Conteúdo

Henry Cejudo promete manter Jon Jones ‘responsável’

19 de novembro de 2021

(por Rafael Lima)
 

O ex-campeão do UFC em duas divisões, Henry Cejudo, prometeu manter seu novo parceiro de treinamento, Jon Jones, “responsável”.

Jones, que é amplamente considerado um dos maiores artistas marciais de todos os tempos, não está em ação desde que defendeu o título dos meio-pesados ​​contra Dominick Reyes, no UFC 247, em fevereiro passado. 

Após vitórias por decisão sobre Anthony Smith, Thiago Santos, além de Reyes, “Bones” desocupou o título dos meio-pesados para seguir rumo à categoria de pesos pesados. Agora, mais de um ano e meio depois, Jones ainda não fez sua estreia na divisão e voltou às manchetes por todos os motivos errados.

Apesar de vários incidentes, suspensões e desentendimentos com a lei no passado, Jones se viu sob custódia policial novamente no início deste ano. Horas após sua introdução no Hall da Fama do UFC, em setembro, o antigo dono da divisão dos meio-pesados ​​foi preso em Las Vegas sob a acusação de violência doméstica, ferimento e adulteração de um veículo.

Depois de ser condenado publicamente por lutadores, especialistas e fãs, Jones se viu suspenso da Jackson Wink MMA Academy. Tendo anunciado sua mudança para o MMA Acoma de Jackson, Jones foi visto recentemente treinando com Cejudo na academia Fight Ready do Arizona.

Cejudo, ex-campeão dos pesos mosca e galo, se aposentou do MMA após a defesa do título contra Dominick Cruz, em maio passado. Desde então, ele permaneceu envolvido no esporte, desempenhando um papel no treinamento de outros lutadores.

“Triple C” recentemente trabalhou com a ex-campeã peso-palha Zhang Weili antes de sua revanche contra Rose Namajunas, no UFC 268. Embora ela tenha falhado, foi uma batalha acirrada e “Magnum” certamente teve uma exibição melhor do que no primeiro encontro no UFC 261. Jones é agora o último nome a buscar a experiência do ex-medalhista de ouro olímpico.

Enquanto muitos, incluindo Curtis Blaydes em uma entrevista exclusiva para o MMA News, sugeriram que Jones não tinha as pessoas certas ao redor em sua vida, Cejudo garantiu à comunidade de MMA que ele dará responsabilidade a "Bones". Durante um episódio recente do The Triple C & Schmo Show, Cejudo detalhou a decisão de Jones de treinar com ele.

“Depois que toda aquela coisa aconteceu com Jones, ele estendeu a mão para mim. É respeito mútuo. Ele queria saber minha perspectiva. Então ele veio para o Arizona por três dias. Trabalhamos em tudo. Ele reconhece o que eu fiz. Vou dar responsabilidade a Jon Jones.” Informou o ‘Triplo C’.

Cejudo acrescentou que Jones tem tudo para voltar a ter sucesso no esporte. Ele vê seu papel simplesmente como "polir" o jogo do ex-campeão. “Para mim, ele tem todas as ferramentas e recursos, o que vou fazer é polir aquela Ferrari que ele é. Eu acredito que ele estendeu a mão e ele foi humilde, ele gostou, ele amou.” Afirmou o ex-campeão em duas categorias.

Antes de sua última prisão, Jones disse aos repórteres na cerimônia do Hall da Fama que tinha como objetivo um retorno ao octógono no segundo trimestre de 2022. Dado que Francis Ngannou e Ciryl Gane estão prestes a colidir em uma luta de unificação no UFC 270, em janeiro, é lógico que Jones terá como alvo um confronto contra o vencedor no final do ano.