Conteúdo

Em jogo ruim mas emocionante, Jaguars vencem os Dolphins em Londres

17 de outubro de 2021

(por Henrique Gucciardi)

 

Os jogos em Londres costumam ser bem ruins, já que os jogadores fazem uma viagem longa e é difícil se acostumar com o fuso. Esse jogo não fugiu muito da norma. As defesas conseguiram fazer algumas jogadas, mas na maior parte do tempo os ataques erravam muito. O primeiro quarto até que viu alguma ação, com os Dolphins tendo uma excelente campanha inicial. Foram 13 jogadas (mais longa do time na temporada), 85 jardas e 7 minutos que acabaram em um passe de Tua para Jaylen Waddle. Falando no Tua, ele teve que jogar com uma proteção especial por conta da lesão na costela.

Após esse TD, os times trocaram field goals, com Matt Wright acertando um de 40 jardas para os Jaguars – primeiro do time em quase 300 dias – e Jason Sanders com um de 33 para Miami. No segundo quarto a desgraça começou, com 3 punts seguidos e mais um field goal curto dos Dolphins (24 jardas). Com o placar 13-3, parecia que o time finalmente conseguiria uma vitória após 4 derrotas consecutivas. Após mais dois punts, os Jaguars finalmente entraram na end zone, com uma LINDA recepção de Marvin Jones Jr. Os Dolphins ainda tiveram a chance de chutar mais um field goal antes do intervalo, mas Sanders não conseguiu conectar para 58 jardas. Com isso, os times foram para o vestiário com Miami liderando 13-10.

Com a bola e o momento do jogo, os Jaguars tiveram uma campanha com algumas jogadas explosivas, incluindo um passe para Jamal Agnew de 29 jardas e uma corrida para 24 jardas de James Robinson, e o próprio anotou um touchdown na jogada seguinte. Aqui as coisas ficaram um pouco estranhas. Após mais um punt dos Dolphins, Trevor Lawrence tinha a faca e o queijo na mão para abrir uma vantagem confortável. Mas o QB não viu Christian Wilkins, que forçou o fumble, recuperado por Miami. Literalmente uma jogada depois, Tua Tagovailoa fez um passe onde não tinha ninguém do time, mas tinha um defensor. Começando em uma excelente posição de campo, os Jaguars rapidamente foram para a red zone, mas Urban Meyer arriscou e falhou numa 4ª descida.

Miami virou o jogo em mais uma campanha longa, marchando 88 jardas e conseguindo o TD em mais um passe para Jaylen Waddle (fala dele). Com um punt de Jacksonville, novamente os Dolphins tinham a bola, e, num esforço espetacular, Brian Flores conseguiu ser o pior técnico do jogo. Na 3&1, em um passe dado como incompleto e que seria muito difícil reverter, ele desafiou a jogada e perdeu um pedido de tempo. Depois ele não arriscou na 4&1 no meio do campo, foi pro punt, achou que Jamal Agnew havia tocado na bola, o que resultaria em um fumble recuperado para TD dos Dolphins. Novamente, em uma jogada MUITO DIFÍCIL de reverterem (a orientação é mudar apenas se tiver evidência clara de erro) e perdeu mais um timeout nessa brincadeira.

Os Jaguars empatarm com um field goal bizarro de 54 jardas, com a bola parecendo que ia muito para fora, mas fazendo uma curva do nada e entrando por pouco. Ainda com pouco menos de 4 minutos, dava para acontecer muita coisa. Bem, os Dolphins usaram quase dois minutos, e dessa vez Flores tentou converter a 4ª descida – detalhe, no mesmo lugar do campo que ele foi pro punt antes – mas a defesa dos Jags segurou. Quando parecia que Lawrence iria para a hail mary e teríamos prorrogação, Jacksonville fez uma jogada muito inteligente. Em uma 4&8 fora do alcance de field goal, os Jaguars se posicionaram como se fossem para a hail mary, mas Lawrence fez um passe rápido para Laviska Shenault, convertendo a 4ª descida. Isso deu uma chance para o field goal de 53 jardas de Wright, que dessa vez colocou a bola bem no meio do Y.

Essa foi a primeira vitória de Lawrence e Meyer na NFL, e a primeira dos Jaguars desde a semana 1 do ano passado, quebrando a segunda maior sequência de derrotas da história. Foi também a primeira vez que um QB calouro venceu em Londres.  Já para os Dolphins essa foi a 5ª derrota consecutiva, e o time tem um começo decepcionante. Para piorar, o time não possui escolha de primeira rodada ano que vem, já que trocou com os Eagles no último Draft.