Conteúdo

Earl Thomas é procurado pela polícia por supostamente violar ordem protetiva

7 de maio de 2022

(por Layo Lucena)

Segundo o ‘Austin American-Statesman’, um mandado de prisão foi emitido por um juiz em Austin, Texas, para o ex-jogador da NFL, Earl Thomas.

De acordo com a polícia, Thomas violou uma ordem de proteção judicial ao enviar mensagens ameaçadoras a uma mulher sobre ela e seus filhos. Registros judiciais obtidos pelo ‘American-Statesman’ observam que o mandado foi assinado em 27 de abril. O ex-safety teria cometido um crime de terceiro grau, violando a ordem de proteção duas ou mais vezes em 12 meses.

Trey Dolezal, advogado e agente esportivo de Austin, que está representando Thomas em um divórcio em andamento, diz que o mandado decorre de Thomas entrar em contato com sua esposa para ver seus filhos. Ele acrescentou que enviou uma mensagem a Thomas notificando-o do mandado de prisão.

"Eles estavam trabalhando juntos consciente e coletivamente para ver seus filhos", disse Dolezal ao ‘American-Statesman’. "Eu realmente não entendo como ele pode estar em violação ao trabalhar em conjunto para visitar seus filhos”.

A ordem de proteção afirmava que Thomas tinha permissão para se comunicar com a mulher apenas por meio de um aplicativo de telefone de co-parentalidade. A mulher disse à polícia que Thomas não estava disposto a baixar o aplicativo e, em vez disso, entrou em contato por telefone e chegou sem avisar.

Mais recentemente, Thomas teria começado a enviar mensagens de texto ameaçadoras para a mulher sobre ela e seus filhos. A polícia diz que Thomas enviou uma mensagem de texto para a mulher em 18 de abril dizendo que ele obteve duas armas. Mais tarde naquele dia, ele mandou uma mensagem: "Esperar de mãos dadas é por isso que vou chutar sua bunda".

No dia seguinte, a polícia diz que Thomas enviou as seguintes mensagens de texto: "Espero que você esteja no carro com ele e as crianças e saiam da estrada'' e "Eu vou deixar minha mãe e meus primos envenenarem a bunda deles (seus filhos)".

Nina Thomas, esposa de Earl Thomas, pediu o divórcio em novembro de 2020. Isso aconteceu depois que ela foi presa pela polícia em maio de 2020, quando supostamente ela teria apontado uma arma carregada para a cabeça de Earl Thomas depois de invadir uma casa de férias e encontrá-lo com outra mulher.

Thomas foi selecionado na primeira rodada do draft de 2010 pelo Seattle Seahawks. O defensor passou nove anos com a franquia antes de assinar com o Baltimore Ravens, em 2019. Em agosto de 2020, Thomas entrou em uma briga com um companheiro de equipe, Chuck Clark. O safety acabou sendo cortado pela equipe depois de ter dado um soco em Clark durante o treino. Apenas algumas semanas atrás, Thomas afirmou que queria retornar à NFL após um hiato de dois anos.