Conteúdo

Kemba retorna mas não evita derrota dos Knicks, Shai decide em vitória de OKC, duelo entre Mitchell e Beal. O melhor do sábado na NBA

19 de dezembro de 2021

(Por Diego Dias)

A NBA segue com dores de cabeça com a lista protocolar da Covid-19 ganhando cada vez mais nomes, colocando em risco até mesmo a continuidade da temporada (algo ainda não cogitado pelo comissário Adam Silver, mas não descartado). O Brooklyn Nets, uma das equipes com mais jogadores em isolamento, bem que tentou contornar a situação permitindo que Kyrie Irving pudesse treinar e voltar a jogar assim que readquirir a devida forma física. Mas, como num golpe de ironia, a estrela foi incluída na lista da Covid neste sábado (18) após aparentemente testar positivo par a doença e ficará 10 dias em isolamento.

Para piorar, Kevin Durant é outro a estar na lista de protocolos de saúde. Recuperado de lesão na virilha, ele voltou a ser desfalque dos Nets no duelo contra o Orlando Magic. Sem 10 jogadores, Brooklyn pouco pôde fazer diante da equipe da Flórida, que encerrou uma seca de 7 partidas sem vencer. O Magic contou com o double-double de Robin López (20 pontos e 10 rebotes) para liderar o jogo desde o decorrer do 1º quarto, chegando a abrir 17 de frente (67x50) no 3º período.

Os 23 pontos de Patty Mills e os duplos de David Duke Jr (18 pontos e 14 rebotes) até permitiram aos Nets encurtar a diferença no último quarto e até empatar em 93x93 em cesta de três pontos de Duke Jr, mas Chuma Okeke respondeu da mesma forma logo depois e Franz Wagner definiu em dois lances livres o resultado.

Em outro duelo entre equipes com baixas no plantel (12 no total), o técnico do New York Knicks, sem RJ Barrett, Obi Toppin e os calouros Quentin Grimes e Miles McBride, além do lesionado Derrick Rose, se viu obrigado a relacionar o então afastado Kemba Walker para o encontro com o Boston Celtics, que não contou com Al Horford, Dennis Schröder, Grant Williams entre outros. Os Celtics tomaram conta das ações na primeira metade e abriram 15 de vantagem (62x47) na ida para o intervalo em cestas da dupla Jaylen Brown e Jayson Tatum, além de boas cestas de perímetro de Josh Richardson (que terminaria com 27 pontos, season-high).

No 3º quarto, os ex-Celtics Evan Fournier (principal pontuador do jogo com 32 pontos) e Walker (29 pontos) estavam inspirados e comandaram a reação novaiorquina com uma run de 19x2 que fez a equipe abrir uma margem de 5 pontos até o início do período final, mas os sucessivos erros de ataque e o cansaço custaram o resultado aos Knicks, com Boston colocando 104x97 em cesta de corner de tatum e depois em enterrada de Robert Williams, com outra cesta de longe, agora de Richardson, selando a vitória celta a 32 segundos do zerar do cronômetro.

Bradley Beal e Donovan Mitchell travaram um duelo particular, com as duas estrelas liderando suas equipes em todas as ações da partida. Melhor para o Washington Wizards de Beal, que mesmo com torcida contra na Vivint Smart Arena, cortou uma desvantagem que ficou na casa dos 7 pontos ddesde o quarto inicial e foi pro intervalo com um 56x53 favorável. O Jazz, mesmo sem Mike Conley, teve na atuação de garrafão de Rudy Gobert (que deu 6 tocos, season-high) e na de perímetro de Mitchell e de Bojan Bogdanovic as armas para evitar uma arrancada de Washington.

As duas equipes trocavam lideranças até o brasileiro Raulzinho (15 pontos e 7 rebotes) ganhar uma disputa de bola presa com Mitchell e passar para Kentavious Caldwell-Pope matar uma bola de longe a 11 segundos do fim, definindo o importante triunfo dos Wizards.

Shai Gilgeous-Alexander mostrou que sabe ser "clutch". Depois de quase dar a vitória ao Oklahoma City Thunder na última quarta-feira, quando uma improvável cesta de antes do meio da quadra de Devonte Graham deu o resultado ao New Orleans Pelicans no segundo final, o ala-armador de OKC repetiu a dose diante do Los Angeles Clippers e desta vez saiu como o heroi ao acertar uma cesta no estouro do cronômetro, quando os angelinos lideravam por 2 pontos.

O triunfo poderia ter sido decidido de maneira mais cômoda, já que o Thunder liderou a maior parte da partida, embora sempre abaixo dos 9 pontos. A equipe tinha nos coadjuvantes Luguentz Dort (15 de seus 29 pontos no primeiro tempo) e Terrance Mann (11 pontos vindo do banco), antes do então discreto Shai acordar para o 4º quarto. Os Clippers tiveram boas cestas de longa distância de Luke Kennard (7 de 13 do perímetro e 27 pontos no confronto) e de Nicolas Batum (4 em 6 tentativas para 12 pontos) para esboçar uma reação no período final antes de Gilgeous-Alexander fazer o Paycom Center explodir em festa.


Destaques do sábado

Cestinha: Bradley Beal (37pts).
Melhor jogador: Fred VanVleet (27pts - 6/10 3pts - 7reb, 12ast).
Jogada decisiva: Cesta de Shai Gilgeous-Alexander batendo o relógio e dando a vitória ao OKC.
Jogo da rodada: Thunder x Clippers
Sinal vermelho: Pistons, que estão firmes na briga pela pior campanha e chegaram a 14 derrotas seguidas.
Sinal amarelo: Jazz, que perdeu a segunda seguida em casa e começa a perder contato com Warriors e Suns na classificação.
Sinal verde: Cavs, que aproveitaram as ausências de Giannis Antetokounmpo, Wesley Matthews e Bobby Portis para somar o sexto triunfo consecutivo, e Raptors, que aproveitaram os desfalques de Stephen Curry (poupado), Draymond Green e Andrew Wiggins para vencerem pela 5ª vez em 7 jogos e ficarem pertos do play-in.

Todos os resultados

New York Knicks 107 @ 114 Boston Celtics
Houston Rockets
116 @ 107 Detroit Pistons
Cleveland Cavaliers 119 @ 90 Milwaukee Bucks
Golden State Warriors 100 @ 119 Toronto Raptors
Washington Wizards
109 @ 103 Utah Jazz
Los Angeles Clippers 103 @ 104 Oklahoma City Thunder
Orlando Magic
100 @ 93 Brooklyn Nets