Conteúdo

Em jogo espetacular e polêmico, Suns derrotam Bucks na prorrogação

20 de abril de 2021

(por Sérgio Viana)
 

Que jogo fãs do esporte da bola laranja! É para isso que eu pago League Pass!

O jogo, somente pelas estrelas em quadra, já seria imperdível. Some-se ao contexto, o posicionamento de ambos na tabela e, principalmente, as aspirações de cada um na temporada. Qualquer resultado que não seja chegar às finais de suas respectivas conferências será frustrante para ambos. 

Foi um duelo insano, com nada menos que 24 mudanças de liderança no placar, 20 momentos de jogo empatado.

Chris Paul, nosso eterno "Paulinho Havaianas" escreveu mais um capítulo da história: com as 13 assistências de ontem, ele soma agora 10.145 assistências na carreira, passando a ser o quinto colocado no ranking. O que torna o feito ainda mais relevante é que ele ultrapassou Magic Johnson com 10.141. 

A temporada de Paul é sensacional. Tem conseguido se manter saudável, é a válvula de escape do time nos momentos difíceis, onde se vale de todo seu talento e experiência para mostrar seu valor nesse jovem e promissor elenco dos Suns. Com médias expressivas, o armador, no auge de seus 35 anos, parece que envelhece como um bom vinho e tem quase 16 pontos por jogo de média com 8.8 assistências. Nada mal para um veterano que ainda busca o seu primeiro anel de campeão.

Além das 13 assistências, Paul contribuiu com 22 pontos e 7 rebotes, em noite onde pelo menos 6 jogadores vieram para mais de 10 pontos, quem roubou a cena foi Devin Booker. A escolha número 13 do draft de 2015 de 24 anos jogou como veterano, não somente pelo flerte com triplo duplo, 24 pontos, 7 rebotes e 7 assistências, mas pela consistência de seu jogo e por dividir com Paul a responsabilidade de levar esse Suns à essa posição.

No lance que decidiu o jogo, Booker atraiu a marcação dupla de Holiday e Tucker contando e foi para o arremesso contando que haveria o contato, e ele veio, a falta foi marcada com o relógio marcando 0.3 para o final da prorrogação.

Tucker e Holiday foram a loucura, a marcação foi polêmica, revisada, mas na leitura deste que escreve, a falta foi vergonhosamente “cavada", mas aconteceu. Booker guardou o primeiro lance que deu a vitória e errou o segundo, propositadamente, para assegurar a 41ª vitória do time do Arizona.

 

Final: Milwaukee Bucks 127-128 Phoenix Suns (OT)

 

Pelo lado dos Bucks só faltou a vitória.

O time de Wisconsin teve noite inspirada de seu trio ofensivo. Giannis, que saiu machucado na prorrogação depois de dar um toco lindo em Booker, teve 33 pontos, seguido por Middleton com 26 e Holiday com 25 pontos. O time tem oscilado muito, não fosse isso estaria brigando pelo topo do leste contra 76ers e Nets, mas com somente 5 vitórias nos últimos 10 jogos, parece que a posição #3 deve ser seu resultado na temporada regular.

Tucker começa a ter o impacto defensivo que se espera dele e Portis tem contribuído vindo do banco. Boa notícia de DeVicenzo voltar à quadra, depois de perder dois jogos por um problema no pé, pois o time precisa de seus arremessos do perímetro para espaçar a quadra. Os comandados de Mike Budenholzer vão precisar mesmo apoiar Giannis na luta pelo leste, sob pena dele se tornar a mais nova próxima "estrela mimada insatisfeita" da NBA.

Os próximos jogos de ambos são contra o líder do leste, Philadelphia 76ers, os Suns na quarta (21) e os Bucks na quinta (22).

A conferir.