Conteúdo

Ícone dos Dodgers, Tommy Lasorda, morre aos 93 anos

8 de janeiro de 2021

(por Diego Dias)
 

Faleceu nesta sexta-feira (08) Tommy Lasorda, ícone no Los Angeles Dodgers e um dos treinadores mais emblemáticos da MLB. Ele tinha 93 anos.

Lasorda passou por um rigoroso tratamento contra uma doença não revelada em novembro, ficando hospitalizado até o início desta semana. No entanto, ele sofreu uma parada cardiopulmonar nesta quinta-feira e acabou não resistindo.

"Tommy Lasorda foi um dos melhores managers que vimos no baseball. Sua paixão pelo esporte, seu carisma e senso de humor o tornaram uma celebridade, status que ele soube usar para engrandecer o esporte.", disse o comissário Rob Manfred em nota oficial. "Em uma franquia onde grandes lendas jogaram, ninguém usou o uniforme e incorporou a cultura Dodger como Tommy.", completou Stan Kasten, CEO dos Dodgers.

Lasorda assumiu o comando técnico dos Dodgers em 1976 substituindo Walter Alston, e ficou à frente por 19 temporadas completas, além de outras temporadas parciais. A equipe de Los Angeles alcançou 7 vezes a pós-temporada sob seu comando, faturando 4 pennants da Liga Nacional e 2 World Series. Suas 1599 vitórias o colocam em segundo na história da franquia (e 22º na história da MLB), ficando atrás de Alston. Em 1996, após sofrer um infarto, Tommy se aposentou do dugout e no ano seguinte foi indicado ao Hall da Fama.

Seu número 2 foi aposentado pelos Dodgers. Como jogador, ele fez parte do então Brooklyn Dodgers campeão em 1955. Somando toda sua trajetória nos Dodgers, são 71 temporadas entre jogador, manager, técnico, olheiro e executivo.

Lasorda era o mais velho membro do Hall da Fama ainda vivo, passando este status agora para Willie Mays, de 89 anos.