Conteúdo

Gol de CR7, lei do ex e De Gea heroico; Manchester United vence West Ham em Londres com muita emoção 

19 de setembro de 2021

(por Rafael Lima)
 

Duelo de invictos em Londres. O West Ham faz um grande início de temporada com duas vitórias e dois empates, enquanto o Manchester United tem três vitórias e um empate na Premier League, mas precisava se recuperar da surpreendente derrota para o Young Boys da Suíça pela Liga dos Campeões.

O jogo começou bastante estudado, preso no meio de campo. Os Hammers tentavam marcar por pressão, mas não eram efetivos nos chutes a gol, enquanto os visitantes não conseguiam criar. 

Após o estudo nos primeiros minutos, aos 21’ o West Ham partiu num contra-ataque perigoso e na base da força e da vontade, Bowen ganhou na raça e finalizou para a boa defesa de De Gea, no rebote Soucek bateu forte por cima. Dois minutos depois Cristiano Ronaldo deu a primeira finalização do Manchester United no jogo, aos poucos os times se soltavam. 

O Manchester avançou as linhas e passou a pressionar mais. Após escanteio, Bruno Fernandes bateu para grande defesa de Fabianski, que fez a bola beijar a trave ainda. O jogo só melhorava.

Apesar do crescimento do Manchester, o gol saiu do outro lado. Uma linda troca de passes, com direito a toque de calcanhar, fez a bola chegar para Benrahma, sozinho. O atacante bateu no canto, a bola desviou em Varane e matou De Gea. Sai o primeiro zero do placar.

Os Red Devils seguiram pressionando. Wan-Bissaka fez grande jogada pela direita e bateu para uma boa defesa de Fabianski, que jogou para escanteio. Na sequência, Bruno Fernandes cruzou, Cristiano Ronaldo bateu de primeira; Fabianski defendeu e o CR7 pegou o rebote para igualar a partida. O português chama gol.

O Manchester United seguia com fome. Greenwood encontrou Cristiano Ronaldo na lateral da área, o português bateu e obrigou Fabianski a trabalhar novamente. Só que o West Ham era perigoso também, no contragolpe Vlasic invadiu a área e bateu por cima numa boa chance do time da casa, a última do primeiro tempo.

A segunda etapa começou e com um minuto CR7 perdeu um gol incrível, na frente de Fabianski. Numa falha de Fornals, Bruno Fernandes deixou o “robozão” na cara do gol, nesta grande chance. Após esse lance o duelo ficou mais morno, o Manchester United ocupava o campo de ataque, mas não produzia chances como antes. 

O West Ham passou a buscar mais o ataque, mas não conseguia criar chances claras. O jogo ficava mais amarrado. A intensidade do primeiro tempo não era a mesma no segundo. 

Após a pressão do time da casa, numa das poucas subidas ao ataque do Manchester United, Cristiano Ronaldo caiu na área em lance com Coufal, pediu pênalti, mas o juiz mandou seguir, deixando o CR7 revoltado.

Quando o jogo parecia caminhar para o empate, após uma troca de passes pela esquerda insinuante, Lingaard balançou na frente de Zouma e bateu forte no ângulo. Um golaço! Virada dos Red Devils na base da lei do ex.

Na sequência o árbitro não marcou um pênalti claro de Zouma em Cristiano Ronaldo. E, por ironia do destino, Yarmolenko cruzou e a bola bateu no braço aberto de Shaw dentro da área. Pênalti marcado após o VAR. 

Depois da marcação, Noble entrou no lugar de Bowen somente para bater o pênalti. O jogador com mais participações em Premier League foi para a bola, bateu mal, e De Gea pegou no canto esquerdo, garantindo a vitória dos visitantes. 
 

Final: West Ham 1x2 Manchester United



 

Que jogaço! Vitória emocionante numa partida de igual para igual no London Stadium, cheia de emoção. Teve brilho de Cristiano Ronaldo, lei do ex de Lingaard, grande atuação de Bruno Fernandes e participação decisiva de Gea. O West Ham valorizou o resultado dos Red Devils, sendo superior em vários momentos, porém, o time da casa deve brigar pela Liga Europa, enquanto os visitantes e seu grande elenco lutarão pelo título com toda certeza.