Conteúdo

Esquenta UFC 255 - Confira os principais destaques do evento deste sábado (21/11)

20 de novembro de 2020

(por Leonardo Costa)


Chamado de "A noite dos moscas", o UFC 255 terá em sua luta principal e na co-principal, defesas de cinturão, ambas pelo peso-mosca. No duelo que encerra o card, o brasileiro Deiveson Figueiredo enfrenta Alex Perez, enquanto que no combate anterior, Valentina Shevchenko quer seguir como campeã diante da brasileira Jennifer Maia. O evento ainda terá mais dois brasileiros no octógono: Maurício "Shogun" Rua e Ariane Lipski, e o esquenta você acompanha aqui na Playmaker Brasil.

 

Deiveson Figueiredo x Alex Perez

Após conquistar o título dos moscas em uma atuação impecável diante de Joseph Benavidez em julho, Deiveson Figueiredo vai para sua primeira defesa de cinturão. Aos 32 anos, o brasileiro conhecido como "Deus da Guerra", vem de 4 vitórias seguidas, contra Alexandre Pantoja, Tim Elliott e Joseph Benavidez por duas vezes. Tem apenas uma derrota em 20 lutas no MMA e parece estar em sua melhor forma, tanto física, quanto técnica, e entra como favorito no duelo contra Alex Perez.

Com uma carreira na qual também lutou pelos galos, é nos moscas que Alex Perez tem sua maior oportunidade até agora. Perez vem de triunfos sobre Jordan Espinosa e contra o brasileiro Jussier Formiga, e com uma divisão em reconstrução foi premiado com a disputa de cinturão. De suas cinco derrotas na carreira, apenas uma delas foi por nocaute, e 12 de seus 24 triunfos vieram por meio de decisão. A estratégia que usará contra Deiveson é uma das incógnitas e pode ser crucial no desfecho. Originalmente, o desafiante seria Cody Garbrandt, mas uma lesão abriu as portas para Perez. 

Embora venha de boas apresentações, nas quais mostrou mais versatilidade que de costume, Perez tem uma pedreira pela frente. Deiveson é um dos lutadores mais agressivos da divisão, e pode ser nessa agressividade sua maior debilidade, pois ele enfrenta seus rivais de cara aberta. Perez deve usar seu bom wrestling para frear um pouco o ímpeto do brasileiro e esticar o duelo, cansando o adversário. Porém, o problema é sobreviver à artilharia de Deiveson por muito tempo, e por isso o embate não deve chegar até a metade. O cinturão deve seguir com o Brasil.

 

Valentina Shevchenko x Jennifer Maia

Na outra luta da noite válida pelo cinturão, venceu suas cinco lutas que disputou desde que migrou para os moscas do UFC, sendo três defesas de cinturão, a última delas contra Katlyn Chookagian. Tem um jogo bem diversificado, tendo poder de nocaute e também de finalização. Seu domínio na divisão é nítido e as rivais vão ficando escassas, mas ela precisa provar esse favoritismo diante da brasileira Jennifer Maia.

A curitibana Jennifer Maia tem duas derrotas no UFC, para Liz Camouche e Katlyn Chookagian, curiosamente as duas últimas desafiantes de Shevchenko. Jennifer vem de uma grande atuação contra Joanne Calderwood em agosto, saindo vitoriosa com uma chave de braço ainda no primeiro round e levando o prêmio de Performance da Noite. Vai para seu maior desafio da carreira.

Shevchenko e Maia trazem uma rivalidade desde os tempos de Invicta FC, mas somente agora o caminho das lutadoras se cruzou. A brasileira entra como franco atiradora e deve buscar a luta contra a campeã. Porém, é difícil imaginar um cenário em que Shevchenko seja dominada, e o mais provável é que ela controle o embate e aos poucos busque a vitória. 

 

Mauricio "Shogun" Rua x Paul Craig

Reedição de uma luta que acabou empatada em novembro de 2019, Maurício Shogun espera sair vitorioso contra Paul Craig e mostrar que ainda tem lenha para queimar aos 38 anos. Shogun vem de uma vitória sobre Rogério Minotouro, em luta que marcou a trilogia entre eles, enquanto que Craig finalizou Gadzhimurad Antigulov. O brasileiro vem em um de seus melhores momentos nos últimos anos, e embora não tenha a mesma capacidade física de seus tempos de Pride FC, usa sua experiência para voltar a vencer. Craig se mostra a cada apresentação um exímio finalizador, mas sua trocação ainda deixa a desejar, e sabe que contra Shogun não terá vida fácil caso queira levar a luta para o chão. Leve favoritismo para o Shogun.

 

Antonina Shevchenko x Ariane Lipski

Embate entre duas lutadoras que ainda não cumpriram com suas expectativas no UFC. A começar por Antonina, irmã mais velha de Valentina, mas que não conseguiu desenvolver sua luta da mesma forma que a campeã, sucumbindo facilmente a lutadoras com mais recursos. Já a brasileira Ariane Lipski, que leva o apelido de "Rainha da Violência", fruto de sua agressividade, vem buscando seu espaço na organização após perder suas duas primeiras lutas no UFC. Lipski vem de triunfos sobre Isabela de Pádua e Luana Carolina. O duelo promete ser aberto, com chances para os dois lados, sobretudo para um nocaute, mas não seria uma aberração se a luta fosse para a decisão.

Confira os demais combates:

 

Card Principal

Mike Perry x Tim Means

Katlyn Chookagian x Cynthia Calvillo

 

Card Preliminar

Brandon Moreno x Brandon Royval

Joaquin Buckley x Jordan Wright

Daniel Rodriguez x Nicolas Dalby

 

Preliminares Iniciais

Alan Jouban x Jared Gooden

Kyle Daukaus x Dustin Stoltzfus

Louis Cosce x Sasha Palatnikov