Conteúdo

FIA no estilo "segue o jogo", não aplica punição em Verstappen

19 de novembro de 2021

(por Bruno Braz)

E encerrou-se mais uma novela. Os comissários não mudaram o veredito do incidente da volta 48 do GP de São Paulo. Com isso, tudo fica como está.

Em que pese a pressão de Toto Wolff que disse que "acabou a diplomacia" ou ainda, Leclerc que estava aguardando o desfecho do caso dizendo que "sempre tentamos pilotar no limite do que somos liberados a fazer. Se essas coisas forem permitidas, vou ajustar meu estilo. Vai ser difícil alguém conseguir ultrapassar por fora.", em mais uma pitada de pressão na entidade. 

Mesmo com a nova "onda de calor", A FIA disse que "Nos termos do Artigo 14 do Código Esportivo Internacional da FIA [ISC], o pedido de revisão feito contra a decisão dos comissários só pode ser garantido se efetivamente demonstrar que um significativo e relevante novo elemento foi descoberto e que não estava disponível para as partes visualizarem no momento da decisão tomada"

O comunicado ainda teve outros pontos interessantes.

"Os comissários geralmente tomam as decisões rapidamente e com uma limitada quantidade de informações", acrescentando ainda que "no momento da decisão, os comissários possuíam informações suficientes, algo que foi prontamente alinhado com os comentários pós-corrida de ambos os pilotos envolvidos".

"Se eles sentissem que a câmera onboard frontal era crucial para a decisão, teriam simplesmente deixado o incidente sob investigação — para punir ou não após a corrida. Mas não viram essa necessidade. A posição do competidor [Verstappen] nessa nova imagem dá informações suficientes para os comissários manterem a conclusão anterior"

"De qualquer maneira, os comissários declaram que as imagens não mostram nada excepcional ou que seja particularmente diferente de outros ângulos disponíveis para eles no momento, nem mesmo algo que mude a decisão baseada nas imagens disponíveis".

Ou seja, Verstappen mantém seus 14 pontos de vantagem sobre Hamilton e os pilotos de maneira geral, tendem a ser mais agressivos a partir de agora.