Conteúdo

Haas pede aos pilotos: 'chega de acidentes'

12 de agosto de 2021

(por Bruno Braz)
 

A Haas está preocupada com os excessivos custos para reparar seus carros, principalmente no caso de Mick Schumacher. Mais arrojado que Mazepin, o alemão se envolveu em algumas batidas com danos mais pesados que o próprio companheiro.

Em entrevista ao site Planet F1, Gunther Steiner falou sobre esses imprevistos financeiros para o time e quanto isso atrapalha o andamento do time."Você sempre considera acidentes no seu planejamento, especialmente com pilotos novatos. Mas nós chegamos em um ponto em que temos que trabalhar para ter menos acidentes no restante da temporada”. Disse Steiner. "Nas últimas 5 corridas, Mick teve alguns grandes. Se você tem uma rodada ou algo assim, isso acontece. Mas foram acidentes bem pesados.” Seguiu. "É muito dinheiro envolvido sem uma boa razão. Temos que melhorar e, claro, você precisa cumprir o orçamento”. Ponderou o chefe da Haas. "Nesse momento, podemos lidar com isso, mas logo estaremos em uma posição em que precisaremos encontrar maneiras de superar isso, porque estão muito frequentes e fortes demais.” Alertou.

Reconhecendo que a Haas não vai lutar por nada nesse ano, Steiner falou um pouco sobre a necessidade de não se assumir tantos riscos. "Precisa ser explicado aos jovens que eles têm que fazer um julgamento - vale a pena?”, indagou. "Se tivesse oportunidade de ganhar posição no campeonato de construtores, seria um risco válido”. Continuou seu ponto. "Claro que precisamos correr. Eu sempre digo que não sou contra a competição entre eles. Não estou dizendo para não correrem, mas para minimizarem os riscos de danos, o que não ajuda ninguém. Se tivéssemos como melhorar na classificação do campeonato, o risco valeria a pena.” Completou.