Conteúdo

Inacreditável! Embiid acerta arremesso com 0.9 segundos na prorrogação e Philadelphia 76ers abre 3 a 0 contra os Raptors

21 de abril de 2022

(por Matheus Correia)

Na noite desta quarta-feira (20), o Toronto Raptors recebeu o Philadelphia 76ers na Scotiabank Arena no jogo 3 da série da primeira rodada dos playoffs. Os canadenses levaram a melhor no primeiro tempo, mas os Sixers equilibraram após o intervalo e levaram a partida para a prorrogação. Com uma cesta fenomenal de Joel Embiid no estouro do cronômetro, os visitantes abriram 3 a 0 na série.

Com muita velocidade no campo ofensivo, Toronto começou melhor na partida, abrindo o placar com uma sequência de 6 – 0. Defensivamente, a equipe canadense conseguiu suprir bem as opções de ataque dos Sixers, que nos minutos iniciais, dependeram muito da capacidade de atrair marcação de James Harden.

Os Raptors foram claramente a equipe mais “ligada” e enérgica em quadra no primeiro quarto. Isso ficou explícito na intensidade ao atacar, sempre com uma troca rápida e objetiva de passe, com o frontcourt bem posicionado para conseguir o rebote ofensivo. Philly até conseguia imprimir velocidade ao atacar, mas o repertório de jogadas era preocupantemente raso. Fim do 1º período e os mandantes terminaram com uma vantagem de 10 pontos no placar.

No segundo quarto, Philadelphia conseguiu equilibrar, mas continuou bastante aquém do que foi demonstrado nos dois primeiros jogos em casa. A defesa deixava muito espaços para infiltrações e no ataque, era nítida a dificuldade em criar situações de arremessos livre de marcação.

Toronto tentava ao máximo manter Embiid longe da cesta, e contou com boas atuações de Gary Trent Jr. e OG Anunoby ofensivamente para manter a vantagem no placar. Os Sixers deixaram de forçar jogadas de isolação e conseguiram recuperar parte do prejuízo apostando em transições rápidas com Tyrese Maxey disparando na quadra adversária. No fim da primeira etapa, a diferença de 10 pontos prevaleceu: 56 – 46.

Na volta do intervalo, a equipe de Doc Rivers deu uma “refrescada” nas ideias após dois quartos de um basquete fraquíssimo. O time passou a moldar o jogo de uma maneira que Embiid tivesse mais a bola e em posições mais favoráveis. E deu certo: o pivô anotou 18 pontos no terceiro período e diminuiu a diferença no placar para apenas um ponto ao fim do quarto (75 – 74).

No ataque, os Raptors perderam o ritmo e a energia demonstrada no primeiro tempo, e passou a depender mais de lampejos de individualidade para conseguir pontuar. Apesar da queda de rendimento da equipe, Precious Achiuwa solidificou uma excelente atuação no terceiro quarto. O sophomore foi muito bem na defesa e conseguia criar espaço com excelência quando tentava atacar o garrafão adversário.

O último quarto chegou para dar ao confronto o clima dramático e emocionante de um típico jogo de playoffs. As duas equipes entraram em um ritmo absurdo de equilíbrio, muito por causa das boas atuações das defesas coletivamente. Após um longo período de “lá e cá”, o duelo se afunilou e cada posse se tornou extremamente decisiva.

Com dois minutos restantes no relógio, e o placar em 95 – 92 a favor dos Raptors, James Harden partiu para a cesta em uma tentativa de bandeja e levou um “toco” de Anunoby. Em um lance extremamente ajustado, a arbitragem marcou goaltending e manteve a decisão mesmo após revisão. Toronto desperdiçou a posse seguinte e na sequência, Harden foi à linha de lance livre após sofrer falta. O armador errou o primeiro e converteu o segundo, empatando a disputa (95 – 95).

As duas equipes tiveram a oportunidade de matar o jogo, mas desperdiçaram miseravelmente. James Harden finalizou sua fraquíssima e medíocre atuação após fazer uma falta de arremesso extremamente boba em Achiuwa, que foi sua sexta no confronto. O ala-pivô fez a proeza de desperdiçar ambos os arremessos e deu a chance à Philly.

Mas a equipe visitante também não soube aproveitar. Em uma jogada extremamente mal desenhada, Embiid recebeu a bola em uma posição muito desfavorável e mandou um arremesso despretensioso de três pontos no estouro do cronômetro, que amassou o aro. Com isso, a partida se encaminhou para prorrogação.

Maxey abriu o tempo-extra com dois pontos e Gary Trent Jr. respondeu logo em seguida. O guard sophomore dos Sixers anotou mais dois pontos e desta vez OG Anunoby respondeu com uma bola espírita de três pontos. Logo na sequência, Joel Embiid anotou uma cestaça e conseguiu manter sua equipe viva no confronto.

Com um minuto restante para o fim da prorrogação, Anunoby foi à linha de lance livre após uma falta bastante duvidosa de Embiid - o ala de Toronto partiu para cesta e levou um toco limpo do camaronês, havendo apenas um contato do ombro do pivô com a cabeça de OG. O jogador da franquia canadense converteu apenas um dos arremessos, empatando o jogo em 101 a 101.

A última posse do jogo ficou com Philadelphia. A equipe cozinhou a bola até ela chegar em Embiid – com 5 segundos restantes, Achiuwa deu um tapa na bola e fez o pivô voltar a quadra para buscá-la. Sem tempo e espaço para um arremesso, Doc Rivers pediu timeout com 2.9 segundos restantes no jogo, e 0.9 segundos restantes para a posse de Philly.

Na saída de bola, Danny Green mandou para Joel Embiid que apenas teve tempo de pegar a bola, girar e arremessar. E nos cruéis moldes da cesta de Kawhi Leonard que mandou Philadelphia para casa na semifinal de conferência em 2019, a bola caiu e o pivô camaronês silenciou a Scotiabank Arena, selando a vitória no jogo de 3 de uma maneira absolutamente fenomenal.

Resultado: Toronto Raptors 101 – 104 Philadelphia 76ers

Faltava um momento como este na carreira de Embiid. Após carregar sua equipe durante todo o confronto, suprindo o fraquíssimo jogo de James Harden, o camaronês aniquilou Toronto em todos os aspectos e praticamente carimbou a vaga de Philadelphia na próxima fase. Se atuação na pós-temporada contasse para o título de MVP, o troféu seria dado ao pivô logo após o fim desta partida.

Além da jogada decisiva, ele também foi o cestinha da partida: 33 pontos e 13 rebotes, com um aproveitamento de 60% nos arremessos.  

Também é necessário dar créditos ao jovem Tyrese Maxey, que contribuiu com 19 pontos e assumiu muito mais a responsabilidade do que Harden. O “barba” teve uma boa statline, com 19 pontos, 6 rebotes e 10 assistências. Mas em termos de jogo jogado, deixou MUITO a desejar, principalmente quando se trata de assumir o protagonismo – hoje, sequer conseguiu ser coadjuvante.

Por parte dos Raptors, Anunoby (26 pontos, 5 rebotes e 4 assistências), Gary Trent (24 pontos) e Achiuwa (20 pontos e 6 rebotes) foram os grandes destaques. Assim como Harden nos Sixers, Pascal Siakam esteve muito apagado e foi um dos piores em quadra por Toronto, anotando 12 pontos e 5 rebotes.

O jogo 4 será realizado no sábado (23).