Conteúdo

Grande vitória dos Clippers, Jazz se aproveitam da “fragilidade” dos Nets, Hornets em alta, Magic surpreende e mais

25 de março de 2021

(por Diego Dias e Sérgio Viana)
 

Confira como foram as partidas desta quarta-feira (24) na National Basketball Association.
 

Los Angeles Clippers 134 @ 101 San Antonio Spurs

Os Clippers não tiveram dificuldades para alcançar sua quarta vitória consecutiva em uma atuação dominante diante dos Spurs, e fizeram valer a lei do ex com Kawhi Leonard. Mesmo vaiado constantemente pelos poucos torcedores presentes no AT&T Center, o ala foi o principal nome da equipe angelina, convertendo nove dos 12 arremessos tentados.

Los Angeles rapidamente abriu 19x7 no placar em três cestas do perímetro de Marcus Morris, abrindo o caminho para a construção do resultado. O perímetro inclusive foi o diferencial entre as equipes: San Antonio acertou apenas 7 na partida contra 17 dos californianos. Os Spurs ainda mostraram afobação na busca pela reação e abusaram dos erros de ataque.

Kawhi, talvez motivado pela torcida contra, terminou com 25 pontos e 7 rebotes, além de 5 roubadas de bola. Morris anotou 20 pontos matando 5 bolas de três pontos e Paul George deixou outros 17 pontos. 

DeMar DeRozan (19 pontos) e Patty Mills (17 pontos e 3 cestas do perímetro), além do reserva Luka Samanic (14 pontos) foram os destaques dos texanos. 

 

Brooklyn Nets 88 @ 118 Utah Jazz

Sem Kevin Durant lesionado, Kyrie Irving com assuntos particulares e o poupado por dores no pescoço James Harden, os Nets não foram páreo para o Jazz e acabaram dominados do início ao fim da noite. A artilharia de perímetro de Utah esteve pesada, assim como o sistema defensivo (que limitaram Brooklyn a 38 pontos na primeira metade), e logo a equipe abriu 20 de vantagem no placar. Na volta do intervalo o Jazz continuou firme e a diferença logo chegou na casa dos 30 pontos (que foi a 38 após uma cesta de Donovan Mitchell no terceiro quarto), sendo mantida até o soar da sirene.

Mitchell converteu 5 cestas da linha dos 3 pontos para finalizar com 27 e beirar o triple-double com outros 6 rebotes e 7 assistências. Georges Niang também converteu 5 bolas do perímetro e fez 15 pontos, enquanto Mike Conley e Bojan Bogdanovic (4 cestas de longa distância) fizeram 18 pontos cada. O cestinha do confronto foi Alize Johnson com 23 pontos, chegando ao double-double ao pegar 15 rebotes, assim como Chris Chiozza (10 pontos e 11 assistências).

 

Denver Nuggets 111 x 135 Toronto Raptors

Naquela que pode ter sido a partida de despedida de Kyle Lowry e Norman Powell, os Raptors se impuseram frente aos Nuggets contando com a mira calibrada do perímetro. 

Foram 24 cestas de longa distância dos canadenses, que logo se desgarraram no placar e foram para o intervalo vencendo por 24 pontos de diferença. Os Nuggets, que chegaram a ficar mais de três minutos sem pontuar no segundo quarto (o que contribuiu para a larga diferença), até diminuíram o prejuízo na segunda metade em cestas de Jamal Murray, mas o perímetro de Toronto não deu margem para uma possível reação.

Pascal Siakam, às turras com o técnico Nick Nurse, foi o cestinha da noite com 27 pontos, além de pegar 8 rebotes e dar 6 assistências. OG Anunoby teve 23 pontos em 5 bolas de longe, assim como Fred VanVleet para chegar a 19 pontos, enquanto Powell anotou 22 pontos.

Do lado de Denver, Nikola Jokic demorou a entrar na partida, mas conseguiu um double-double de 20 pontos e 10 rebotes, Murray pontuou outras 20 vezes e distribuiu 7 assistências e Michael Porter Jr converteu 5 das 6 tentativas da linha dos três pontos e terminou com 19 pontos e 8 rebotes.

 

Cleveland Cavaliers 103 @ 94 Chicago Bulls

Mesmo sem Colin Sexton, que sentiu o tendão nos treinos e ficou fora do confronto, os Cavs conseguiram um importante resultado diante dos concorrentes diretos Bulls, em grande atuação coletiva, onde cinco jogadores passaram de 10 pontos e beiraram o double-double. Depois de um primeiro quarto onde ambas as equipes abusavam dos erros e fizeram um placar baixo (25x25), os Cavaliers aproveitaram os erros de pontaria de Chicago, especialmente de Zach LaVine, que não converteu mais cestas no duelo, para abrir vantagem no placar e garantir o resultado.

Darius Garland (9 assistências e 4 cestas do perímetro) foi o principal pontuador ao lado do Bull, LaVine (4 cestas de longa distância) com 22. Larry Nance Jr atingiu o double-double com 14 pontos e 14 rebotes e Jarrett Allen (19 pontos e 3 tocos) ficou a um rebote de obter seu duplo-duplo também. Os Bulls tiveram ainda os 17 pontos de Lauri Markkanen e os 3 tocos de Thaddeus Young como destaques.

 

Memphis Grizzlies 116 @ 107 Oklahoma City Thunder

Os Grizzlies iniciaram bem sua "road trip" de quatro jogos com uma reação na segunda metade da partida para buscar uma desvantagem de 12 pontos no início do terceiro quarto (a maior até então) e virar a partida com uma cesta de três pontos de Dillon Brooks. 

O Thunder, ainda sem Shai Gilgeous-Alexander, bem que tentou frear o ímpeto dos rivais com um pedido de tempo, mas a equipe não teve resposta para Memphis, que aumentaram a dianteira no último quarto para 17 pontos e definir a partida.

Brooks foi o grande nome dos Grizzlies com seus 25 pontos e teve contribuições de Grayson Allen (20 pontos em 4 tiros certeiros de longe), Jonas Valanciunas (16 pontos e 15 rebotes e os 14 pontos do reserva De'Anthony Melton. 

OKC contou com o double-double de Moses Brown (19 pontos e 12 rebotes), que ainda deu 3 tocos como destaque, assim como os 14 pontos de Luguentz Dort e os 13 pontos que Al Horford (8 rebotes e 6 assistências) e Alexej Pokusevski (5 assistências) anotaram.

 

Charlotte Hornets 122 x 97 Houston Rockets

Durou pouco a alegria no Texas e os Rockets perderam de novo, a 32ª derrota na temporada diante de um remendado, mas organizado Charlotte Hornets.

Está difícil assistir aos jogos dos Rockets, time não consegue manter o elenco para duas ou três partidas seguidas, impossível cobrar algo do técnico Silas.

O time amassou o aro com 38% de aproveitamento, John Wall com 20 pontos e Ben McLemore com 14 pontos foram os destaques. Sim, você leu McLemore como "destaque", para ilustrar os problemas por lá.

Os Hornets, que não tem nada com isso, ocupam hoje a QUARTA posição no frágil leste e hoje teriam mando de quadra. MINHA NOSSA, para quem sequer figurava entre os protagonistas nas previsões da temporada.

Terry Rozier com 25 pontos e Devonte' Graham com 21 tentos foram os destaques.

O mais legal desta história é ver a franquia resgatando o respeito na liga e o basquete de Gordon Hayward.

Os Rockets voltam à quadra na sexta (26) e, no sábado (27), contra os Wolves, no B2B. Enquanto os Hornets recebem o Heat na sexta.

 

Detroit Pistons 111 x 116 Indiana Pacers

Caris Levert teve seu melhor jogo com a camisa dos Pacers na noite de ontem, com 28 pontos, 6 rebotes e 4 assitências. Sabonis com 14 pontos e 11 rebotes foi o outro destaque.

O jogo parecia até equilibrado, olhando para o placar, mas os Pacers não correram riscos.

Jerami Grant com 29 pontos foi o único destaque da equipe de Detroit.

Os Pacers lutam para se manter na zona de play in, mas tem o fantasma da trade deadline para saber qual será seu destino. Já os Pistons...Bem, os Pistons...

O Indiana Pacers visita os Mavs na sexta, enquanto os Pistons recebem um descansado Brooklyn Nets no mesmo dia.

 

Dallas Mavericks 128 x 108 Minnesota Timberwolves

Com grande atuação coletiva e 7 jogadores contribuindo com mais de 10 pontos, os Mavs atropelaram os Wolves. 

Vale destacar a grande jornada de Kristaps Porzings com 29 pontos e 9 rebotes. Tim Hardaway Jr vindo do banco contribuiu com 21 pontos e 5-0 em bolas de 3 em noite " discreta" de Luka Doncic com apenas 15 pontos.

Os Mavs contaram mais uma vez com sua dupla de força combinando para 51 pontos, sendo Anthony Edwards com 29 pontos e candidato forte para ROY, ainda mais com a contusão de LaMelo Ball, e Karl-Anthony Towns com 22 pontos, e foi só.

Os Timberwolves devem ter de novo a rabeira da Conferência Oeste, devem recrutar mais um jovem e não dar em nada novamente.

Os Mavs melhoraram muito nas últimas duas semanas, tem 7-3 nos últimos 10 jogos e voltaram a defender. Com os Lakers em dificuldade com suas estrelas, podem sonhar com uma vaga direta nos playoffs.

O Dallas Mavericks recebe o Indiana Pacers na sexta-feira, enquanto os Wolves recebem os Rockets no mesmo dia.

 

Atlanta Hawks 108 x 110 Sacramento Kings 

Os Hawks, que vinham de 8 vitórias seguidas, sofreram ontem sua segunda derrota consecutiva e, apesar do jogo bem equilibrado, não tiveram forças no final para bater os Kings fora de casa.

Boa atuação de Trae Young com 29 pontos e 9 assistências, além de de Clint Capela, com 25 pontos e 17 rebotes.

O time de Nate McMillan melhorou coletivamente e a produção de Gallinari e Bogdanovic subiu muito com ele, uma oscilação normal de um elenco que mescla bons jovens com veteranos querendo mostrar serviço, vão seguir na luta para fugir do play in do leste, e devem conseguir.

Os Kings são realmente uma incógnita, segunda vitória seguida, sexto triunfo nos últimos 10 jogos em um tardio ensaio de reação na temporada. Vamos ver o que vai sobrar desse elenco no apagar das luzes do limite de trocas e juntar os cacos. 

Mais uma boa partida da dupla de armadores De'Aaron Fox com 37 pontos e Tyrese Haliburton com 17 pontos e 7 assistências.

O Golden State Warriors será o próximo adversário de ambos. Os Kings os encaram hoje (25) e os Hawks no próximo sábado (27).

 

Phoenix Suns 111 x 112 Orlando Magic

Os principais jogadores do Magic deviam saber que era o último jogo com a camisa de Orlando e resolveram jogar. 

Fora de casa e com cinco jogadores com mais de 10 pontos anotados, o Orlando Magic cortou uma diferença que chegou a 10 no final do terceiro período para bater o fortíssimo Phoenix Suns.

Vucevic com mais um duplo-duplo de 27 pontos e 14 rebotes e Evan Fournier com 21 pontos foram os destaques do time em liquidação da terra do Mickey. No último jogo com a camisa do Magic de ambos e de Gordon, que ontem foi discreto com 13 pontos.

Os Suns tiveram mais uma vez destaque para os armadores, Devin Booker com 25 pontos e o nosso querido Chris Paul com 23 pontos. Seguem em segundo lugar no Oeste e, pelo andar da carruagem, devem ter mando de quadra nos Playoffs. Mantendo Paul saudável podem surpreender nos playoffs.

Suns vão a Tampa enfrentar os Raptors, enquanto o Magic recebe os Blazers, ambos na sexta (26).

 

Milwaukee Bucks 121 x 119 Boston Celtics

Confira como foi o grande jogo entre Milwaukee Bucks e Boston Celtics: https://www.playmakerbrasil.com.br/noticia/em-noite-historica-para-transmissao-esportiva-brasileira-milwaukee-bucks-segura-reacao-e