Conteúdo

"Expressinho Tricolor" esbarra em pênalti perdido por Vitor Bueno e volta com empate do Uruguai 

12 de maio de 2021

(por Felipe Tostes)

Diretamente do Estádio Centenário (possível palco da final da Libertadores), o Rentistas do Uruguai recebeu o São Paulo Futebol Clube, dando sequência ao grupo "E" da competição da Conmebol. Ontem, em partida válida pelo mesmo grupo, o Racing visitou o lanterninha, Sporting Cristal, e venceu por 2 a 0, assumindo a liderança momentânea do grupo. Em busca da classificação antecipada, Hernán Crespo, enviou um time alternativo para a partida, poupando seus titulares para a fase final do Paulistão.

O jogo no Uruguai começou de forma bem amarrada, já que ambos os times optaram a ir à campo com 3 zagueiros, assim o meio-campo ficou muito povoado e a busca por espaços era incessante. A melhor forma para furar essas barreiras era através de jogadas aéreas, e o São Paulo foi o primeiro a se aproveitar deste fator, em um escanteio pela esquerda, aos quatro minutos, Igor Gomes levantou a bola na primeira trave, e o estreante, Orejuela, se antecipou a marcação para desviar a bola e abrir o placar. Não demorou muito para os uruguaios repetirem a fórmula, aos 13 minutos e também em um escanteio pelo lado esquerdo, Pérez fez o levantamento e González concluiu ao gol para empatar o placar.

No decorrer do primeiro tempo, tivemos um cenário já esperado, o time da casa com a maior posse de bola tentando propor o jogo, já que precisava do resultado favorável para seguir vivo na competição. O São Paulo se encolheu em seu campo de defesa e esperava por uma boa oportunidade para contra-atacar, mas não conseguiu encaixar em decorrência de muitos erros de passes. Assim, com o jogo truncado, nenhuma equipe conseguiu criar chances perigosas em direção ao gol dos goleiros, Nicolás Rossi e Lucas Perri.

Intervalo de jogo: Rentistas 1x1 São Paulo
 

O segundo tempo começou de forma movimentada, primeiro o técnico, Martín Varini, colocou seu time à frente, tirando o zagueiro Fratta, que sentiu uma lesão ainda no primeiro tempo, e colocou o meio-campista Acosta, abrindo mão do sistema com três zagueiros.

No primeiro lance de ataque, o São Paulo tentou uma jogada com Rojas, o atleta tentou levantar a bola na área e foi interceptado pelo toque de mão de Sosa, pênalti assinalado pelo árbitro, José Argote. Vitor Bueno (alvo de críticas da torcida) foi para a cobrança e parou na boa defesa do goleiro Rossi. Logo na sequência, o Rentistas foi à frente e conseguiu uma falta lateral, no levantamento na área, Salomón Rodrígues conseguiu dar um leve toque na bola, que passou com perigo pelo gol tricolor.

O tricolor do morumbi, diferentemente do primeiro tempo, assumiu o controle do jogo, Galeano entrou bem no jogo e deu uma boa opção para o time no lado esquerdo do campo, prova disso que duas grandes jogadas saíram do setor, primeiro com Nestor que em linda jogada individual, invadiu a área e só parou na defesa do goleiro Rossi. Depois foi a vez do lateral, Welington, arriscar um forte chute de fora da área e obrigar novamente o goleiro adversário fazer uma boa intervenção.

A última jogada de perigo da partida foi favorável ao São Paulo. O goleiro adversário pegou com a mão um recuo intencional de bola e assim gerou uma cobrança de falta para o tricolor, Hernanes foi para a bola e por pouco não virou o placar, Cristobal em cima da linha colocou a cabeça na bola e evitou o gol, assim declarando o empate do jogo no estádio Centenário.

 

Fim de jogo: Rentistas 1x1 São Paulo


 

O São Paulo volta à liderança do grupo com o empate conquistado. Talvez boa partida da torcida tricolor lamente que a vitória não tenha vindo, já que o time foi amplamente superior na segunda etapa e poderia ter feito 3 ou 4 gols, mas, sabendo que jogou com um time alternativo e que agora só precisa de um ponto para classificar, o resultado foi ok. O São Paulo volta a campo já na sexta-feira pelo Paulistão, quando recebe a Ferroviária. Já pela Libertadores seu próximo compromisso é na terça-feira (18), também no Morumbi, em confronto direto pelo primeiro lugar, com o Racing da Argentina.

Já o Rentistas deixa claro sua inferioridade técnica ao time brasileiro, mesmo com força máxima em casa, a equipe ficou devendo. Na segunda etapa ao tirar um zagueiro, o técnico viu seu time ficar completamente perdido em campo correndo atrás dos garotos de Cotia, ao final o empate foi um resultado comemorado. O Rentistas volta a jogar no domingo, pelo torneio apertura do Uruguai, contra o Fénix. Já na próxima quarta-feira, a equipe tem outro compromisso pela Libertadores, vai até o Estádio Nacional do Peru, enfrentar o Sporting Cristal, em duelo que deve definir o classificado do grupo para a Copa Sul-americana.