Conteúdo

Horner alfineta Mercedes sobre problemas com porpoising: “o problema é com o projeto deles”

20 de junho de 2022

(por Mattheus Prudente)

A guerra por conta dos problemas com o porpoising continua, e as equipes demonstraram insatisfação com a decisão da FIA de intervir. A mais vocal delas tem sido a Red Bull, e o chefe da equipe, Christian Horner, fez mais um comentário ácido sobre isso. Perguntado sobre a questão política no caso de porpoising, Horner foi enfático ao acusar a Mercedes de terceirizar a culpa. 

“O problema com a Mercedes é maior do que com qualquer outra equipe. Isso é culpa da equipe, e está no controle deles se não estiver afetando outras. Eu sei que está sendo dito que outros pilotos estão reclamando, mas nossos pilotos nunca reclamaram sobre os quiques. Eles acham que alguns circuitos podem melhorar em relação a isso com alguma revitalização. 

Mas nós não tivemos problemas com quiques. O problema é que eles estão com o carro muito duro. O problema é com o projeto deles, não com as regulamentações.” Disse Horner. 

Em uma reunião acalorada com todos os chefes das equipes antes da classificação do GP do Canadá, tanto Horner quanto o chefe da Ferrari, Mattia Binotto, acusaram Toto Wolff de fazer um drama maior do que o necessário sobre o problema com o porpoising. Wolff respondeu com raiva, dizendo que Horner e Binotto estavam colocando a política acima da segurança dos pilotos. 

No GP do Azerbaijão, Lewis Hamilton reclamou bastante sobre dores nas costas depois da corrida, saindo do carro com alguma dificuldade. Seu companheiro de equipe, George Russell, também reclamou durante o fim de semana. Pierre Gasly foi outro que fez comentários sobre os quiques, afirmando que “quer chegar saudável aos 30 anos”. 

Por isso, a FIA decidiu intervir e falar que os carros devem ter um limite de altura para que o porpoising não seja um problema para os pilotos, e que iriam coletar dados durante o GP do Canadá para saber qual seria esse limite. O problema é que quanto mais altos os novos carros da Fórmula 1 são, mais desempenho eles tendem a perder. 

Uma reunião com todos os chefes de equipes está marcada para esta semana para resolver os problemas com o porpoising, mas Horner diz que não está otimista que eles vão arranjar uma solução que seja “justa para todas as equipes”. Ele acredita que as equipes solucionarão essa problemática sozinhas até a temporada que vem. 

“Temos os melhores engenheiros do mundo trabalhando nisso, e eu duvido que estaremos aqui no ano que vem falando sobre esses quiques. Esses carros são relativamente novos, e eu acredito que, a medida que os carros forem se desenvolvendo, veremos as equipes trabalharem mais nisso. Não se pode modificar as regulamentações no meio de uma temporada. 

Se um carro é perigoso, a equipe não deve correr com ele. Nós temos essa opção. Se quiserem correr com o carro perigoso, a FIA pode simplesmente desqualificar o carro.” Completou Horner.