Conteúdo

Em combate folclórico, Popó nocauteia Whindersson Nunes em pé, mas com regras duvidosas combate termina empatado

31 de janeiro de 2022

(por Rafael Lima)
 

O Fight Music Show, em Balneário Camburiu, reuniu muita gente para ver o fenômeno Whindersson Nunes enfrentar o tetracampeão mundial de boxe Acelino “Popó” Freitas.  

A luta foi uma exibição onde Popó, mesmo aos 46 anos, mostrou que ainda está em forma, porém, acertou vários golpes no comediante sem a intenção de nocautear, se quisesse fazer isso, o combate não duraria um round. 

No sexto assalto, mesmo não querendo nocautear, Popó acertou um cruzado que nocauteou Whindersson de pé, porém, o juiz deu tempo para o youtuber se recuperar e deixou o duelo seguir. 

Os dois últimos rounds encerraram antes do tempo para garantir que Whindersson aguentasse chegar até o fim, terminando o confronto, claramente vencido por Popó, empatado.

Ao final, Whindersson Nunes fez uma campanha para que Popó atingisse um milhão de seguidores no Instagram e conseguiu atingir a meta. O pugilista desafiou ao vivo José Aldo para um combate de boxe, enquanto Whindersson lançou seu desafio para o youtuber americano Logan Paul.

Nos outros combates do evento, vale destacar a boa luta entre os ex-UFC Rogério Minotouro Nogueira e Leonardo ‘Leleco’, que fizeram um duelo parelho, decidido nos detalhes a favor de Minotouro, que demonstrou muita técnica para sair vitorioso. 

Além deste, outro confronto que chamou a atenção foi o de Esquiva Falcão, medalha de prata nas Olimpíadas de Londres, contra o ex-BBB, Yuri Fernandes. O boxeador deu um verdadeiro show e assim como Popó, pegou leve para não nocautear a celebridade, porém, mesmo assim, acabou acelerando demais no sexto assalto, vencendo por interrupção médica. 

Outros resultados:

MMA - Andressa Romero venceu Stephanie Luciano por decisão unânime

Kickboxing - Higor Merlin venceu Matheus Aires por decisão unânime

MMA - Marco Túlio venceu Glaico França por nocaute

MMA - Mario Sousa venceu Antônio Gordilho por nocaute

MMA - Marcelo Marques venceu Pedro Machado por decisão unânime