Conteúdo

Heat vence confronto direto diante dos Celtics, Knicks confirmam boa fase contra os Clippers, Lakers superam Suns com show de Davis e mais

10 de maio de 2021

(por Natassjia Bouchard e Pedro Paulo Alves)

 

Confira como foi o domingo (9) da NBA.
 

Miami Heat 130-124 Boston Celtics

O domingo de NBA começou com um confronto entre Boston e Miami, que prometia pegar fogo no TD Garden, já que as duas equipes disputaram quem ficaria com o 6º lugar da Conferência Leste.

O primeiro quarto já começou com indícios de que seria uma longa tarde para os torcedores “celtas”, pois o time tinha muita dificuldade para superar a defesa de Miami, e via Jayson Tatum sendo completamente anulado pela marcação. No ataque a equipe da Flórida conseguia aproveitar bastante os rebotes, e manteve uma distância tranquila entre 8 e 16 pontos a todo momento no período.

No segundo quarto a tônica se manteve, com o Celtics aparentando estar completamente perdido e com uma marcação muito falha. Graças a isso, Miami foi para os vestiários com uma diferença de 26 pontos no placar.

Como já virou rotina nesta temporada, o Boston Celtics acordou nos últimos quartos, destaque para a parcial de 40-25 obtida pelos donos da casa nos últimos 12 minutos, mas já era tarde e o Boston Celtics saiu derrotado, ficando agora em zona de play-in.

Destaques: Jayson Tatum com 29 pontos e 6 assistências, além de Evan Founier com 30 pontos e 8 assistências se destacaram por Boston. Já por Miami, Jimmy Butler com 26 pontos, 8 rebotes e 11 assistências e Bam Adebayo 20 pontos e 6 rebotes foram os principais atletas.

As duas equipes voltam a se enfrentar na terça-feira (11), novamente em Massachusetts.

 

New York Knicks 106-100 Los Angeles Clippers

Um dos times surpresas da temporada e uns dos mais divertidos de se assistir, os Knicks, foram até Los Angeles enfrentar os Clippers em um ótimo jogo.

O começo da partida foi totalmente dominado por “LA” abrindo inclusive 10 pontos de vantagem, após os primeiros minutos os Knicks conseguiram equilibrar e até mesmo virar a partida, mas saíram derrotados da parcial.

No segundo quarto, Derrick Rose deu as caras e a partida ficou totalmente equilibrada, com New York indo para os vestiários com 56-54 no placar.

Apesar de Randle se manter sumido durante a principal parte da partida, no terceiro quarto foi a vez dos Knicks abrirem 10 pontos de vantagem.

No último período os Clippers até tentaram uma reação, mas os Knicks seguraram bem e a partida finalizou com vitória do quarto colocado do leste.

Destaques: Pelos Clippers, Paul George com 18 pontos e 8 rebotes, além de Kawhi Leonard, com 29 pontos. já por New York, Derrick Rose com 25 pontos, 6 rebotes e 8 assistências e Julios Randle com 14 pontos, 14 rebotes e 5 assistências foram os melhores atletas.

Os Clippers agora pegam viagem para enfrentar os Raptors, enquanto os Knicks continuam em LA, mas para enfrentar os Lakers, ambos os jogos na terça-feira.

 

New Orleans Pelicans 112-110 Charlotte Hornets

Os Pelicans foram até a Carolina do Norte encarar o Charlotte Hornets para um duelo cheio de desfalques, mas que acabou surpreendendo a todos e se tornando o confronto mais legal da rodada.

O jogo começou com os Pelicans saindo na frente e abrindo uma ligeira vantagem. Por sua vez, os Hornets estavam 1/6 nas bolas de 3 e procuravam alguém para puxar o time.

E encontraram esse destaque em Terry Rozier, que colocou a bola embaixo do braço e comandou a recuperação e até mesmo a virada dos Hornets no período. Nesta altura do jogo as bolas de 3 começaram a cair para Charlotte e por outro lado os Pelicans aparentavam estarem desesperados e começaram a errar bastante.

No terceiro quarto os Hornets conseguiram controlar bem a vantagem e aparentava que teríamos uma partida tranquila, mas não foi o que vimos.

No último quarto, os Pelicans voltaram a encaixar seu ataque, principalmente voltando a acertar algumas bolas importantes do perímetro, por sua vez, os Hornets começaram a falhar na batalha pelos rebotes e a perder nas sobras, graças a isso os Pelicans conseguiram virar faltando dois minutos e não largaram mais.

Destaques: Bledsoe com 24 pontos, 11 assistências e 4 rebotes e Jaxon Hayes 18 pontos, 8 rebotes e 6 tocos foram os principais jogadores dos Pelicans, enquanto pelo lado de Charlotte, os destaques foram Terry Rozier com 43 pontos, 5 rebotes e 4 assistências, além de LaMelo Ball 22 pontos, 5 assistências e 4 rebotes.

Os Pelicans vão até o Tennessee nesta segunda (10) enfrentar os Grizzlies. Já os Hornets recebem os Nuggets na terça-feira (11).

 

Dallas Mavericks 124-97 Cleveland Cavaliers

A partida começou com Dallas aproveitando bastante das bolas do perímetro e, com 6 minutos de jogo, já abriram 11 pontos de vantagem, anunciando o baile que viria. Após o começo ruim tivemos alguns destaques do lado de Cleveland, um foi o equilíbrio que os donos da casa deram para o jogo, e o outro foi a entrada do brasileiro Anderson Varejão. Fim de primeiro quarto Cleveland 30-39 Dallas.

No segundo quarto os Mavs exploraram bastante o garrafão, e por isso, foram para os vestiários com 53-64 no placar.

No terceiro período os Mavericks mantiveram a vantagem tranquila e não permitiram a aproximação de Cleveland, destaque para Luka Doncic que foi ejetado após atingir Sexton. Fim de período Cleveland 72-98 Dallas.

Logo no início do quarto período Dallas abriu 30 pontos de vantagem, aí já com o jogo definido foi a hora do rachão. Fim de partida.

Os Cavaliers agora receberão os Pacers nesta segunda, já os Mavericks vão até o Tennessee enfrentar os Grizzlis na terça-feira.

 

Minnesota Timberwolves 128-96 Orlando Magic

Antes de começar a resenha da partida, caso você, caro leitor, não tenha assistido, veja o highlights do momento entre KAT e seu pai, no primeiro dia das mães do jogador desde a morte de sua mãe. 

A partida entre Wolves e Magic foi interessante, apesar dos times estarem com muita vontade de perder e continuar sua busca pelas melhores posições no draft, pudemos ver alguns talentos de Minnesota. Mesmo com o início devagar do time visitante, os lobos perceberam ali qual era o objetivo do Magic e começaram a obliterar o time adversário. 

O único quarto que foi vencido pelo time anfitrião teve uma diferença de seis pontos e, particularmente, acredito que os Wolves tiraram o pé para não ficar muito feio para a equipe da casa. 

Destaque importantíssimo para o "Big Three" de Minnesota, que foi muito bem em conjunto, mostrando o talento da equipe. Junto com eles, Ricky Rubio, que oscila entre altos e baixos, anotou 18 pontos. 

O Orlando Magic queria perder e assim conseguiu, sendo esta também uma vitória para a equipe.

Destaques da partida: D’Angelo Russell com 27 pontos, 6 rebotes e 8 assistências e Karl-Anthony Towns com 27 pontos, 9 rebotes e 4 assistências para os Wolves.

 

Phoenix Suns 110-123 Los Angeles Lakers

Na segunda derrota seguida do time dos Suns, os jogadores reclamam do início lento que tiveram. “Você os deixa confortáveis” afirmou Booker. Tão confortáveis que Anthony Davis anotou sua "season high" com 42 pontos e 12 rebotes. 

Nos últimos confrontos entre as equipes, Anthony Davis não jogou e os Suns venceram ambas. Na noite deste domingo (9), foi possível entender o porquê da necessidade dos Lakers. Davis conseguiu facilmente entrar na defesa do time adversário, como se já na defesa o jogador pudesse olhar a frente um objetivo e nenhum obstáculo. Tal situação cooperou para uma defesa mais agitada e, talvez, desesperada. 29 faltas foram cometidas pelos Suns durante a partida. 

O último quarto foi decisivo para as equipes, os Lakers precisavam fechar o jogo e os Suns tinham que correr atrás do placar. E assim foi feito, no quarto período o ritmo foi diferente e a equipe visitante colocou 23 pontos a mais no placar. Nos últimos 4 minutos, a diferença era pequena, 115 - 108 para os Lakers. Mas, depois de um jogo controlado pelo time anfitrião, os Suns não conseguiram mais anotar quase nenhum ponto. Deixando a vitória para a melhor defesa da NBA. 

Os times voltam às quadras novamente na terça-feira (11), com os Suns enfrentando os Warriors e os Lakers diante dos Knicks. 

Destaques da partida: Anthony Davis com 42 pontos, 12 rebotes e 5 assistências pelos Lakers. Enquanto Cameron Payne, com 24 pontos, e Devin Booker com 21 pontos e 6 rebotes se destacaram por Phoenix.

 

Chicago Bulls 108-96 Detroit Pistons 

Ainda sem Theis e tentando chegar ao Play-in, Chicago Bulls encontra sua terceira vitória seguida, dessa vez contra um time que não busca vencer, mas sim conseguir um bom draft. 

Zach Lavine fez uma atuação incrível, além de anotar 30 pontos, seu aproveitamento foi de 62% (10-16). Junto com os erros do ataque e os acertos da defesa adversária, os Pistons acertaram apenas 7-21 no primeiro quarto. Entretanto, o jogo dos anfitriões, que estavam sem seus veteranos, demonstra o talento de seus jovens jogadores: Killian Hayes, Saddiq Bey e Isaiah Stewart. Hayes teve seu melhor aproveitamento da temporada, anotando 12 pontos somente no quarto período e diminuindo a vantagem adversária no placar. 

O Chicago Bulls está há 4 jogos para conseguir jogar o Play-in. 

Destaques da partida: Zach Lavine com 30 pontos e 6 assistências, Nikola Vucevic com 29 pontos e 16 rebotes e Coby White com 21 pontos e 4 rebotes. Enquanto Killian Hayes, com 21 pontos, 7 rebotes e 8 assistências, se destacou pelos Pistons. 

 

Oklahoma City Thunder 98-126 Sacramento Kings 

Que noite para os jogadores e torcedores do OKC. O time teve péssimos aproveitamentos de arremessos, chegando a menos que 30% da linha dos 3 pontos. Os Kings comandaram do início ao fim, chegando a 35 pontos de vantagem e com um jogo coletivo incrível, onde oito jogadores ficaram acima de 11 pontos. OKC vai para sua 21ª derrota em 22 jogos. Já os Kings lutam para tentar a sorte e conseguir disputar o play-in.