Conteúdo

Kyrie Irving cria fundo de apoio para atletas da WNBA que decidiram não disputar a temporada atual

27 de julho de 2020

(por Rafael Lima)

Kyrie Irving é conhecido por suas preocupações sociais e ativismo contra a desigualdade. Desta vez, o armador do Brooklyn Nets resolveu auxiliar as jogadoras da WNBA que optaram por não disputar a atual temporada da liga. Irving criou um fundo de amparo a essas atletas utilizando recursos que virão da “Iniciativa de Empoderamento KAI”, lançada pelo jogador nesta segunda-feira.

O objetivo é que essas atletas da WNBA tenham uma fonte de renda e participem de um programa de alfabetização financeira criado pelo banco UBS.

“Com a ajuda de Natasha Cloud (Washington Mystics) e Jewell Loyd (Seattle Storm), tenho ligado para várias jogadoras da WNBA que decidiram jogar e aquelas que decidiram não jogar. Nessas conversas, aprendi sobre os desafios e oportunidades de suas decisões e como isso afetará a vida, a família e o bem-estar geral. Essa plataforma foi criada para fornecer suporte a todos as atletas da WNBA na esperança de aliviar parte da tensão financeira imposta durante esses tempos difíceis. Se uma pessoa decidiu lutar por justiça social, jogar basquete, se concentrar na saúde física ou mental, ou simplesmente se conectar com suas famílias, esta iniciativa pode apoiar suas prioridades e decisões”, declarou Irving.

O fundo criado por Kyrie já conta com US$ 1.5 milhão, doado pelo próprio jogador. Para participarem do programa as atletas terão até 11 de agosto para se cadastrarem

Por enquanto, 15 membros, entre jogadoras e integrantes de comissões técnicas, decidiram não participar da temporada 2020.