Conteúdo

Haas decide substituir Mazepin e Pietro Fittipaldi assumirá seu lugar, diz jornalista

3 de março de 2022

(por Mattheus Prudente)

O Brasil deve ter um piloto no grid para o começo da temporada. Segundo o jornalista Sergio Rodriguez, a Haas decidiu substituir o russo Nikita Mazepin e Pietro Fittipaldi será piloto da equipe. A informação também foi confirmada pela Sky Sports. 

Mazepin tinha o seu futuro incerto após a invasão da Rússia ao território da Ucrânia, que fez a equipe retirar o patrocínio da Uralkali, empresa de seu pai, que dava aporte financeiro para a Haas e o mantinha no grid. Existia a possibilidade de a FIA banir pilotos russos de suas competições, mas, mesmo após ele ser permitido de correr, a Haas decidiu não ficar com Nikita. 

Para o seu lugar, pelo menos por agora, Guenther Steiner deve cumprir sua palavra e Fittipaldi assumirá o posto de piloto da equipe. Steiner havia dito que, se Mazepin não pudesse correr, Pietro seria o escolhido inicialmente, e, depois, a equipe “estudaria os próximos passos”. Pietro já participou de duas corridas em 2020, quando Romain Grosjean sofreu um grave acidente no Barein. 

Vários pilotos continuam sendo especulados para o lugar de Mazepin, mesmo após a declsração de Steiner. Antonio Giovinazzi, ex-Alfa Romeo que hoje está na Fórmule E, Nico Hulkenberg, piloto de testes da Aston Martin, Oscar Piastri, campeão da Fórmula 2 e piloto de testes da Alpine, são alguns dos nomes ventilados. 

O Brasil não tem um piloto no grid da Fórmula 1 desde a saída de Felipe Massa da categoria, em 2017.