Conteúdo

Em mais uma grande noite de Khudobin, Stars seguram Lightning e fazem 1 a 0 na série

20 de setembro de 2020

(por Diego Dias)

O Tampa Bay Lightning mostrou o porquê de ser uma das equipes mais ofensivas da pós-temporada e pressionou bastante, mas o Dallas Stars soube deter as investidas do adversário e, com outra situação de gala de seu goleiro Anton Khudobin, aproveitou as poucas chances para fazer 3 gols e sacramentar no empty net o triunfo sobre os Bolts, abrindo 1-0 na série.

Os Stars começaram com tudo a partida. Rapidamente criaram as melhores chances, e não demoraram para forçar o erro do Lightning. Após Braden Point perder o disco, Roope Hintz achou Joel Hanley na área central. O defensor teve espaço para mandar um belo disparo sem chance de defesa para Andrei Vasilevskiy e abrir o marcador. Vasi, inclusive, evitou que os texanos aumentassem a vantagem ao fazer boas intervenções.

Até que em um lance sem muito perigo os Bolts chegaram ao empate.  Blake Coleman mandou um wrist shot que bateu na pad do goleiro Anton Khudobin. O disco sobrou para Alex Killorn que tocou de leve, o disparo acabou desviado por um jogador de Dallas e acabou dentro do gol. Mas Tampa continuou sem levar grande perigo a gol, assim como os Stars até o final do período. Embora muita velocidade, o jogo até então tinha poucas chances reais de gol.

Vasilevskiy começou o segundo período do mesmo jeito que terminou: focado em não levar gols. E em uma brilhante defesa impediu que Tyler Seguin recolocasse o time de Dallas no placar. Os Stars rondaram ainda mais a zona pintada, sobretudo pelas penalidades (ambas por Coleman) que os Bolts cometiam, deixando mais espaço para o bom sistema ofensivo da equipe. O volume de ataque seria premiado minutos depois, com Vasi dando rebote para Jamie Oleksiak, em chute do próprio, só empurrar para a redinha.

O Lightning também melhorou após o gol sofrido e passou a exigir mais de Khudobin, mas foi graças ao rápido contra-ataque dos Stars que saiu o gol. Como no segundo gol, Vasilevskiy deu rebote e Joel Kviranta mandou no ângulo (mas defensável) para fazer o terceiro gol texano a poucos instantes do segundo intervalo. Dois gols onde o ataque de Dallas esteve mais ligado do que a defesa de Tampa, que parecia sem o devido timing das jogadas.

Os Bolts foram para o abafa no terço final, impulsionados pelo power play concedido por John Klingberg com um hooking. Não fosse um Khudobin inspirado (como tem sido ao longo dos playoffs) e o time da Flórida teria capitalizado a oportunidade. O período foi todo ataque contra defesa praticamente o tempo todo, com Dobby salvando a pátria texana enquanto o ataque dos Stars dava um único chute no gol defendido por Vasi.

O alívio de Dallas só viria no minuto final, com Jason Dickinson anotando no empty net e definindo a vantagem texana na série.

Final: Dallas Stars 4-1 Tampa Bay Lightning

O jogo 2 acontece já nesta segunda-feira (21).