Conteúdo

Entusiasmado com a evolução da equipe, Mattia Binotto confia em terceiro lugar da Ferrari no mundial de construtores

21 de julho de 2021

(por Rafael Lima)
 

Uma das brigas mais difíceis de se fazer prognósticos nesta temporada da Fórmula 1 é a disputa pelo terceiro lugar no mundial de construtores, bastante acirrada entre Ferrari e McLaren.

Após uma enorme evolução de 2020 para este ano, Mattia Binotto, chefe da Ferrari, acredita que o time de Maranello pode terminar a temporada em terceiro, algo bem acima das expectativas da mídia especializada antes do início da competição (foi o sexto no ano passado).

“Está claro para mim que essa equipe é capaz de terminar em terceiro, e isso é algo que eu disse antes mesmo da temporada começar”, disse Binotto. “Sempre fizemos isso, exceto em 2020, e terminamos frequentemente em segundo. Essa é a nossa ambição. Não há dúvidas de que queremos melhorar em terceiro. Só que, antes de pensar nisso, nosso objetivo é melhorar todos os aspectos da equipe. Estamos fazendo isso. Nós estamos fazendo isso, nós já mostramos ritmo de corrida. Acho que terminar em terceiro vai ser apenas a consequência do trabalho duro”, seguiu.

No GP de Silverstone a vitória da Ferrari bateu na trave, com Charles Leclerc sendo ultrapassado por Lewis Hamilton na volta 50 de 52. Mesmo assim, Binotto sabe que o ritmo da escuderia de Maranello ainda está bem abaixo da Mercedes. “Não acho que estávamos no mesmo ritmo do Hamilton. Olhando os dados, vimos que ele estava poupando pneus naquele momento para evitar o risco de bolhas. É verdade que terminamos à frente do Bottas, mas isso tem muito a ver com o que vimos na Áustria com o Norris e o Bottas. Largar na frente e ter algum ritmo é fundamental. Essa é a importância da classificação e da posição final de grid”, finalizou o dirigente.

Apesar do otimismo do ferrarista, o time italiano segue em quarto lugar no mundial de construtores, com 148 pontos, contra 163 tentos da rival McLaren.