Conteúdo

Inter sofre muito contra o Colo-Colo no Chile e leva resultado complicado na bagagem para o Brasil

29 de junho de 2022

(por Rafael Lima)

O Internacional fez uma partida muito aquém de sua capacidade em Santiago, sendo completamente dominado pelo Colo-Colo, que abriu boa vantagem para o jogo de volta contra a equipe brasileira.

 O Colo-Colo desde o início apresentou uma postura ofensiva e começou amassando o Colorado, que só se defendia. Apesar disso, quando se lançou ao ataque, o Inter quase abriu o placar com Pedro Henrique, que acertou a trave.

Apesar do lampejo ofensivo, o Internacional parecia sentir o peso da torcida adversária e ficava acuado no campo defensivo. Aos 15’, Heitor falhou, Costa se aproveitou e deu a assistência para Lucero abrir o placar.

O gol animou os chilenos que pressionavam ainda mais o adversário, massacrando o Inter, que se salvava na bacia das almas. Costa era um tormento para Heitor, criando ótimas oportunidades pela esquerda. Só que o Colorado fez valer seu ferrolho e levou apenas um gol de desvantagem para o intervalo.

Na segunda etapa, vendo a dificuldade de Heitor, Mano Menezes sacou o lateral, passando o experiente Mercado para a posição e promovendo a entrada de Rodrigo Moledo. A mudança não alterou o panorama do jogo e o Colo-Colo seguia criando boas oportunidades. Aos 10 minutos, em ótima jogada, Solari fez um belo gol para os anfitriões, deixando a situação do Inter bem complicada.

O Internacional tentou se lançar ao ataque, mas sofria contragolpes perigosíssimos e por pouco não levou o terceiro. O Colorado não tinha organização tática, buscando diminuir na base da vontade. O gol saiu aos 43 minutos, porém, o VAR chamou o árbitro e alertou sobre um toque no braço de Edenílson no início da jogada, que invalidou o tento do Inter, revoltando os torcedores e jogadores gaúchos.

E, assim, o time brasileiro não conseguiu reduzir a diferença, levando um resultado ruim para o Beira-Rio.

Final; Colo-Colo 2x0 Internacional

O Inter fez uma péssima partida no Chile, o 2 a 0 foi um resultado ruim, mas a atuação foi pior. Time com falhas técnicas individuais, defesa marcando errado, meio-campo inoperante e uma apatia que só mudou após o segundo tento chileno.

O Internacional precisará entrar com uma postura agressiva desde o início, aproveitando que a retranca não é uma característica do Colo-Colo, para buscar o resultado favorável. Apesar do risco, uma marcação pressão e a velocidade ofensiva e na recomposição, serão as chaves para o Colorado mudar esse panorama desfavorável.