Conteúdo

Duelo de pivôs europeus e de jovens armadores; Kuzma batendo o relógio na prorrogação; Rockets subindo e mais da quarta-feira

9 de dezembro de 2021

(Por Diego Dias)

Na movimentada rodada de quarta-feira (08) da National Basketball Association, o foguete decolou. O Houston Rockets, então fadado à brigar pela pior campanha na temporada, somou mais uma grande vitória sobre o Brooklyn Nets, um dos postulanntes ao título (se saudável). Se aproveitando da ausência do poupado Kevin Durant e do desgaste dos Nets em back-to-back, os Rockets desequilibraram o confronto a partir do 2º quarto ao se desgarrarem no placar e colocar 20 de frente (49x29), que foi importante para a equipe assumir de vez o controle. Os Nets ainda tentaram conter a sangria no último quarto com uma run de 10x0 em cestas de James Harden e Patty Mills, mas os 12 pontos de Garrison Matthews no período colocar uma exclamação no resultado.

Quem também conquistou um belo resultado positivo foi o Cleveland Cavaliers. A equipe usou do jogo coletivo para envolver o Chicago Bulls desde o início, liderando no placar na grande parte do duelo. A partir do 3º quarto, os Cavs tomaram conta das ações e abriram 78x56 no placar com boas cestas de média e longa distância de Kevin Love, Darius Garland (cestinha da noite com 24 pontos) e do calouro Evan Mobley, além de uma enterrada do ex-Bull Lauri Markkanen. Mesmo com outra grande atuação do trio Zach Lavine (23 pontos), Lonzo Ball (19) e Nikola Vucevic (18 pontos, 12 rebotes), Chicago viu a série de 4 vitórias se acabar.

Na partida com a pontuação mais alta da rodada, os armadores Cole Anthony e De'Aaron Fox anotaram 33 pontos cada e travaram bom duelo, mas quem se deu melhor foi o Sacramento Kings. Os californianos venceram pela terceira vez seguida desde a saída do técnico Luke Walton e atingiram sua melhor marca em pontos, ao mesmo tempo que sofreram a maior quantidade de pontos. O duelo não poderia deixar de ser equilibrado, com os Kings liderando a maior parte e o Orlando Magic se mantendo próximo, com Mo Bamba acertando uma cesta de longe no estouro do relógio no 2º quarto e uma sequência de 7 pontos de Terrence Ross no 3º. Mas no último quarto Sacramento abriu vantagem com 11 pontos de Tyrese Haliburton, que matou três bolas seguidas do perímetro, e a diferença da casa dos 15 pontos seguiu até o final.

Outro duelo ferrenho foi entre os pivôs Jonas Valanciunas e o atual MVP Nikola Jokic. O Denver Nuggets começou melhor a partida e liderou na primeira metade, mas o New Orleans Pelicans não deixou a diferença passar de 10 pontos e conseguiu cortar a desvantagem no 3º quarto, chegando a liderar por 5 (95x90) a poucos minutos do fim. Uma bandeja de Jokic a 16 segundos pro soar sa sirene colocou os Nuggets na frente por 105x103, mas no ataque seguinte um tapinha de Valanciunas (principal pontuador de New Orleans com 27) empurrou a disputa para o tempo extra. No overtime os dois protagonizaram um verdadeiro duelo de gigantes, com o sérvio anotando 9 pontos seguidos e o lituano dando um toco espetacular em "The Joker". Mas os sucessivos erros dos Pelicans acabaram determinentes para a derrota.

O Detroit Pistons, em má fase, até esteve na frente no placar em boa parte da partida, embalados pelo inspirado Jerami Grant (cestinha com 28 pontos). Mas o Washington Wizards reagiu na parte final do 3º quarto e passou na frente, abrindo 13 pontos (103x90) no quarto final. Era até então a maior margem da noite. Mas uma cesta de três pontos de Frank Jackson ajudou os Pistons a encostar para 104x102 a menos de 2 minutos do final. nos segundos finais, Bradley Beal converteu um floater e deixou Washington perto da vitória antes de Isaiah Stewart e Grant forçarem a prorrogação. No tempo extra o calouro Cade Cunningham anotou 8 pontos, incluíndo a bandeja que empatou em 116 pontos e fazendo outro overtime parecer iminente. Mas aí brilhou a estrela de Kyle Kuzma ao acertar uma cesta do corner a 0.6 segundos e ser o heroi improvável dos Wizards.

Em outra partida decidida no apagar das luzes, o Oklahoma City Thunder reverteu uma desvantagem que ficou em torno dos dez pontos desde o 2º quarto e abriu 14 (97x83) no último período comandados por Shai-Gilgeous Alexander, que anotou 16 pontos no 3º quarto. O Toronto Raptors, que não contou com os lesionados OG Anunoby, Precious Achiwua e Khem Birch ainda teve a boa atuação de Fred VanVleet no 4º quarto anotando 14 pontos e eliminando a vantagem do Thunder. Faltando 18 segundos, Justin Champagne colocou Toronto à frente com um tiro curto e pareceia ser o heroi dos canadenses, mas Shai driblou e achou Mike Muscala livre no perímetro, que anotou a cesta da vitória de OKC com 9 segundos no relógio, que novamente mostrou poder de reação para vencer.

Destaques da quarta-feira

- Cestinha: Nikola Jokic, com 39 pontos
- Melhor jogador: Nikola Jokic (11reb, 11ast), que teve 11 dos 39 pontos anotados na prorrogação
- Melhor atuação coletiva: Cavs, que deu 28 assistências e teve 6 jogadores acima dos 10 pontos
- Jogada decisiva: Cesta de três pontos de Kyle Kuzma dando a vitória na prorrogação
- Jogo da rodada: Pelicans x Nuggets
- Sinal vermelho: Pistons, derrotados pela 10ª vez consecutiva
- Sinal amarelo: Knicks, que outra vez veem a performance da defesa de perímetro custar uma partida
- Sinal verde: Rockets, que depois de 15 derrotas seguidas já somam 7 vitórias

Todos os resultados

New York Knicks 102 @ 122 Indiana Pacers
Brooklyn Nets 104 @ 114 Houston Rockets
Denver Nuggets 120 @ 114 New Orleans Pelicans (OT)
Philadelphia 76ers 110 @ 106 Charlotte Hornets
Oklahoma City Thunder 110 @ 109 Toronto Raptors
Milwaukee Bucks 104 @ 113 Miami Heat
Chicago Bulls 92 @ 115 Cleveland Cavaliers
Washington Wizards 119 @ 116 Detroit Pistons (OT)
Boston Celtics 111 @ 114 Los Angeles Clippers
Dallas Mavericks 104 @ 96 Memphis Grizzlies
Portland Trail Blazers 94 @ 104 Golden State Warriors
Orlando Magic 130 @ 142 Sacramento Kings
Utah Jazz 136 @ 104 Minnesota Timberwolves