Conteúdo

Dustin Poirier choca o mundo, Michael Chandler “chega chegando” e o UFC 257 apresenta lutas fantásticas

24 de janeiro de 2021

(por Rafael Lima)
 

O Ultimate apresentou seu primeiro evento numerado de 2021, o UFC 257, que contou com a presença de público reduzido em Abu Dhabi, na Ilha da Luta. O combate principal era a revanche entre Dustin Poirier e Conor McGregor, que venceu rapidamente no primeiro encontro entre os dois. Além do duelo principal, as atenções também estavam voltadas para a estreia de Michael Chandler, que tinha pela frente o perigoso Dan Hooker. 

A expectativa era fantástica e o UFC 257 entregou lutas e performances emocionantes. Confira tudo o que aconteceu no primeiro grande evento do ano: 

 

Card Principal

Maior vitória da carreira! Dustin Poirier vence Conor McGregor por nocaute no segundo round

Novamente Dustin Poirier e Conor McGregor frente a frente no octógono. Segunda luta entre dois dos mais empolgantes lutadores do UFC, marcando o retorno do irlandês ao octógono depois de um ano. Ambos gostam da luta em pé, mas os estilos são diferentes, Poirier trabalha com o coração e com bom volume de golpes, andando para frente o tempo todo, enquanto McGregor é cirúrgico, sabe trabalhar o contragolpe como quase ninguém e é um nocauteador nato. Os dois nutrem um respeito mútuo e uma rivalidade interessante e o combate trazia todos os ingredientes para ser fantástico.

A luta começou com Conor McGregor indo com tudo para cima, desferindo golpes rápidos, mas não conseguindo acertar em cheio. Poirier conseguiu levar o embate para o chão, mas não demorou muito para McGregor se levantar, só que as ações eram reduzidas ao dirty boxe no clinche. Com ambos no centro do octógono, McGregor foi acertando belos e potentes jabs, indefensáveis para Poirier, que tentava contra-atacar, mas sem contundência. 

Conor voltou ainda mais inteiro no segundo round, dominando o combate e desferindo um bom volume de golpes. O irlandês controlava o centro do cage e batia muito mais, porém, numa reviravolta incrível, Poirier alinhou uma boa sequência de golpes, uma esquerda balançou McGregor e Dustin Poirier passou a soltar uma bela variedade de socos, não deixando o adversário respirar, até um cruzado de esquerda levar Conor à lona como nunca na carreira, num nocaute espetacular do americano.

 

Estreia fulminante! Michael Chandler vence Dan Hooker por nocaute técnico no primeiro round

O esperado combate entre o striker Dan Hooker e o estreante no UFC Michael Chandler, ex-campeão do Bellator, trazia a expectativa de se tornar a luta da noite. Ambos são lutadores completos, Hooker levava muita vantagem no tamanho e na envergadura, mas Chandler é dono de um preparo físico invejável, além de ser muito resistente. 

O duelo começou com muito estudo, Chandler ficou dominando o centro do octógono tentando ir pra cima, Hooker mantinha o adversário afastado sem muita ação. Porém, Chandler com um direto de direita no abdômen combinado com uma esquerda poderosa levou Hooker à lona. Michael Chandler deu uma saraivada de golpes por cima e obrigou o juiz a encerrar o combate rapidamente. 

 

Na técnica! Joanne Calderwood vence Jessica Eye por decisão unânime 

Uma luta entre duas lutadoras bem ranqueadas no ranking peso-mosca, buscando um title shot em caso de vitória.

Ambas começaram em ritmo frenético. Jéssica Eye foi pra cima com socos retos e muita pressão. As duas se bateram no clinche, mas Jessica Eye pressionou demais, com golpes duros no rosto de Calderwood. A escocesa se salvava com clinches de Muay Thai para quebrar o ritmo, mas Eye era muito mais agressiva. Joanne Calderwood demonstrava mais técnica, porém, era mais lenta que Jessica, demonstrando pouca eficiência. 

Jessica Eye voltou colocando pressão novamente, disposta a não deixar Joanne respirar, porém, desta vez, Calderwood contra-atacava com mais eficiência. Apesar disso, o volume de golpes de Eye era maior. Usando bem as pernas, Calderwood passou a bater mais, mas nada fazia Eye parar de andar para frente. Calderwood era melhor, mas Jessica conseguiu colocar o combate no chão, terminando o assalto por cima.

No terceiro round novamente Eye foi pra cima, mas sem o ímpeto dos dois primeiros assaltos e Joanne Calderwood, mesmo com menos volúpia, acertava bem mais golpes e pontuava para levar a luta. As duas esgotadas, mas Joanne com a certeza da vitória. 

 

Espetacular! Makhmud Muradov vence Andrew Sanchez por nocaute técnico no terceiro round 

Batalha entre dois lutadores empolgantes que buscam sempre terminar o combate na via rápida. 

Os dois lutadores foram decididos a trocar golpes e esse tipo de luta claramente favorecia Makhmud Muradov, que era mais veloz, trocava de base e batia muito mais. Andrew Sanchez absorvia bem os golpes e continuava caminhando para cima. O americano tentava enquadrar, mas Muradov levou vantagem.

O segundo round começou da mesma forma, com Sanchez indo para cima e Muradov jogando no contra-ataque. Mas, desta vez, Sanchez estava melhor, porém, acabou dando um golpe baixo involuntário. No retorno, Sanchez seguiu melhor, mas não tinha contundência por não “encontrar” Muradov com seus golpes. Ao longo do assalto Muradov foi crescendo e soltando mais o seu jogo, tocando o americano mais. Na reta final, Muradov acertou uma bela sequência que pode ter virado o round a favor dele. 

No terceiro round Andrew Sanchez foi para tentar o nocaute, enquadrando novamente Makhmud, acertando um direto no rosto para marcar o bom momento, mas um “mata-cobra” de contragolpe desferido por Muradov tirou Sanchez de órbita. Muradov seguiu batendo para terminar o combate de forma espetacular. 

 

Direto fantástico! Marina Rodriguez vence Amanda Ribas por nocaute técnico no segundo round

O duelo entre duas lutadoras brasileiras muito promissoras que entraram no octógono em busca das primeiras posições do ranking peso-palha. Um choque de estilos, já que Marina Rodriguez é adepta da luta em pé, enquanto Amanda Ribas é uma exímia lutadora de judô e Jiu Jitsu.

A luta começou com algum estudo e, após  uma breve trocação, Amanda Ribas conseguiu  levar o combate para o chão e forçou uma chave de cervical. Marina Rodriguez conseguiu resistir, mas o domínio de Amanda era enorme. Ela novamente buscou a chave de cervical sem sucesso, mas continuou dominando o combate.

No segundo round Marina Rodriguez foi pra cima tirar a desvantagem e, num contragolpe com um “diretaço” de direita, fez Amanda dobrar os joelhos. Herb Dean ameaçou encerrar o combate e Marina não bateu mais, acreditando que havia vencido. O juiz falou que não tinha parado, fazendo Marina ir pra cima desferindo jabs e diretos, nocauteando Amanda em pé.

 

Card Preliminar

 

Na base da luta agarrada! Arman Tsarukyan vence Matt Frevola por decisão unânime

Matt Frevola até que tentou fugir do bom jogo de luta agarrada de Arman Tsarukyan, mas a pressão do armênio aumentava a cada round, dominando completamente o combate. Além do bom grappling, Tsarukyan aplicava golpes o tempo todo, mas o nocaute não aconteceu e ele teve que se contentar com o triunfo por pontos. 

 

Não deu para o Brasil! Brad Tavares vence Antônio Carlos “Cara de Sapato” por decisão unânime

O havaiano Brad Tavares, mais experiente no UFC, soube se defender bem das quedas tentadas por "Cara de Sapato” e, alem disso, demonstrou um boxe bem mais afiado que o do brasileiro para pontuar em pé. Mais lento, Cara de Sapato “engolia” os golpes, mas não balançava. Sem conseguir levar a luta para o chão, o brasileiro acabou derrotado merecidamente por pontos.

 

Levou o pescoço pra casa! Julianna Peña vence Sara McMann por finalização no terceiro round

Sara McMann começou melhor, impôs seu jogo de wrestling para dominar a adversária, mas, no segundo round o combate demonstrou maior equilíbrio, embora McMann levava pequena vantagem. Apesar disso, o terceiro assalto foi um passeio de Peña, que conseguiu uma bela queda de judô e passou a golpear a experiente americana, que mesmo com a vivência no MMA, deu as costas para Julianna Peña, que aplicou o mata-leão da virada.

 

Manteve a invencibilidade! Movsar Evloev vence Nik Lentz por decisão dividida

Combate muito equilibrado e de momento distintos. Depois de um belo primeiro round de domínio, Nik Lentz cansou e permitiu que Movsar Evloev  crescesse na luta, desferindo golpes que machucaram Lentz.  Evloev demonstrou belo preparo físico e conseguiu uma difícil vitória.

 
Amir Albazi vence Zhalgas Zhumagolov por decisão unânime

Zhalgas Zhumagolov começou melhor, buscando a luta em pé, porém, com o passar da luta, Amir Albazi foi aplicando uma pressão maior no adversário, merecendo o nocaute ou a finalização. Apesar disso, mesmo não conseguindo acabar pela via rápida, Albazi conseguiu uma bela vitória.