Conteúdo

Em dia marcado por acidente de Schumacher, Perez faz a pole position na Arábia Saudita

26 de março de 2022

(por Mattheus Prudente)

Na classificação para a segunda etapa da temporada da Fórmula 1, na Arábia Saudita, a pole position ficou com uma “zebra”. O mexicano Sergio Perez fez a primeira pole de sua carreira e de seu país, superando as Ferraris de Charles Leclerc e Carlos Sainz, que ficaram em segundo e terceiro. Companheiro de Perez, Max Verstappen fez apenas o quarto tempo, depois de sofrer com aderência no Q3. 

O começo do treino classificatório foi tão caótico quanto o resto do fim de semana, com Nicholas Latifi perdendo a traseira de sua Williams e batendo, causando uma bandeira vermelha. . No retorno, a disputa entre Red Bull e Ferrari veio à tona novamente, e os dois carros de cada equipe entraram nas quatro primeiras posições, lideradas por Sainz. 

Outro piloto que apresentou problemas foi Yuki Tsunoda, com a AlphaTauri, não conseguindo ir para pista. Lewis Hamilton também não parecia estar muito bem, e entrou nos dois minutos finais fora do Q2. Mesmo fazendo uma volta que o tirava desse risco, Lance Stroll, logo em seguida, chegou para eliminar o britânico da Mercedes, sendo a primeira vez que ele fica no Q1 desde 2017, no Brasil. 

Além de Hamilton, ficaram fora do Q1: Alex Albon, Nico Hulkenberg, Latifi e Tsunoda, que não conseguiu resolver os problemas. 

A proximidade entre as duas principais equipes do grid se mostrava ainda mais no Q2, quando os quatro primeiros ficavam separados por menos de dois décimos. Valtteri Bottas e Fernando Alonso também estavam muito bem, colocando seus carros em quinto e sexto. Lando Norris também conseguia levar sua McLaren bem, apesar de todos os problemas. 

Com pouco menos de cinco minutos para o fim do Q2, uma pancada forte interrompeu a sessão novamente, quando Mick Schumacher perdeu o controle de sua Haas e bateu com violência contra o muro. O piloto alemão ficou alguns minutos dentro de seu carro, enquanto os médicos avaliavam a sua situação. A Haas logo confirmou, em suas redes sociais, que Mick estava consciente, mas foi levado ao centro médico. 

Depois de quase uma hora de paralisação, o Q2 foi retomado. Sainz veio com muita agressividade para tomar o primeiro tempo de seu companheiro de equipe. Um pouco mais abaixo, Kevin Magnussen e Esteban Ocon melhoraram seus tempos, jogando Norris para ficar fora do Q2. Seu companheiro, Daniel Ricciardo, também não conseguiu passar. Além deles, Zhou Guanyu, Schumacher e Stroll também não entraram nos dez primeiros. 

O Q3 trouxe uma disputa direta entre as Ferraris, quando Sainz conseguiu superar Leclerc por menos de um décimo. Perez também fez uma boa volta, se colocando em terceiro, enquanto Verstappen reclamou da falta de aderência dos pneus e ficou apenas em sexto. Bottas e Ocon também fizeram boas voltas, assim como George Russell. 

Indo para a última tentativa, Leclerc cresceu para conseguir ultrapassar o seu companheiro de equipe e conquistar a pole provisória. No entanto, a Red Bull apareceu, mas não com Verstappen, e sim com Perez, que fez o melhor tempo e largará na frente. Max, por sua vez, fez apenas o quarto tempo, ficando atrás das duas Ferraris. 

Confira o grid de largada para o GP da Arábia saudita: 

1º - Sergio Perez (Red Bull) 
2º - Charles Leclerc (Ferrari) 
3º - Carlos Sainz (Ferrari) 
4º - Max Verstappen (Red Bull) 
5º - Esteban Ocon (Alpine) 
6º - George Russell (Mercedes) 
7º - Fernando Alonso (Alpine) 
8º - Valtteri Bottas (Alfa Romeo) 
9º - Pierre Gasly (AlphaTauri) 
10º - Kevin Magnussen (Haas) 
11º - Lando Norris (McLaren) 
12º - Daniel Ricciardo (McLaren) 
13º - Zhou Guanyu (Alfa Romeo) 
14º - Mick Schumacher (Haas)* 
15º - Lance Stroll (Aston Martin) 
16º - Lewis Hamilton (Mercedes) 
17º - Alex Albon (Williams) 
18º - Nico Hulkenberg (Aston Martin) 
19º - Nicholas Latifi (Williams) 
20º - Yuki Tsunoda (AlphaTauri)