Conteúdo

Holm domina Aldana, triunfos de brasileiros e mais. Saiba tudo o que aconteceu no UFC deste sábado (03/10)

4 de outubro de 2020
9h 32

(por Leonardo Costa)

O Ultimate seguiu na Ilha da Luta em um evento que apresentou um verdadeiro grand prix para definir a adversária de Amanda Nunes. Holly Holm e Germaine de Randamie venceram suas lutas. Os brasileiros superaram seus adversários e Carlos Condit voltou a vencer. Confira tudo o que aconteceu no UFC “Holm vs Aldana"

Card Principal


Holly Holm x Irene Aldana

A luta principal da noite deixava Holly Holm, ex-campeã do peso galo, contra a mexicana Irene Aldana, que vem em franca ascensão na organização. Com as duas lutadoras mirando o triunfo em busca de um duelo contra Amanda Nunes, o embate prometia muitas emoções. O primeiro assalto foi de muito estudo e movimentação, com Holm sendo mais efetiva que a rival, encontrando a melhor distância, incluindo uma queda nos segundo finais, e levando o round inicial.

Aldana conectou seu melhor golpe, até então, apenas no começo do segundo assalto. Seguia perseguindo a rival, mas sofria mais do que atacava, sobretudo pela intensa movimentação aplicada pela ex-campeã. Holm repetiu a estratégia do round anterior e conseguiu derrubar a Aldana e somou bons pontos. A luta voltou a ser disputada em pé no minuto final e Holm acertou mais um bom golpe, ampliando sua vantagem.

No terceiro round Aldana começou a encaixar bons golpes e logo viu a rival buscar a queda. No chão, Holm era extremamente perigosa, conseguiu montar a guarda e disparou uma forte sequência, mas a mexicana escapou da incômoda posição e saiu do sufoco. Assalto de extremo domínio de Holm, que ia pavimentando a vitória.

Mesmo atrás no placar e precisando pontuar, Aldana não encontrava brechas na boa movimentação da adversária, que ia afastando a mexicana com chutes frontais e pisões. Holm sabia da vantagem e se arriscava pouco, com exceção de uma boa queda, que não durou muito tempo, mas o suficiente para dar a ela mais um round.

Nos cinco minutos finais, o panorama seguiu o mesmo dos assaltos anteriores. Aldana precisava nocautear ou finalizar para sair com a vitória, enquanto via a ex-campeã 'escapar' do combate pela vantagem que possuía. Com um físico impressionante, Holm não parava de se movimentar e ainda conseguiu derrubar a mexicana mais uma vez, no minuto final e aplicar um bom chute na cabeça de Aldana.

Tremenda atuação de Holly Holm, que teve domínio do combate a todo tempo e por decisão unânime garantiu a vitória


Yorgan de Castro x Carlos Felipe

O primeiro round começou com o brasileiro aplicando os melhores golpes, mas em geral foi um assalto bem estudado. No minuto final ambos lutadores abriram um pouco mais a guarda e algumas chances apareceram, incluindo uma sequência de Carlos "Boi" Felipe, mas sem muita contundência.

Yorgan tinha como arma mais perigosas seus potentes chutes, mas Boi tinha mais volume e ia levando vantagem também no segundo round. Carlos começou a dar sinais de cansaço, mas não abdicava de atacar, perseguindo o rival a todo tempo, porém começou a dar espaço para os contra ataques de Yorgan e a luta ficou mais movimentada.

Mal começou o assalto final e o brasileiro distribuiu uma sequência de socos que fez Yorgan bambear. Porém, a pressão imposta parece ter esgotado boa parte do fôlego de Carlos Felipe. Yorgan buscava o clinch e não encontrava muita resistência, mas era interrompida pela falta de ofensividade. A cada vez que a luta era separada, Yorgan voltava a levar a luta para grade em uma clara tentativa de amarrar o combate, irritando o brasileiro. Por fim, vitória de Carlos "Boi" Felipe por decisão unânime, que se recuperou de sua estreia com derrota na organização.


Germaine de Randamie x Juliana Peña

Duelo importante, pois quem vencesse ficaria mais próxima de uma futura luta contra a dona do cinturão, Amanda Nunes. De Randamie mantinha a luta em uma distância maior por conta de sua envergadura, evitando que a rival se aproximasse. Peña tinha dificuldades com seu menor alcance e ainda sofria com os contragolpes da adversária, ficando atrás no primeiro round.

Precisando encurralar a rival para criar melhores oportunidades, Peña voltou on fire e conectou bons golpes logo nos primeiros segundos do segundo assalto, e após um tempo de luta agarrada, levou a luta para o chão. De Randamie tratava de evitar que a rival montasse, mas enquanto isso era esmagada e sofria vários golpes, que mesmo sem muita potência, faziam Peña pontuar e empatar o embate.

Assim como no round anterior, Peña começou melhor, principalmente ao acertar uma boa sequência, mas também recebia golpes. Tentou a queda e levou a luta para a grade. Mas em um momento de muita inteligência, De Randamie encaixou uma guilhotina e botou a rival para dormir.


Kyler Phillips x Cameron Else

Phillips era muito mais ativo do que Else, mas dava espaço para o rival acertar golpes no contra-ataque. Era um embate bem movimentado, e por mais que via o adversário buscar o combate, foi Else quem encontrou a melhor distância, mas Phillips conseguiu levar a luta para o chão e fez importantes pontos, além de nos instantes finais "mochilar" o rival e dominar no ground and pound, mas Else foi salvo pela buzina.

Else não durou muito no segundo round, e com menos de um minuto foi nocauteado. Bela vitória de Phillips, com bom jogo, tanto na luta em pé quanto no chão.


Dusko Todorovic x Dequan Townsend

Abrindo o card principal, a luta começou quente, com os dois lutadores pontuando com golpes no clinch. Todorovic buscava mais a luta, mas era Townsend que conectava os melhores golpes aproveitando sua envergadura, o que levava o rival tentar a luta agarrada. No final do round, Todorovic encaixou uma forte sequência de socos e levou o assalto, mostrando ser mais perigoso.

Todorovic conseguiu a queda no segundo round e buscava a montada e Townsend não pôde defender. Com a guarda montada, Todorovic bombardeou o rival com uma sequência de golpes e obrigou o juiz encerrar o combate. Estreia de Todorovic no UFC com vitória.


Card Preliminar


Court McGee x Carlos Condit

Dois veteranos de "mil batalhas" pelo UFC, McGee e Condit fizeram a última luta do card preliminar. O primeiro round começou com muito estudo, com ambos lutadores arriscando alguns chutes e esperando o melhor momento de partir para ofensiva. McGee foi quem teve os melhores momento no assalto, mas o grande momento foi de Condit, justo no segundo final, que conectou um forte golpe de direita, levou o rival pro chão e deixou seu nariz desfigurado.

Condit sentiu seu melhor momento e veio mais agressivo para o segundo round, deixando a luta mais movimentada. McGee estava mais defensivo, medindo mais a distância, porém sem ser efetivo e não acompanhando a movimentação do rival.

Com 28 de suas 30 vitórias acabando antes da decisão dos juízes, Condit parecia confortável com a vantagem construída nos rounds anteriores e mostrava sua superioridade técnica. McGee tentou ser mais agressivo, mas pouco agrediu o rival e saiu derrotado. Vitória de Condit por decisão unânime, e volta a vencer em sua primeira luta após retorno de aposentadoria.


Charles Jourdain x Josh Culibao

Válida pelo peso-pena, a luta começou com Jourdain tentando um golpe acrobático, sem muito efeito. Culibao aos poucos foi tomando as rédeas do confronto e aplicou um knock-down no rival, mas não soube aproveitar o momento.

Culibao mantinha a mesma estratégia no segundo assalto, mas Jourdain começou a conectar bons chutes altos e arriscar algumas joelhadas. A trocação era intensa, deixando a luta bem aberta, com chances para ambos lutadores e deixando o round bem equilibrado, mas com Jourdain terminando melhor e empatando o duelo.

A luta seguiu muito movimentada no round decisivo, com Culibao querendo a luta agarrada e no solo, mas provou do próprio veneno e no chão ia vendo o rival ser melhor. Com pouco mais de um minuto para o fim da luta, Jourdain encaixou o triângulo e por pouco não finalizou a luta, mas rendeu a vantagem necessária para o triunfo. Surpresa no resultado final, com a luta terminando empate, com dois juízes vendo igualdade no duelo.


Jordan Williams x Nassourdine Imavov

Em sua estreia na organização, Williams começou melhor na luta e em um forte golpe fez o rival sentir e buscar a luta agarrada. Williams seguia melhor, mas a luta foi interrompida por alguns instantes após um golpe baixo. No retorno ele seguiu dominante e por pouco não nocauteou, mas também quase foi finalizado. De qualquer forma, primeiro round para Williams.

Imavov voltou pressionando mais no segundo assalto e parecia estar mais completo fisicamente. Williams buscou a luta agarrada por alguns instantes, mas cada vez mais Imavov conectava melhores golpes, deixando o oponente machucado, que resistia às investidas de finalização e foi salvo pelo gongo.

Precisando pontuar para vencer, Williams tentava anular a trocação rival, mas era constantemente castigado, porém, com um queixo muito forte não se dava por vencido. Não teve jeito, vitória por decisão unânime de Imavov, que atinge a sexta vitória seguida.


Luigi Vendramini x Jessin Ayari

O alemão Ayari e o brasileiro Luigi abriram pelos leves as lutas do card. Com pouco mais de um minuto de duelo, Luigi encaixou uma boa sequência de socos e levou o rival ao chão com um chute alto obrigando o árbitro encerrar a luta. Vitória maiúscula do brasileiro que deixou Ayari sem saber onde estava.


Case Kenney x Heili Alateng

Com dois lutadores com muito poder, a segunda luta da noite era entre dois bons striker. Kenney começou o duelo muito mais incisivo, machucando muito Alateng com seus golpes de esquerda. Ampla vantagem no primeiro round, com a sensação de que o combate não seguirá até o último assalto.

Alateng não tinha antídoto para combinação de socos e chutes altos do rival, era constantemente golpeado sem conseguir revidar. Keeney seguia na mesma pegada, e mesmo com nítida vantagem no embate buscava o nocaute a todo instante e venceu mais um round.

O último assalto seguiu a tônica dos anteriores, com Kenney castigando Alateng, principalmente com seus chutes de esquerda. Alateng até tentou um pouco mais, mas não fez nada que lhe garantisse no mínimo um round. Vitória de Case Kenney por decisão unânime, e uma luta que teve prestes a ser definida por nocaute.


Loma Lookboonmee x Jinh Yu Frey

Primeira luta feminina do card, Yu Frey era mais agressiva no começo do combate, fazendo rival caminhar para trás e ficar mais na defensiva. Mas aos poucos Loma foi entrando na luta, encontrou a melhor distância e levou o primeiro round.

Loma seguiu na mesma toada no segundo assalto, castigando a rival no clinch, mas logo a luta ficou morna, sem golpes de nenhuma das lutadoras, mas pelo início do round, Frei perdeu novamente.

No último assalto, Frey se defendeu de uma tentativa de queda e ainda ficou por cima, mas não conseguiu ser muito efetiva. Com a luta voltando a ser disputada em pé, Loma era melhor e sabia de sua vantagem, tratando de 'cozinhar' o embate. Vitória da tailandesa Loma Lookboonmee por decisão unânime.