Conteúdo

Horner diz que “não faria sentido” ter uma briga pela liderança entre Verstappen e Pérez

23 de maio de 2022

(por Mattheus Prudente)

Max Verstappen conseguiu uma grande vitória no GP da Espanha, mas foi ajudado por algumas situações. O abandono de Charles Leclerc foi um dos fatores, mas, também, as ordens da Red Bull para Sergio Pérez mandaram que o mexicano deixasse seu companheiro de equipe passar. Questionado sobre isso, o chefe da equipe, Christian Horner, afirmou que uma briga entre os dois “não faria sentido”. 

“Eu falei com ele quando ele saiu do carro. O problema de qualquer piloto é que eles não têm toda a estratégia no momento, então sempre será emocionalmente difícil ceder uma liderança. Mas ele foi muito bem com o jogo de equipe, pois o ritmo de cada estratégia estava muito bom, então não fazia sentido entrar numa briga. Foi por isso que não deixamos os pilotos brigarem entre si.” Disse Horner. 

Verstappen viveu alguns problemas na corrida. Primeiro, ele e Carlos Sainz saíram da pista na mesma curva, no que o holandês descreveu como um “vento estranho na traseira do carro”. Depois de cair para quarto, ele ainda teve que lidar com a não abertura do DRS quando estava tentando atacar George Russell na sua frente. 

Quando Pérez chegou perto, Max foi para os boxes e deixou seu companheiro atacar Russell, mudando a sua estratégia. Pérez acabou na liderança e, após Verstappen chegar com pneus novos para atacar o mexicano, a equipe deu as ordens. No rádio, Checo disse que a atitude era “injusta”, mas cedeu a posição. 

Mesmo com a insatisfação de seu piloto, Horner ainda insiste de que não os deixar brigar foi a melhor opção, pois a vantagem de velocidade era toda de Verstappen. Além disso, com a vitória, o holandês assumiu a liderança do campeonato de pilotos, e a dobradinha da Red Bull também os colocou na liderança do campeonato de construtores. 

Resta saber se, no futuro, veremos uma briga entre os dois pilotos da Red Bull. Eles terão mais uma chance para tal no próximo fim de semana, quando acontece o GP de Mônaco.