Conteúdo

(por João Zarif)

 

A Inter de Milão recebeu o Shakhtar Donetsk no estádio Giuseppe Meazza, em Milão, pela quinta rodada da Liga dos Campeões da Europa. A Internazionale era a segunda colocada no Grupo D com sete pontos, dois a menos do que o líder Real Madrid. Já o Shakhtar era o lanterna com apenas um ponto conquistado.

O jogo começou movimentado, mas sem nenhuma equipe conseguir criar alguma chance clara de gol. O time ucraniano tinha mais a bola, e os donos da casa esperavam para contra-atacar. A primeira grande chance veio aos 23. O lateral italiano Darmian recebeu na direita e cruzou para Perisic. Ele fintou Dodô e mandou com força de esquerda, rasteiro, pro fundo go gol, mass a arbitragem pegou impedimento de Darmian, anulando o gol.

Aos 32 a resposta dos visitantes. O atacante Fernando, ex-Palmeiras, recebeu na entrada da área, dominou, limpou e bateu de chapa, mas a bola passou ao lado esquerdo do gol defendido por Handanovic, gol certo perigo. A última chance do primeiro tempo foi do grandalhão Dzeko. Lautaro Martínez deu ótimo passe para o centroavabte, que pegou de primeira e acertou a rede pelo lado de fora. Apesar de muito movimentada, a primeira etapa teve poucas chances e mostrou dois times que se precipitaram no último passe em diversos lances.

Os erros continuaram na volta para o segundo tempo, e novamente a primeira chance clara foi em um gol anulado. Aos 12 minutos Perisic levantou na área pelo lado esquerdo, Lautaro Martínez pegou bem e mandou para o fundo do gol. Mas a arbitragem marcou falta em Dodô, e anulando a jogada.

Aos 15, enfim, o gol saiu. Mais uma vez Perisic levantou da esquerda na área. Darmian finalizou, a bola explodiu na marcação e sobra na entrada da área com Dzeko, que bateu forte, de primeira, e mandou para o fundo das redes. 1-0 Inter de Milão pra festa da torcida “Nerazzurri”.

O time anfitrião se empolgou, foi pra cima e não demorou para ampliar o placar. Perisic, sempre ele, recebeu na esquerda, encarou a marcação do lateral brasileiro Dodô, pedalou, foi ao fundo e cruzou por cima, no segundo pau, e viu Dzeko subir sozinho para cabecear dentro da pequena área, fazendo 2-0 em San Siro, levando as arquibancadas ao delírio.

A Inter baixou um pouco a intensidade e aos poucos o Shakhtar foi se acertando novamente. Aos 35, Bondarenko recebeu na direita e limpou dois jogadores antes de bater da frente da área, de esquerda. A bola passou rasteira com perigo ao gol de Handanovic, que pulou e se esticou vendo a bola ir pela linha de fundo. 

O time cresceu e teve sua a melhor chance da partida aos 37. Solomon recebeu na direita, limpou três marcadores e passou para Marlos no meio, dentro da área ele rolou para Dodô que ultrapassava pela direita, ele finalizou com força, mas a bola explodiu na trave do canto curto, e cruzou na frente do gol, dando um susto no time interista.

Após o lance a Internazionale acordou e manteve o jogo sob controle até o apito final do árbitro, que decretou a vitória e a liderança provisória do time do técnico Simone Inzaghi. Com 10 pontos o time “seca” o Sheriff, que se perder do Real Madrid nessa rodada, crava a Inter nas oitavas de final pela primeira vez desde a temporada 11/12.

Final: Inter de Milão 2-0 Shakhtar Donetsk