Conteúdo

Esquenta UFC Vegas 15: Anthony Smith vs Devin Clark

28 de novembro de 2020

(por Leonardo Costa)
 

O UFC Apex recebe mais um evento neste sábado com promessa de muita emoção. Com o adiamento da luta entre Curtis Blaydes e Derrick Lewis, a luta principal fica por conta dos meio-pesados Anthony Smith e Devin Clark. No coevento da noite, Miguel Baeza quer manter sua invencibilidade diante de Takashi Sato. O UFC Vegas 15 ainda contará com dois lutadores brasileiros: Norma Dumont enfrenta Ashlee Evans-Smith, pela divisão feminina dos galos, e Anderson "Berinja" dos Santos desafia Martin Day. 
 

Anthony Smith x Devin Clark

Veterano de mil batalhas, Anthony Smith chega a sua 50ª luta como profissional, 14 delas no UFC. Smith já viveu melhores momentos na organização e inclusive desafiou Jon Jones pelo cinturão dos meio-pesados, mas acabou perdendo por decisão unânime. Se recuperou ao finalizar Alexander Gustafsson, mas vem de duas derrotas seguidas, contra Glover Teixeira e Aleksandar Rakic, algo inédito em sua passagem pelo UFC, ficando como no sétimo lugar do ranking da divisão e afastando-o da possibilidade de lutar novamente pelo título.

Aos 30 anos, Devin Clark tem pela frente aquele que deve ser seu maior desafio da carreira até o momento. Lutando no UFC desde 2016, Clark vem de duas vitórias seguidas, ambas em 2020, contra Dequan Townsend e Alonzo Menifield, ambas por decisão unânime. Por falar em decisão, o lutador tem 12 vitórias em 16 lutas na carreira, sendo 8 delas por decisão, via pela qual ainda não foi derrotado. Por outro lado, finalizou apenas uma vez, e nocauteou 3 adversários, sendo a última vez antes de entrar no UFC.

Smith tem apenas em vitórias por finalização a mesma quantidade que Clark tem de triunfos na carreira. O ex-desafiante do cinturão é um dos lutadores mais agressivos da organização e poucos combates seus chegaram até a decisão dos juízes. Clark não tem a melhor das trocações e deve apostar em uma luta mais agarrada, inclusive arriscando algumas quedas, mesmo sabendo da habilidade do rival no chão. Por fim, Smith entra como amplo favorito no embate e deve reencontrar o caminho das vitórias.
 

Miguel Baeza x Takashi Sato

Invicto em suas duas lutas no UFC e também na carreira, Miguel Baeza tem causado ótimas impressões na organização. Suas vitórias sobre Hector Aldana e Matt Brown, ambas por nocaute, mostraram que o atleta fez por merecer a vaga conquistada através do Dana White's Contender Series 3. Aos 28 anos e com ascendência porto-riquenha, Baeza terá uma prova de fogo contra o também potente, e mais experiente, Takashi Sato.

O japonês Takashi Sato vai para sua quarta apresentação no UFC. Venceu Ben Saunders em sua estreia, mas perdeu para Belal Muhammad na sequência. Seu último combate foi em junho deste ano, quando nocauteou Jason Witt ainda no primeiro round. Ao todo, em 19 lutas na carreira, foram 16 vitórias, 11 delas por nocaute, o que prediz que o duelo contra Baeza promete ser quente.

Apesar de invicto, Baeza entra levemente como zebra neste combate. Ele terá pela frente um atleta com poder de nocaute equivalente ao seu, com a diferença de ter uma carreira mais longa no MMA. Além do mais, Sato já mostrou que se vira bem no chão, com duas vitórias por essa via, embora não seja sua especialidade. Promete ser uma das melhores lutas do evento, e o palpite vai para o japonês.
 

Brasileiros
 

Norma Dumont x Ashlee Evans-Smith

Norma "Imortal" Dumont falhou antes mesmo do evento começar: a brasileira extrapolou os dois quilos permitidos pela organização na pesagem e terá 30% de sua bolsa descontada. Aos 30 anos, a mineira vai para sua sexta luta na carreira, a segunda dela no UFC, e vem de derrota para Megan Anderson, o que lhe custou a invencibilidade. Sua adversária será Ashlee Evans-Smith, veterana de sete combates no UFC, mas vem de três derrotas em seus últimos quatro compromissos. 

Válida pelos galos, o combate deixará frente a frente uma striker e uma grappler. A brasileira ainda não sabe o que é nocautear na carreira, enquanto esse é o principal método de vitória de sua rival. Evans-Smith tem como desvantagem um longo período de inatividade, de quase dois anos, e isso pode pesar dentro do octógono. Caso o tempo parada não lhe afete tanto, é provável que leve o duelo contra Norma, que precisará ser eficaz em seu jogo e escapar da trocação.
 

Anderson dos Santos x Martin Day

O experiente Anderson "Berinja" dos Santos é o outro representante brasileiro no UFC Vegas 15. Recuperado da Covid-19 que o afastou do combate contra Jack Shore em julho, Berinja espera deixar para trás o mau momento, após ser derrotado por Nad Narimani e Andre Ewell. Terá pela frente Martin Day, que assim como o brasileiro vem de duas derrotas seguidas, diante de Pingyuan Liu e Davey Grant, e entra pressionado por ainda não saber o que é vencer no UFC.

Uma derrota pode custar caro para qualquer um dos dois lutadores, e isso deixa o combate com ares de decisão. Day leva vantagem no alcance, e em um combate que deve ser desenvolver em pé, pode ser crucial para uma vitória. Ambos atletas defendem bem as quedas, mas com a luta no chão a vantagem é do brasileiro. Resta saber qual será a estratégia usada por cada um no combate. 

Confira os demais duelos:
 

Card Principal

Josh Parisian x Parker Porter

Spike Carlyle x Bill Algeo

Jonathan Pearce x Kai Kamaka

Card Preliminar

Gina Mazany x Rachael Ostovich

Su Mudaerji x Malcolm Gordon

Luke Sanders x Nathan Maness