Conteúdo

Em jogo brigado, Rask e Varlamov brilham, mas é Marchand que garante a segunda vitória dos Bruins na série

4 de junho de 2021

(por Layo Lucena)

O terceiro jogo entre Boston Bruins e New York Islanders foi marcado por um duelo de goleiro, várias pancadas entre os dois times, além de ter sido decidido por um dos gols mais surpreendentes na temporada de 2021.

Em resumo, a partida, principalmente nos 60 minutos de tempo regulamentar, foi protagonizada por um duelo entre Tuukka Rask, goleiro do Boston Bruins, e Semyon Varlamov, goleiro do New York Islanders, que somaram 67 defesas no total. Além disso, ambas as equipes estavam com mais vontade de distribuir pancadas do que criar oportunidades de gol. No geral, foram 73 pancadas contra 70 disparos ao gol.

Smith, com cinco minutos de partida disputados, aproveitou um excelente passe de Hall e disparou buscando a parte superior de Varlamov que, para alguns, falhou no lance, o disco passou “voando” a toda velocidade e morreu no gol. Um a zero Bruins. A partir daí, tivemos nosso duelo entre Rask e Varlamov. No primeiro período, os Bruins ainda criaram mais seis oportunidades de gols, mas todas foram paradas por Varlamov. Já os Islanders disparam 13 vezes na etapa inicial, sendo a maioria defendida por Rask.

O segundo período não foi diferente, e ambos os goleiros continuaram a ser o destaque do confronto. Com nove minutos jogados, os Islanders tiveram um power play a favor e, com a oportunidade, foi lançado um “bombardeio” ao gol de Rask. Só nesse momento, o goleiro finlandês fez três excelentes defesas, contando com um disparo à “queima-roupa” de Beauvillier.

Já o terceiro período foi um pouco diferente. Os Bruins produziram mais ofensivamente, o que exigiu que Varlamov fizesse algumas defesas, destaque para uma sequência de quatro intervenções em um power play a favor da equipe de Boston, e não parou por aí. Nos 10 minutos finais, mais uma situação de vantagem numérica para os Bruins, mas que resultou em duas ótimas defesas de Varlamov. Faltando cinco minutos para o fim do terceiro período, os Islanders foram atrás do resultado. Em uma jogada bem trabalhada no lado defensivo dos Bruins, o time nova-iorquino chegou ao empate após perseverança de Barzal, que, mesmo com o disco em baixo de Rask, não desistiu e conseguiu empurrar o puck para o gol. Um a um. Beauvillier ainda teve uma chance em um contra-ataque rápido, mas Rask se redimiu do gol cedido e parou o disparo. E a decisão foi para a prorrogação.

O período extra começou “pegando fogo”. Logo nos primeiros três minutos, os Islanders exigiram que Rask fizesse uma dupla-defesa, ao parar um disparo de Eberle e, na sequência, um de Barzal. No lance seguinte, mais duas defesas de Rask após tentativas de Zajac e Palmieri. No total, os Islanders fizeram seis disparos ao gol, porém os Bruins só precisaram de apenas um. Faltando 16 minutos para o fim, Marchand, na ponta esquerda, fez um disparo despretensioso, sem ângulo e distante do gol,  mas que passou por Varlamov, que pareceu surpreso com a tentativa, bateu na trave oposta e morreu no gol. Dois a um, vitória do Boston Bruins.

Fim de jogo: Boston Bruins 2 x 1 New York Islanders (OT) - BOS 2 x 1 NYI   

Tuukka Rask (Bruins): 28 defesas

Brad Marchand (Bruins): um gol

Semyon Varlamov (Islanders): 39 defesa

As duas equipes voltam a se enfrentar neste sábado (5), em Nova Iorque.