Conteúdo

Isiah Thomas diz que com os dois saudáveis Jordan não era concorrente para ele. Confira os números!

25 de maio de 2020

(por Rafael Lima)

 

Isiah Thomas em entrevista ao canal do YouTube, Speak For Yourself, afirmou que em seu auge, os verdadeiros rivais do Detroit Pistons eram os Lakers de Magic Johnson e os Celtics de Larry Bird, excluindo os Bulls de Jordan da rivalidade.

Questionado em relação a Michael Jordan, Thomas deu uma declaração polêmica: “Quando éramos todos jovens e saudáveis – entre 1984 e 1990 – os números falavam por si mesmos. Ele (Michael Jordan) não era meu concorrente”. E ainda completou: “Minha competição era com Larry Bird e Magic Johnson, tentando vencer Celtics e Lakers. Jordan não era meu adversário”.

Comparando o período entre 1984 e 1990, a vantagem do Detroit Pistons é indiscutível. Mas, nos números individuais, que levou a melhor? Isso é que resolvemos pesquisar. Confira as médias e prêmios nas seis temporadas mencionadas.

 

Temporada Regular 

Pontos: Michael Jordan - 31,5 / Isiah Tomas - 19,8

Assistências: Michael Jordan - 5,6 / Isiah Tomas - 10,1

Rebotes: Michael Jordan - 5,9 / Isiah Tomas - 3,7

 

Playoffs

Pontos: Michael Jordan - 36 / Isiah Tomas - 22,5

Assistências: Michael Jordan - 6,8 / Isiah Tomas - 9,5

Rebotes: Michael Jordan - 6,7 / Isiah Tomas - 4,9

 

Prêmios

Jordan: MVP (88), 4 vezes maior pontuador da liga, Jogador defensivo do ano (88), 3 vezes eleito para o time defensivo do ano, 5 vezes selecionado para o All-Star Game, MVP do All-Star Game (88), 4 vezes eleito para o All-NBA Team, duas vezes campeão do torneio de enterradas e duas vezes terminou como o maior ladrão de bolas da temporada.

Thomas: Duas vezes campeão da NBA, MVP das Finais, 6 vezes selecionado para o All-Star Game, duas vezes MVP do All-Star Game e 3 vezes eleito para o All-NBA Team.

 

Os números não mentem, mesmo quando ainda não havia conquistado um título, Jordan era um jogador melhor e mais completo que Isiah Thomas.