Conteúdo

Deshaun Watson volta a ser assunto de troca entre Miami Dolphins e Houston Texans que envolveria Tua Tagovailoa

20 de outubro de 2021

(por João Zarif)
 

O prazo limite para negociações na NFL para a temporada de 2021 está a cerca de duas semanas de distância, mas parece que há potencial para uma negociação de grande impacto acontecer em breve. De acordo com John McClain do Houston Chronicle, o Houston Texans e o Miami Dolphins podem estar fechando uma negociação enviando Deshaun Watson para o sul da Flórida. McClain colocou que: “Os Texans podem finalmente estar se aproximando de trocar o quarterback Deshaun Watson com os Miami Dolphins ... um negócio pode ser fechadl esta semana, de acordo com pessoas familiarizadas com as negociações ... [e se eles forem] incapazes de consumar o negócio esta semana, eles querem terminar dentro do prazo da liga.”  

Os rumores sobre Watson e os Dolphins giraram desde a inter-temporada, depois que o quarterback declarou suas intenções de nunca mais jogar para a franquia de Houston. Mantendo uma cláusula de proibição de negociação em seu contrato, acredita-se que Watson tenha nomeado os Dolphins como seu destino preferido. Provavelmente, um acordo poderia ter sido feito antes, se não fosse por mais de 20 mulheres que alegaram que Watson as agrediu sexualmente. A maioria dessas alegações foi feita em processos civis contra Watson, embora também existam algumas queixas criminais. Os casos de Watson decorrem principalmente de massoterapeutas que alegaram toque inadequado de Watson, bem como demandas de ações inadequadas por parte de Watson.

Miami também usou uma escolha entre os 10 melhores do draft do quarterback Tua Tagovailoa em 2020. Desistir de uma escolha importante tão rapidamente depois de selecioná-lo é raro. McClain acrescenta que as franquias têm falado sobre Watson "intermitentemente por meses", mas agora essas discussões "se intensificaram em negociações sérias".

Acredita-se que Houston está pedindo pelo menos três escolhas no primeiro turno do draft e duas escolhas no segundo turno em troca de Watson. As equipes geralmente se recusam a pagar tanto por um jogador, ainda mais em troca de um que pode ser suspenso pela NFL ou pode enfrentar ramificações criminais mais sérias das acusações contra ele.