mavs, Joel Embiid em noite de MVP e mais; confira como foi a rodada da NBA deste sábado (12)

13 de fevereiro de 2022

A rodada da NBA deste sábado (12) passou longe de decepcionar o fã de basquete. Com líderes vencendo, atuação espetaculares de Doncic e Embiid e um jogaço entre Lakers e Warriors, confira a análise e o resultado dos confrontos:

Vitória dos líderes

Com 15 assistências de Chris Paul, os Suns atropelaram Orlando no Arizona. A equipe de Monty Williams foi extremamente eficente tanto no ataque quanto na defesa, e liderou praticamente todas as estatísticas em quadra (exceto a de turnovers). Um resultado já esperado pela diferença desproporcional de qualidade entre ambas as equipes. Devin Booker também esteve bom na partida com 26 pontos, 5 rebotes e 5 assistências, enquanto Jalen Suggs foi o destaque do Magic com 20 pontos, 6 rebotes e 10 assistências.

Sem Durant, Kyrie Irving não conseguiu liderar sua a equipe à vitória contra o líder da conferência leste. Miami contou com mais uma espetacular atuação coletiva, com sete jogadores alcançado dígitos duplos de pontuação. Entretanto, a equipe da Flórida sofreu um apagão no último período - os Nets correram atrás do prejuízo e chegaram a ficar a apenas um ponto de desvantagem no placar no último minuto do confronto. Mas Jimmy Butler foi clutch e converteu a bandeja que deu a vitória à sua equipe antes do confronto ficar "lá e cá" em arremessos de lance livre. Bam Adebayo foi o cestinha do Heat com 19 pontos e 14 rebotes. Irving anotou 20 de seus 29 pontos no último quarto. Além disso, ele também pegou 5 rebotes e distribuiu 5 assistências.

Recital de Dejounte Murray

Dejounte Murray é o típico jogador que toda franquia gostaria de ter no elenco. O armador de San Antonio deu uma verdadeira aula de basquetebol contra os Pelicans com uma statline invejável: 31 pontos, 7 rebotes e 12 assistências com apenas um turnover. Além disso, conquistou uma aproveitamento de 59% nos arremessos de quadra e não cometeu uma falta sequer. Sua performance impecável refletiu no resultado: um passeio dos Spurs contra a franquia de Nova Orleans, que viu CJ McCollum brilhar em sua segunda partida pela equipe: 36 pontos, 11 rebotes e 5 assistências para o ala-armador.

Esforço em vão de Luka

Os 45 pontos de Luka Doncic não foram suficientes para evitar a derrota de Dallas contra os Clippers. Sem Porzingis, os Mavs tiveram muita dificuldade em conquistar pontos perto da cesta, já que o único "grandalhão" da equipe no time titular era Dwight Powell, que anotou apenas 6 pontos. Abusando de jogadas de infiltração, LA contou com uma excelente atuação de seu backcourt - Reggie Jackson anotou 24 pontos enquanto Terrence Mann contribuiu com 20. 

Surpresas e decepções

Apesar de ser uma equipe fraca, OKC possui nomes muitíssimos interessantes, e principalmente, promissores. No confronto contra Chicago, Lu Dort e Josh Giddey brilharam e quase complicar a vida do vice-líder da conferência leste. Defendendo o perímetro com maestria no primeiro tempo, Oklahoma conseguiu se impôr em quadra, chegando a abrir 14 pontos de vantagem no segundo período. Entretanto, o gás foi acabando aos poucos e os Bulls tomaram o domínio na segunda etapa, explorando o garrafão com Nikola Vucevic, que teve uma excelente atuação: 31 pontos e 15 rebotes na partida. DeRozan foi letal de média distância se beneficiando de screens, e terminou o confronto como o melhor jogador em quadra: 38 pontos, 6 rebotes e 5 assistências. Por OKC, Lu Dort manteve sua equipe viva anotar 11 de seus 31 pontos no último quarto. Já Josh Giddey anotou seu segundo triplo-duplo na carreira, com 11 pontos, 12 rebotes e 10 assistências. 

Com um quarto período terrível, os Knicks conseguiram a façanha de perder para Portland após abrir uma vantagem de 23 pontos no terceiro quarto. A franquia de NY anotou apenas 11 pontos contra 35 dos Blazers nos 12 minutos finais do confronto. Anfernee Simons vem "assumindo a responsa" na ausência de Lillard e não decepcionou, anotando 30 pontos, 5 rebotes e 8 assistências. Boa partida também para Jusuf Nurkic, que pegou 20 rebotes, além de ter anotado 12 pontos e 5 assistências. 

Batalha pelo MVP: Jokic vs Embiid

Joel Embiid não conseguiu esconder a felicidade após o fim da novela com Ben Simmons e a chegada de James Harden aos 76ers. Em uma atuação dominadora, o pivô camaronês aniquilou os Cavaliers. 40 pontos, 14 rebotes e 10 assistências. Nesta três estatísticas, Embiid alcançou números maiores que TODOS os outros quatro titulares de Philly somados. Um belo cartão de visitas para seu mais novo parceiro. Darius Garland foi o "lobo solitário" dos Cavs com 27 pontos e 4 rebotes.

Jokic não foi tão dominante quanto Embiid, mas também teve uma excelente atuação na vitória dos Nuggets sobre Toronto. Em uma partida de muito equilíbrio, o placar só foi decidido nos minutos finais do último quarto. Facundo Campazzo matou uma cesta de três pontos que deu início a uma boa sequência de Denver, mas os Raptors não permitiram que a diferença de pontos crescesse e ficaram muito próximos da vitória/empate após VanVleet matar uma bola de três com 20 segundos restantes, deixando sua equipe a um ponto de desvantagem. Na última posse do embate, VanVleet tentou uma bola de três, mas errou feio. No rebote, OG Anunoby pegou o rebote e tentou a cravada, mas levou um tocaço de Jokic no estouro do cronometrô. O pivô sérvio terminou o confronto com 28 pontos, 15 rebotes e 6 assistências. Para os canadenses, o destaque fica com Pascal Siakam, que anotou 35 pontos, 10 rebotes e 7 assistências.

O jogo com menos ibope da rodada

Com um domínio absoluto no garrafão, Sacramento contou com uma boa atuação do recém-chegado Domantas Sabonis para conquistar a vitória contra os Wizards. Sabonis representou o que foi uma noite de extrema eficiência para os Kings - o ala-pivô teve um aproveitamento de 78% nos arremessos de quadra (7/9), anotando 17 pontos, 11 rebotes e 7 assistências. Kyle Kuzma foi um dos poucos que conseguiram manter Washington no confronto, com uma boa atuação no primeiro tempo. Mas o gás acabou e a franquia da capital foi completamente engolida na segunda etapa.

Ficaram no "quase"

Apesar de ser uma equipe fraca, OKC possui nomes muitíssimos interessantes, e principalmente, promissores. No confronto contra Chicago, Lu Dort e Josh Giddey brilharam e quase complicar a vida do vice-líder da conferência leste. Defendendo o perímetro com maestria no primeiro tempo, Oklahoma conseguiu se impôr em quadra, chegando a abrir 14 pontos de vantagem no segundo período. Entretanto, o gás foi acabando aos poucos e os Bulls tomaram o domínio na segunda etapa, explorando o garrafão com Nikola Vucevic, que teve uma excelente atuação: 31 pontos e 15 rebotes na partida. DeRozan foi letal de média distância se beneficiando de screens, e terminou o confronto como o melhor jogador em quadra: 38 pontos, 6 rebotes e 5 assistências. Por OKC, Lu Dort manteve sua equipe viva anotar 11 de seus 31 pontos no último quarto. Já Josh Giddey anotou seu segundo triplo-duplo na carreira, com 11 pontos, 12 rebotes e 10 assistências. 

Contra Charlotte, Memphis esteve na frente do placar por praticamente toda a partida, mas viu o trio Rozier-Harrell-Ball crescer no último quarto e dar um leve susto em Ja Morant & compania. Os Grizzlies chegaram a abrir 35 pontos de vantagem no segundo quarto, com boas atuações de Morant e Desmond Bane. Entretanto, no último período, os Hornets anotaram 43 pontos e ficaram a apenas 4 pontos de diferença no placar (115-119) nos minutos finais da partida. Entretanto, uma sequência de 4 pontos de Bane impediu uma possível virada e deu a vitória para Memphis. Terry Rozier foi o cestinha do embate com 35 pontos, além pegar 10 rebotes e distribuir 9 assistências.

Jogo da rodada

E no Chase Center, tivemos o jogo da rodada. Warriors e Lakers protagonizaram uma partida que não foi necessariamente interessante em sua totalidade, mas que teve um fim de jogo de muita emoção. Jogando em casa, Golden State esteve melhor no primeiro tempo, chegando a abrir 15 pontos no segundo quarto. A equipe de Steve Kerr se sobressaia nos arremessos de longa distância e na defesa do perímetro - este último fator que teve MUITA contribuição do péssimo jogo ofensivo dos Lakers no perímetro. A franquia de LA começou a crescer no terceiro período ao se aproveitar da ausência de Draymond Green no garrafão, utilizando a fisicalidade de sua equipe para conseguir pontos, tanto debaixo da cesta quanto em screens no perímetro. No fim do terceiro quarto, a diferença no placar era de apenas um ponto: 95 a 94 favorecendo os Warriors.

Porém, foi no último período que as coisas ficaram de fato interessantes. Os Lakers tiraram energia sabe se lá de onde e praticaram um basquete de extrema intensidade e velocidade. A equipe de LA liderou boa parte do quarto, mas não conseguiram abrir vantagem no placar por causa de um homem: Klay Thompson. Com 16 pontos no quarto período, o ala-armador foi a principal razão da vitória de sua equipe, já que seu parceiro de backcourt esteve bem abaixo na reta final do confronto - Curry deu muita brecha para os Lakers crescerem no jogo com arremessos precipitados do meio da quadra. Entretanto, ele conseguiu "compensar" com um floater que deixou Golden State com três pontos de vantagem no último minuto da partida. Na última posse do confronto, LeBron tentou uma cesta de três pontos e sofreu uma falta de arremesso no mínimo duvidosa de Stephen Curry. Na cobrança do lance-livre, LeBron desperdiçou o primeiro arremesso, praticamente dando a vitória aos Warriors, já que restava apenas 2.4 segundos no relógio. 

Cestinha da partida, Klay Thompson anotou 33 pontos e 5 rebotes, enquanto Curry contribui com 24 pontos, 5 rebotes e 8 assistências. Por LA, Lebron anotou 26 pontos e se tornou o maior pontuador da história da NBA (somando partidas da temporada regular e dos playoffs) ao ultrapassar Kareem Abdul-Jabbar. Além disso, "The King" também contribuiu com 15 rebotes e 8 assistências. 

Destaques do sábado

Cestinha da rodada: Luka Doncic (45 pontos)

MVP da rodada: Joel Embiid (41 pontos, 14 rebotes e 10 assistências)

Melhor atuação coletiva: Miami Heat

Jogo da rodada: Warriors vs Lakers

Jogada decisiva: Toco de Jokic em OG Anunoby e lance-livre desperdiçado por LeBron contra os Warriors

Sinal vermelho: Brooklyn Nets, que perderam a 11ª partida seguida e correm o risco de não conseguir classificação direta para os playoffs

Sinal amarelo: Pelicans, que se complicaram na briga por uma vaga no play-in

Sinal verde: Miami, Memphis e Phoenix, que venceram as últimas cinco partidas

Resultados da rodada

Phoenix Suns 132 - 105 Orlando Magic

Golden State Warriors 117 - 115 Los Angeles Lakers

Dallas Mavericks 97 - 99 Los Angeles Clippers

Miami Heat 115 - 111 Brooklyn Nets

Chicago Bulls 106 - 101 Oklahoma City Thunder

Toronto Raptors 109 - 110 Denver Nuggets

Philadelphia 76ers 103 - 93 Cleveland Cavaliers

Charlotte Hornets 118 - 125 Memphis Grizzlies

New Orleans Pelicans 114 - 124 San Antonio Spurs

Washington Wizards 110 - 123 Sacramento Kings

Portland Trail Blazers 112 - 103 New York Knicks