Conteúdo

Hamilton fala sobre Verstappen e holandês se defende com ironia: ‘mal consigo dormir'

23 de setembro de 2021

(por Rafael Lima)
 

A tensão entre Lewis Hamilton e Max Verstappen segue dentro e fora das pistas. Após mais um choque entre eles, dessa vez no GP de Monza, na Itália, as declarações de ambas as partes continuam em tom crítico. 

Falando em coletiva sobre Verstappen, Hamilton resolveu ‘aconselhar' o piloto holandês. “Nunca espero que um piloto tire o pé. Não é assim que encaro as corridas, com piloto algum. No fim das contas, todos nós temos de ser inteligentes e saber que há um momento em que você não vai ter como fazer a curva”, disse o britânico. “É tudo uma questão de garantir que você sobreviva para lutar na próxima curva. Isso você só obtém por meio da experiência, [quando] você encontra esse equilíbrio, nem tudo está em uma curva. Haverá outras oportunidades”, seguiu o heptacampeão. “Sei o que é ter sua primeira batalha pelo seu primeiro título, essa ansiedade, e você passa por muitas experiências e emoções distintas durante este período. Acho que vamos seguir mais fortes e espero que não tenhamos mais incidentes ao longo do ano”, desejou Hamilton.

O atual campeão ainda citou a tão falada “batalha psicológica" entre eles, negando que isso exista. “Não acho. Estou correndo há muito tempo e não sinto necessariamente que exista uma batalha psicológica quando se está numa disputa roda a roda. Você naturalmente espera sobreviver, ou um de nós espera sobreviver, e com segurança. O mais importante é que você faça isso com segurança”, afirmou Lewis Hamilton.

Verstappen é irônico ao responder

Max Verstappen não recebeu bem o “conselho” de Hamilton. O piloto holandês ironizou os comentários do britânico de forma ácida. “É, estou tão nervoso que mal consigo dormir. É tão horrível lutar por um título, realmente odeio”, disse Verstappen. “Eu acho que se alguém me conhecesse, saberia que sou bem tranquilo com essas coisas, não posso ser incomodado, sou bem relaxado”, seguiu. “Com estes comentários, ele [Hamilton] mostra que realmente não me conhece, o que é tranquilo. Eu também não preciso conhecê-lo totalmente. Apenas foco em mim, e realmente gosto de estar lá na frente, e espero que possamos fazer isso por muito tempo”, continuou o líder do campeonato. 

Verstappen aproveitou para falar sobre a punição que sofreu, que no modo dele enxergar foi injusta. “Fiquei surpreso com isso, mas no fim das contas os comissários que decidem. Tenho minha própria opinião sobre o incidente, mas vamos fazer o melhor possível”, disse. "Eu acho que envolve os dois lados, não? Não sou eu o único envolvido quando estamos correndo um contra o outro”, afirmou o piloto holandês.