Conteúdo

Djokovic vai à final em Paris e quebra mais um recorde na história do tênis masculino

6 de novembro de 2021

(Por Leonardo Costa)

  

Neste sábado, Novak Djokovic, líder do ranking, venceu o Hubert Hurkacz pelas semifinais do Masters 1000 de Paris e chegou a mais uma final em sua carreira. Entretanto, o triunfo do sérvio teve um gostinho muito especial.

Com a vitória, Djoko garantiu o posto de nº1 do ranking até o final da temporada, tornando-se o único tenista do masculino a conseguir o feito em sete temporadas diferentes, deixando para trás o lendário Pete Sampras, que terminou seis ano no topo da lista. Rafael Nadal e Roger Federer, principais rivais de Djokovic na carreira, terminaram como líderes do ranking em cinco oportunidades. 

A meta agora para o sérvio é igualar, e até mesmo tentar ultrapassar, Steffi Graf, tenista alemã que liderou o circuito WTA em oito oportunidades durante a carreira.

Além de 2021, Djokovic terminou as temporadas de 2011, 2012, 2014, 2015, 2018, e de 2020 como líder do circuito. Uma bestialidade.

Seu rival na final em Paris será o russo Daniil Medvedev, que despachou Alexander Zverev na semifinal.