Conteúdo

LeBron e Curry atingem marca histórica, Harris faz o primeiro triplo-duplo da carreira em triunfo suado dos Sixers, grande virada dos Pelicans pra cima dos Cavs. O melhor da terça-feira da NBA

29 de dezembro de 2021

(Por Diego Dias)

A rodada desta terça-feira (28) da National Basketball Association foi marcada pela noite de extremos de Stephen Curry. Se por um lado ele alcançou a marca de 3.000 bolas de três pontos convertidas na carreira em cesta do corner no 3º quarto, a estrela esteve em péssima atuação durante os dois primeiros quartos e só foi pontuar no finalzinho do 2º período com uma bandeja.

Foi o que custou a partida para o Golden State Warriors, já que o Denver Nuggets se aproveitou do desempenho de Curry para se impôr na partida desde os primeiros minutos ao abrir 10x0 no placar e limitar os Warriors a apenas 16 pontos no quarto inicial. No período seguinte os Nuggets mantiveram o ritmo com Nikola Jokic (22 pontos, 18 rebotes, 5 assistências e 4 roubos) e JaMychal Green dominando o garrafão dos dois lados da quadra e dilataram a vantagem para 24 pontos na ida par ao intervalo (60x36).

No 3º quarto porém os Warriors voltaram mais dispostos, assim como Curry. Maior destaque da equipe até então, Andrew Wiggins (21 pontos, 8 rebotes) de volta ao lineup após sair da lista da Covid, e Steph ajudaram Golden State a engatar uma run de 17x5 e diminuir o prejuízo para 12 pontos (65x53), somando-se à baixa produtividade de Denver no lado ofensivo. Uma enterrada de Gary Payton II chegou a deixar tudo igual em 84 pontos com pouco mais de 1 minuto restando de jogo, mas os Nuggets retomaram a dianteira em sequência em tapinha de Will Barton. Nos segundos finais, Jonathan Kuminga teve a chance de forçar o overtime mas acabou parado por Jokic antes de Andre Iguodala errar seu arremesso no estouro do relógio.

Outro a chegar a uma contagem especial foi Lebron James. A estrela alcançou a marca de 36.000 pontos na carreira e anotou um triple-double (seu terceiro na temporada) para encerrar a série de 5 derrotas do Los Angeles Lakers. Russell Westbrook (24 pontos, 12 rebotes e 10 assistências) também obteve os triplos, mas voltou a abusar das tomadas erradas de decisões ao longo da partida, que poderia ter sido mais tranquila para os angelinos uma vez que estiveram na frente no placar na maior parte.

Mas o valente Houston Rockets soube equilibrar as ações e não deixaram Los Angeles se desgarrar comandados pelo novato Jalen Green, cestinha dos texanos com 24 pontos e recuperado de lesão muscular na panturrilha que o tirou dos últimos 15 jogos. Outro que deixou o DM de Houston foi Kevin Porter Jr, que anotou outros 22. Os Rockets até se alternaram na liderança durante a primeira metade da partida, mas viram os Lakers anotarem 11 pontos na virada do 3º para o último quarto e colocar 103x92 no placar em cestas de Carmelo Anthony (24 pontos vindo do banco).

Duas cestas do perímetro de Green impulsionaram uma run de 10x2 na sequência, trazendo a diferença para 3 pontos antes de Christian Wood (22 pontos) empatar em 115x115 com um lance livre. Mas foi quando brilhou a estrela de LeBron, que após uma cesta de longe de Carmelo anotou os últimos 6 pontos dos Lakers, garantindo o resultado.

O calouro Franz Wagner também teve uma noite especial, apesar da derrota de seu Orlando Magic frente ao Milwaukee Bucks. O alemão fez sua melhor pontuação na carreira ao anotar 27 pontos na segunda metade da partida e terminar com 38, sendo o único destaque de Orlando, que depois de fazer um 1º quarto equilibrado viu os Bucks anotarem 40 pontos no período seguinte e colocar mais de 20 pontos de margem comandados pelos 17 pontos de Bobby Portis no período, chegando a 29 (72x43) antes de uma enterrada de Wendell Carter Jr (19 pontos e 10 rebotes) ser a última cesta na ida para o intervalo.

O Magic trouxe maior emoção no 3º quarto com uma run de 19 pontos em cestas de Wagner e Hassani Gravett do perímetro e de Carter Jr do garrafão, trazendo a diferença para dez pontos. Nos 12 minutos finais a equipe da Florida ainda cortou para dígitos simples (106x98) em cesta de Moritz Wagner, mas cestas seguidas de Kris Middleton (21 pontos) definiram o resultado em favor dos atuais campeões.

O Toronto Raptors contou com os retornos de Pascal Siakam, Gary Trent Jr e Malachi Fynn e tiveram um leve alívio na extensa lista de desfalques. Mas o trio não evtou a derrota para o Philadelphia 76ers, embora tenham feito partida equilirada. Mesmo liderando em praticamente todo o duelo e com Tobias Harris e Joel Embiid (36 pontos e 11 rebotes) ditando o ritmo, os Sixers só tiveram alguma tranquilidade no início do último quarto, quando abriram 12 pontos (97x85) em cestas dos reservas Furkan Korkmaz e Georges Niang (19 pontos) em uma run de 10x2 e pareciam definir o resultado.

Mas os Raptors não se entregaram e viraram a partida em cesta de três pontos de Trent Jr faltando menos de 2 minutos pro final. Tobias respondeu ao converter seus dois lances livres, mas acabou estourando em faltas a 21 segundos do fim, encerrando sua noite de 19 pontos, 12 rebotes e 10 assistências para obter o primeiro triple-double da carreira. Trent Jr teve outra oportunidade de evitar a derrota na última posse, mas perdeu a bola ao tentar um drible.

A grande virada da rodada veio do Smoothie King Center, onde o New Orleans Pelicans viu o Cleveland Cavaliers começar com tudo a partida ao abir com 9x0 e 12x2 para rapidamente abrir mais de 20 de vantagem com boas cestas de Kevin Love do perímetro e de Ricky Rubio, autor de dez dos primeiros 18 pontos de Cleveland. O espanhol seria o grande nome dos Cavs ao beirar um triple-double de 27 pontos, 13 rebotes e 9 assistências, mas para seu azar precisou deixar a quadra já nos minutos finais sentindo dores no joelho.

Para piorar, os Cavs haviam permitido uma reação dos Pels a partir do 2º quarto. Com um estilo agressivo no ataque e em cestas de Devonte Graham (18 pontos) e Herb Jones (cestinha dos Pelicans com 26 pontos) a equipe trouxe a margem par a casa dos dez pontos. Tal distância foi mantida ao longo do 3º período e, em cestas de três pontos de Garrett Temple (foram 4 no quarto final) em uma run de 10x0 o placar ficou em 95x93 para Cleveland a 4 minutos do final. Mas o momento era todo de New Orleans, que passaram à frente em outras duas cestas de perímetro de Temple e definiram a grande vitória em lances livres de Jonas Valanciunas (15 pontos e 10 rebotes).

 

Destaques da terça-feira

Cestinha da rodada: Franz Wagner (38pts)
MVP da rodada: LeBron James (32pts - 11/19fg -, 11reb, 11ast, 2blk)
Jogo da rodada: Rockets x Lakers
Jogada decisiva: Toco de Nikola Jokic a 3 segundos do fim em Jonathan Kuminga, evitando um possível empate dos Warriors.
Sinal Vermelho: Curry, que mesmo estabelecendo uma marca histórica teve fraca atuação no primeiro tempo, o que contribuiu para o revés de Golden State.
Sinal Amarelo: Wolves, que foram derrotados pela terceira vez nos últimos 4 jogos e foram ultrapassados por Lakers e Mavs na classificação.
Sinal Verde: Heat, que chegarou a 4 vitórias seguidas, e Pelicans, que venceram 5 dos últimos seis jogos.

Todos os resultados

New York Knicks 96 @ 88 Minnesota Timberwolves
Oklahoma City Thunder 111 @ 117 Sacramento Kings
Milwaukee Bucks
127 @ 110 Orlando Magic
Washington Wizards 112 @ 119 Miami Heat
Denver Nuggets
89 @ 86 Golden State Warriors
Cleveland Cavaliers 104 @ 108 New Orleans Pelicans
Los Angeles Lakers
132 @ 123 Houston Rockets
Philadelphia 76ers 114 @ 109 Toronto Raptors