Conteúdo

Ketlen Vieira vence guerra diante de Miesha Tate em evento perfeito para os brasileiros; Confira o que de melhor aconteceu no UFC Vegas 43

21 de novembro de 2021

(por Rafael Lima)
 

Neste sábado (20) o UFC voltou à APEX e o saldo foi muito positivo aos brasileiros, pois todos os lutadores e lutadoras do nosso país saíram vencedores de seus combates. Na luta principal, Ketlen Viera saiu vitoriosa de uma guerra contra a experiente Miesha Tate. Confira como foi essa e as outras lutas do card principal. 
 

Muito equilíbrio! Ketlen Vieira venceu Miesha Tate por decisão unânime

Ketlen Vieira e Miesha Tate foram ao octógono com objetivos iguais com trajetórias diferentes. A brasileira tinha seu maior desafio na carreira e a oportunidade de vencer uma ex-campeã, se colocando na rota pelo cinturão, enquanto a ‘Cupcake’ queria sua segunda vitória pós-retorno para cavar uma chance de revanche contra Amanda Nunes no futuro.

A luta começou bastante estudada, sem nenhuma das lutadoras tentar a queda. Com maior envergadura, Ketlen Vieira acertava mais golpes e levava a melhor. Já na reta final, Miesha deu boa arrancada e acertou uma sequência para virar o round. Ketlen ainda buscou a queda, mas Miesha se defendeu bem. 

Ketlen Vieira voltou para o segundo round mais agressiva indo para cima da americana. Aproveitando a maior envergadura. A brasileira acertava mais, mas Miesha Tate desferia os melhores golpes, um direto e um chute foram o principais. Pelo maior volume de luta, Ketlen levou a parcial. 

O terceiro assalto começou equilibrado com ambas se tocando bastante. Porém, no desenrolar do round Ketlen Vieira foi sendo superior, acertando mais golpes. Um cruzado da brasileira foi a principal investida de Ketlen, que abalou a americana.

Miesha começou melhor na quarta parcial. Com duas boas sequências ela pontuou bastante. Quando Ketlen melhorou de pé a americana buscou a queda e conseguiu, porém a brasileira voltou rapidamente de pé. Na reta final Ketlen acertou bons golpes, mas Tate conseguiu um thai clinche que pode ter salvado o round, que ficou próximo de ser virado pela brasileira. 

Ambas voltaram para uma trocação mais franca, mas nenhuma delas conseguiu ser contundente. Ketlen tinha mais poder nos golpes, porém, Tate parecia buscar mais a luta. Miesha tinha o rosto totalmente ensanguentado, mas acertava bons golpes também. O quinto assalto foi muito equilibrado. Combate daqueles dificílimos de pontuar. 
 

Dominante! Sean Brady venceu Michael Chiesa por decisão unânime

O invicto Sean Brady (15-0) tinha a chance de se colocar entre os melhores meio-médios e não desperdiçou, conquistando a vitória mais significativa de sua carreira.

Brady desde o início colocou pressão em Michael Chiesa, melhor de pé e tomando mais a iniciativa para encurralar o italiano. No terceiro assalto, Brady quase conseguiu o nocaute, mas optou por quedar Chiesa e garantir a vitória sem sustos.
 

Atropelou! Taila Santos vence Joanne Wood por finalização no primeiro round

A brasileira Taila Santos teve incrível performance em pé e no chão para derrotar a escocesa Joanne Wood. 

Wood começou melhor na trocação com jabs e chutes, mas Taila encurtou e acertou uma boa sequência. Após um overhand da brasileira, Joanne foi ao chão. A escocesa se levantou e uma nova sequência da brasileira levou Joanne à lona. Após uma chuva de golpes, Taila buscou as costas e aplicou um belíssimo mata-leão para conquista sua grande vitória na carreira.
 

De virada! Rani Yahia venceu Kyung Ho Kang por decisão unânime

Na sua 40ª luta como profissional, Rani Yahia mostrou que a experiência faz a diferença. Depois de levar um atraso no primeiro round, chegando a sofrer um knockdown, Yahia apostou no jiu jitsu para conseguir boas quedas e travar Kang. 

Rani Yahia ganhou boas posições no chão, demonstrou um jiu jitsu de alto nível para sair de situações ruins na trocação, onde o adversário levava vantagem, e buscar uma incrível vitória.
 

Lutão! Adrian Yanez venceu Davey Grant por decisão dividida

O primeiro combate do card principal foi sensacional. Tanto Adrian Yanez quanto Davey Grant fizeram de tudo para buscar a vitória.

A luta foi frenética com ambos variando os melhores momentos na trocação. Yanez foi mais contundente e se mostrou mais rápido, porém, Grant era efetivo na curta, só que não conseguiu convencer mais um jurado de lhe dar o triunfo.
 

Resultados do card preliminar:

Pat Sabatini venceu Tucker Lutz por decisão unânime 
Rafa Garcia venceu Natan Levy por decisão unânime 
Lupita Godinez venceu Loma Lookboonmee por decisão unânime 
Cody Durden venceu Aori Qleng por decisão unânime 
Shayilan Nuerdanbieke venceu Sean Soriano por decisão unânime 
Luana Pinheiro venceu Sam Hughes por decisão unânime