Conteúdo

Ferrari explica o excesso de quebras na temporada: “Estamos limitados”

26 de junho de 2022

(por Rafael Lima)

A Ferrari e Charles Leclerc poderiam estar em uma situação muito melhor no campeonato se não fossem as duas quebras do monegasco nos GPs de Baku e Espanha quando ele liderava as corridas. Esse abandonos fizeram a confiabilidade do motor da escuderia de Marinello ser questionada.

Porém, Mattia Binotto, chefe da Ferrari, minimizou esse fator. “A confiabilidade é certamente importante, tão quanto a performance, mas não acho que será o único fator”, disse Binotto. “Acho que o desenvolvimento daqui até o final da temporada vai ser diferente, assim como o teto de gastos e depois, finalmente, a confiabilidade”, seguiu.

Para completar, Binotto tentou explicar as quebras no motor. “A unidade de potência tem um design completamente novo comparada ao passado, e o problema é que ainda é um projeto novo”, admitiu o chefe da Ferrari. “Além disso, existem limitações no dinamômetro que não haviam no passado, então você não pode testar muito. Estamos limitados, o que significa que o exercício é mais complicado”, finalizou.