Conteúdo

Grandes jogadores da MLB que não ganharam o prêmio de MVP

22 de maio de 2020
18h 06

(por Leonardo Costa)

 

Muitos jogadores afirmam que receber o anel de campeão é mais importante que qualquer honraria pessoal. Porém, é inegável que ter um prêmio de Melhor Jogador da Temporada em sua estante não cairia nada mal. 

O prêmio de MVP (Most Valuable Player) só foi criado na MLB no ano de 1931, portanto, muitos jogadores históricos não tiveram a oportunidade de disputá-lo. Dentre os que jogaram a partir dessa mudança, listaremos 6 deles que não contam em seus vastos currículos com o prêmio de Jogador Mais Valioso da Temporada.

Entretanto, alguns jogadores que tiveram sólidas carreiras, incluindo temporadas magníficas, não levaram o MVP pra casa pelos mais diversos motivos.  Sabemos que essas escolhas são de um caráter bem subjetivo, e muitas das vezes ocorre de alguém que ninguém esperava levar o prêmio.

Sem mais delongas, vamos à lista.

 

1 - Derek Jeter

(Melhor posição: Segundo lugar, 2006)

Talvez não seja o jogador com o maior destaque dessa lista, mas Jeter é o melhor exemplo de um jogador que se destacou em cada aspecto do esporte sem nunca ter vencido o prêmio de MVP.

Terminou em segundo lugar na votação de MVP da Liga Americana em 2006, além dos terceiros lugares em 1998 e 2000. Sem dúvidas, conquistou cinco anéis, foi MVP de World Series e eleito quase de forma unânime para o Hall da Fama.

 

2 - Tony Gwynn

(Melhor posição: Terceiro lugar, 1984)

Gwynn teve em sua carreira médias de .338 no bastão e conquistou o título de melhor rebatedor da temporada por oito vezes. Em seu auge, foi um grande defensor e um corredor inteligente e, juntamente com Paul Waner, está entre os únicos jogadores contemporâneos a terem conectado ao menos 3.000 hits enquanto sofreram menos de 500 strikeouts.

Porém, pesa contra o jogador o fato de ter ido a pós-temporada apenas três vezes, além de de não ter uma rebatida de muita força, tendo um SLG acima de .500 em apenas quatro temporadas.

 

3 - Mike Piazza

(Melhor posição: Segundo lugar, 1996 e 1997)

Apesar de ocupar uma posição defensiva tão exigente (catcher), Piazza obteve registros ofensivos que em geral são associados a MVP's. Teve nove temporadas com mais de 30 HR's, seis delas acompanhadas de 100 corridas impulsionadas ou mais. Liderou sua liga em OPS+ em duas ocasiões.

De fato, não é sua culpa ter ficado atrás de Larry Walker, em 1997, mas tinha sólidos argumentos para requerer o prêmio em 1995, quando Barry Larkin liderou a votação, enquanto Piazza ficou em quarto lugar.

 

4 - Manny Ramírez

(Melhor posição: Terceiro lugar, 1999 e 2004)

É impressionante se levarmos em consideração que Manny Ramírez anotou 555 HR's, 1813 corridas impulsionadas, um AVG de .312 e com 11 participações em playoffs, e mesmo assim não tenha ganho um MVP. Porém, em seus melhores anos, topou com jogadores que estavam atuando com números de videogame.

Seu melhor momento não foi nos anos em que ficou na terceira posição, mas, sim, quando terminou em quarto no ano de 2008, após chegar aos Dodgers no meio da temporada e brilhar por 53 partidas.

 

5 - David Ortiz

(Melhor posição: Segundo lugar, 2005)

Nenhum rebatedor designado na história foi nomeado MVP de sua liga. Devido a grande influencia da estatística WAR na hora da escolha, é provável que isso nunca aconteça. Assim, o dominicano, que atuou nessa posição em praticamente toda sua carreira com o Red Sox, nunca teve uma oportunidade real, apesar de terminar no pódio mais de uma vez.

Ortiz encerrou sua carreira no topo, liderando a Liga Americana em OPS, duplas e corridas impulsionadas, mas terminou em sexto lugar.

 

6 - Al Kaline

(Melhor posição: Segundo lugar, 1955 e 1963)

Kaline atuou em uma época em que parecia que tinha que atuar pelos Yankees para levar o prêmio de Melhor Jogador da Temporada. Evidentemente, não era bem assim, mas os jogadores dos Yankees levaram o prêmio em oito das 10 temporadas entre 1954 e 1963.

Nesse período, Kaline sempre ficou atrás de seus rivais do Bronx: segundo atrás de Yogi Berra, em 1955, terceiro atrás de Mickey Mantle, em 1956, e outra vez em segundo atrás de Elston Howard.


Existem inúmeros outros nomes que poderiam ser incluídos nessa lista, o que poderá render outro texto sobre o tema.