Conteúdo

Doncic leva a melhor sobre Jokic, e Dallas vence Denver em uma partida espetacular com direito à prorrogação

8 de janeiro de 2021

(por Matheus Correia) 

Confrontos entre Dallas Mavericks e Denver Nuggets são interessantes não só pela qualidade de ambas as equipes, mas pelo duelo entre as duas estrelas europeias. E como se era de esperar, ambas deram um show.  

Denver começou a partida com velocidade e intensidade, enquanto Dallas preferiu confiar na habilidade de playmaker de Doncic. Os Nuggets tiveram uma sequência de 11 pontos logo no início, o que serviu para vencerem o período mesmo com Dallas se recuperando. Jamal Murray fez de tudo no primeiro quarto, tanto distribuindo assistências quanto pontuando, convertendo inclusive um buzzer-beater espetacular próximo ao meio da quadra.  

Percebendo que Doncic estava ficando sobrecarregado no ataque, Dallas resolveu descentralizar o jogo ofensivo e dar mais oportunidades de criação de jogadas para Tim Hardaway Jr. e Josh Richardson. Denver acabou sendo menos eficiente no segundo quarto, graças à excelente atuação defensiva dos Mavericks. A equipe procurou explorar a falta de mobilidade e agilidade do gigante Boban Marjanovic para atacar a cesta, o que acabou tendo sucesso. O primeiro tempo da partida acabou com o placar de 52 a 43 favorecendo os Nuggets. 

O terceiro quarto foi muito mais eficiente para ambas as equipes, com mais de 60% de aproveitamento nos arremessos de field-goal para os dois lados. Na primeira metade do período a impressão era de que Denver ampliaria ainda mais o placar, com Dallas perdendo muita qualidade defensiva sem Josh Richardson e Dorian Finney-Smith em quadra. Já nos minutos finais, Dallas conseguiu encostar no placar, após uma bola de três de Tim Hardaway Jr. e uma excelente jogada de Doncic, cortando entre a defesa de Dallas com um eurostep e finalizando na cesta com uma bandeja espetacular.  

Os Mavs conseguiram o empate mesmo com Doncic descansando e Nikola Jokic comandando o ataque dos Nuggets mantendo a equipe no confronto. Porém, o pivô sérvio ficou sobrecarregado, cometeu turnovers, e Dallas virou o placar. Ainda assim, Jokic fez de tudo para manter sua equipe viva, anotando 10 dos 12 pontos de Denver nos últimos 3 minutos da partida. A vitória no tempo regulamentar ficou muito perto das mãos de Dallas após o alemão Maxi Kleber, outro europeu que se destacou no confronto, anotar uma cesta de três pontos com apenas 2.4 segundos restantes no relógio, deixando o placar em 109 – 107. Porém, na saída de bola dos Nuggets, Jokic recebeu a bola de Will Barton no lado esquerdo da quadra adversária e anotou um buzzer-beater de média distância em cima de Willie Cauley-Stein para levar o jogo par a prorrogação.  

No tempo-extra, Dallas contou com boa atuação da dupla Doncic-Kleber para vencer o confronto. Enquanto Doncic resolveu no ataque, anotando 9 pontos na prorrogação, Kleber foi espetacular defensivamente. Dallas abriu vantagem no placar após uma boa sequência de cinco pontos de Josh Richardson, mas viu Jokic convertendo uma cesta de três pontos e mantendo um fio esperança vivo para os Nuggets. Entretanto, Doncic converteu um belo fadeaway logo em seguida, e sacramentou o resultado final após ir a linha de lance livre e converter ambos.  

 

Final: Dallas Mavericks 124-117 Denver Nuggets


 

Luka terminou o confronto com 38 pontos, 9 rebotes, 13 assistências e 4 steals, com 59% de aproveitamento de field-goal (13/22). Finney-Smith e Josh Richardson também foram bem em quadra, com 14 pontos cada.  

Jokic também anotou 38 pontos, completando a performance com 11 pontos, 4 assistências e 2 steals. Jamal Murray foi excelente no primeiro tempo, anotando 21 pontos, 4 rebotes e 9 assistências, mas com certeza deixou a desejar na reta final da partida, principalmente na prorrogação.