Conteúdo

Ingram lidera o time, Pelicans empata a série e coloca pressão nos Suns

25 de abril de 2022

por Cassiano Pinheiro

Os Pelicans voltaram a receber os Suns em New Orleans para o jogo 4 da série. Do lado dos donos da casa, mais uma vez Brandon Ingram veio muito bem para a partida, fazendo um bom primeiro tempo, em especial no primeiro quarto, quando marcou 11 pontos. Pelos Suns, DeAndreAyton surgiu como destaque inicial, marcando 10 pontos no primeiro período. No entanto, quando Ayton deixava a quadra Valanciunas se aproveitava, dessa forma, o pivô lituano encontrou espaços para colaborar bem ofensivamente para a equipe.

No segundo quarto os Suns melhoraram, principalmente defensivamente com Jae Crowder entrando mais no jogo, conseguindo cavar faltas de ataque dos Pelicans, trazendo todo um tempero a mais para a partida, além de conseguir suas bolinhas de três para ajudar lá na frente também.

No início do terceiro quarto os Pelicans vieram com tudo fazendo uma parcial de 12-3, com direito a uma bela cravada de Jaxson Haynes, obrigando Monty Williams a parar o jogo. Ingram brilhou ainda mais no terceiro quarto, pontuando de tudo quanto é jeito, do perímetro, infiltrando e colocando Torrey Craig no pôster. Os Suns perderam um pouco de sua intensidade ofensiva quando Crowdercometeu a quarta falta e teve que deixar a quadra.

O segundo tempo dos Pelicans foi realmente diferenciado, a garotada de New Orleans simplesmente entrou na mente do experiente time do Suns, que teve a melhor campanha da liga e melhor campanha de sua história, além de ser atual vice-campeão da NBA, mas simplesmente entrou em parafuso em determinados momentos da partida. Chris Paul muito bem marcado inexistiu em quadra, fazendo somente quatro pontos e dando onze assistências, mas não exatamente por opção, mas sim porque a marcação era tão forte que CP3 simplesmente tinha que se desfazer da bola. Os destaques dessa blitz defensiva no segundo tempo foram os calouros Jose Alvarado e Herb Jones.

Dois momentos chave explicam esse colapso do Suns, primeiro Alvarado fez com que Chris Paul estourasse o limite de oito segundos para ultrapassar para a quadra de ataque, pouco tempo depois, Crowder foi repor uma bola no lateral, completamente ligado na jogada Herb Jones interceptou o passe e correu para a cesta, na trajetória além dos pontos ainda sofreu uma falta flagrante 1 de Paul, que claramente frustrado desceu o braço no calouro.

Tudo isso ligado à mais uma ótima performance de Brandom Ingram, que foi o líder técnico da equipe, fazendo de tudo em quadra e terminando como cestinha da noite com 30 pontos. Valanciunas fez 26 e McCollum 18. Pelos Suns faltando alguns minutos Monty Williams tirou os titulares para evitar o constrangimento maior, já que a vantagem beirava os 20 pontos.

Um segundo tempo mágico para os Pelicans que empatam a série e colocam toda a pressão para o lado adversário. Os Suns vão ter que se ajeitar para o jogo 5 em Phoenix, o time se vê pressionado contra a parede como poucas vezes se viu recentemente e terá que encontrar saídas para essa situação, os coadjuvantes contribuíram pouco hoje, Mikal Bridges e Cam Johnson foram muito mal e terão que melhorar para a sequência da série.

Placar Final: Phoenix Suns 103 x 118 New Orleans Pelicans