Conteúdo

Deiveson Figueiredo vence como um grande campeão. Shevchenko defende cinturão e mais no UFC 255

22 de novembro de 2020

(por Victor Cutralle e Rafael Lima)

 

O UFC 255 era um evento muito especial para os brasileiro, pois apresentava em seu card a primeira defesa de cinturão dos moscas de Deiveson Figueiredo. Além disso, Jennifer Maia buscava tomar o cinturão de Valentina Shevchenko, Maurício Shogun tinha um “tira-teima” com Paul Craig e Ariane Lipski tentava se colocar no ranking peso-mosca feminino.

Com mais derrotas do que vitórias para o Brasil, confira como foi o evento que solidificou o nome de Deiveson Figueiredo entre os melhores do mundo.

 

Card Principal

 
Deiveson Figueiredo vence Alex Perez por finalização no primeiro round

Primeira defesa de cinturão do Deus da Guerra Brasileiro, Deiveson não luta apenas por seu legado e sua carreira, mas pela existência da categoria dos pesos moscas, que por ser rasa e não possuir grandes nomes, corre o risco de ser extinta na organização.

O combate abre com o desafiante já tentando chutar o campeão, mas não acerta e acaba sendo respondido com um chute nas costelas pelo brasileiro.

Com muita segurança o campeão vai acuando e encaixando golpes mais pesados no desafiante, que tenta aplicar uma queda no brasileiro. Após fazer um pouco de resistência, Deiveson faz uma transição atacando a perna do desafiante. Após desequilibrar o americano, acaba ficando na guarda do brasileiro, que encaixa uma guilhotina sem maiores desafios. Vitória segura do campeão.

Vitoria por finalização/guilhotina para Deiveson Figueiredo


 
Valentina Shevchenko vence Jennifer Maia por decisão unânime

A dominante campeã Valentina Shevchenko coloca seu título em jogo contra a brasileira Jennifer Maia em uma luta que tem tudo para ser emocionante.

A luta começa com pouco estudo e as lutadoras tentando impor volume e danos. Após alguns golpes trocados, Valentina aplica uma queda e começa a trabalhar por cima da brasileira. Mesmo na guarda, tenta aplicar golpes, enquanto a brasileira, por baixo, vai tentando travar a campeã.

Passam boa parte do round na mesma posição, com a campeã por cima, trabalhando de maneira travada e a brasileira tentando capitalizar alguns golpes mais tímidos. O round vai terminando, sem nenhum movimento contundente e sem nenhuma grande emoção.

Round favorável a Valentina Shevchenko.
 

Segundo round começa de maneira acelerada, com uma breve trocação e com a campeã aplicando uma queda, mas é raspada pela brasileira. Maia gruda a campeã na grade e começa a trabalhar o “dirty boxing” e o clinch.

A campeã tenta explodir e sair da grade, mas acaba sendo empurrada e prensada na grade novamente. Parece que a brasileira possui mais força que a campeã. Maia vai aplicando joelhadas nas pernas de Valentina e consegue aplicar uma queda na campeã, iniciando o ground and pound. De maneira cadenciada, vai pressionando Valentina na grade e trabalhando as posições.

Consegue ficar na meia guarda e começa a aplicar alguns golpes na face de Valentina, que consegue repor a guarda. Após uma ameaça de um triangulo da campeã, Maia consegue voltar na guarda da rival e desfere mais alguns golpes.

Round favorável para Jennifer Maia.
 

Terceiro round começa de maneira mais estudada, com ambas jogando golpes singulares mais potentes. Maia vai encurralando a campeã na grade, pressionando novamente.

O combate retorna para o meio do octógono, mas a campeã começa a diminuir um pouco a intensidade, enquanto a confiança de Maia vai crescendo.

Em uma linda combinação, Valentina consegue atingir Maia e aproveita para aplicar uma ótima queda. Trabalhando da meia guarda, Valentina vai tentando causar danos na brasileira.

Com muita força, Maia escala a campeã e consegue não só levantar, mas colocar a rival na grade novamente, pressionando e aplicando joelhadas na parte interna da coxa da campeã.

Mesmo trabalhando e pressionando, acaba levando mais uma queda da campeã no final do round.

Round favorável para Valentina Shevchenko.
 

Quarto round começa com as lutadoras se respeitando e se estudando, mas Valentina começa a encaixar os melhores golpes singulares. Mais rápida, consegue tocar e sair do raio de ação da brasileira. Com um combo curto, a campeã consegue aplicar novamente a queda na brasileira.

A campeã consegue ganhar a meia guarda, prensando a brasileira entre o chão e a grade. Vai capitalizando os socos e cotoveladas no rosto de Maia. Valentina consegue pegar as costas de Maia em uma tentativa de raspada, mas acabam na meia guarda novamente.

Total dominância da campeã nesse quarto round.
 

Quinto round começa com a brasileira tentando levar a luta para a grade, mas não consegue segurar a campeã por muito tempo. Com a luta se desenrolando em pé, a campeã vai conseguindo encaixar os melhores golpes e combinações, mas acaba sendo pressionada na grade novamente.

Maia tenta pegar o braço da campeã com um misto de queda com encaixe de posição, mas acaba falhando. Voltam a trocar golpes, e Valentina consegue abrir um corte na brasileira.

Batendo e saindo de forma mais eficaz, a campeã vai dominando o combate, mas Maia vai apostando tudo que tem para reverter a situação.

A campeã vai resistindo as tentativas da desafiante, conseguindo o melhor na trocação.

Ambas lutadoras vão trocando golpes pesados, com a campeã balançando em dois momentos, mas o round termina com ambas em pé.

Round favorável a Valentina Shevchenko.


Vitoria por decisão unanime para Valentina Shevchenko.


 
Tim Means vence Mike Perry por decisão unânime

Depois de se envolver em polemicas e brigas na internet com Darren Till, Mike Perry entra no combate falhando totalmente em bater o peso. Já o veterano Tim Means tenta engatar uma sequência de vitórias em busca de um lugar no top 15 da organização.

Pouco estudo e ambos lutadores começa a descarregar toda artilharia um sobre o outro. Quando Mike Perry encurrala o rival na grade, consegue aplicar uma queda, caindo por cima. Vai trabalhando a posição e consegue pegar as costas de Tim Means. Mesmo de costas para o chão, Perry continua dominando as costas de Means. Com muito esforço Means consegue raspar e combate volta em pé.

Com ambos lutadores mais desgastados, voltam em ritmo mais lento, com Means dominando o centro do octagono, trabalhando o clinch e aplicando algumas joelhadas em Perry.

Ambos lutadores vão tentando aplicar golpes singulares com mais potência, sem grandes sequencias ou combos elaborados.

Round termina favorável a Mike Perry.

Segundo round começa com Tim Means acertando vários jabs no rosto de Perry, que tenta entrar com a queda, mas é impedido. Means começa a controlar a distância e vai capitalizando os melhores golpes.

Os lutadores vão diminuindo a intensidade gradativamente, com Means controlando melhor as ações do combate. Meio do round e Perry encontra um forte cruzado que balança Tim. Uma tentativa de queda, mas a luta volta para trocação de golpes.

Apesar do golpe acertado por Perry o round volta a ser controlado por Means, causando danos a face de Mike, que parece mais cansado.

Segundo round termina favorável a Tim Means.

Terceiro round começa com Mike Perry levando Means para a grade e tentando conseguir a queda. Vai forçando a queda, mas acaba sendo frustrado. Ambos lutadores voltam a trocar golpes, com vantagem para Means que vai controlando melhor a distância. Perto do meio do round começam a trocar golpes no centro do octógono em um concurso de macheza. Ambos vão diminuindo o ritmo, mas não param de trocar socos.

Means vai causando mais danos, pois além de socos, vai misturando suas ações com cotoveladas, que vão desestabilizando Mike. Luta bastante divertida, com boa performance de ambos lutadores.

Vitória por decisão unanime para Tim Means.


 

Katlyn Chookagian vence Cynthia Calvillo por decisão unânime

Luta que provavelmente vai catapultar a vencedora para o direito de desafiar a campeã da categoria, ambas lutadoras apresentam potencial para um ótimo combate.

A luta já começa de maneira acelerada com ambas lutadoras jogando alguns golpes enquanto estudam a distância. Katlyn vai dominando o centro do octógono e fazendo a manutenção da distância. Calvillo vai aplicando golpes com mais potência, mas não consegue acertar com precisão.

Chookagian vai encontrando os melhores golpes, mas falta potência para causar mais danos. Cynthia tenta aplicar uma ou outra queda, mas acaba sendo impedida. Mesmo não encontrando a queda, encontra alguns bons golpes, que são prontamente devolvidos por Katlyn.

Round favorável a Katlyn Chookagian.
 

Segundo round começa acelerado também, com as lutadoras tentando se acertar assim que o juiz libera as ações. Calvillo tenta não deixar Katlyn dominar o centro do que octógono, mas Katlyn é muito maior e consegue trabalhar melhor a distância com golpes singulares entrando mais limpos.

Chookagian começa a captar melhor as investidas. A luta continua com Chookagian dominando a distância e atingindo os melhores golpes. Calvillo começa a ficar mais desgastada e parece não ter resposta para o jogo da oponente.

Segundo round favorável para Katlyn Chookagian.
 

Terceiro round Cavillo entra com mais ímpeto para tentar reverter a situação, mas aos poucos Katlyn vai dominando o centro do octógono e controlando a distância. O terceiro round acaba sendo uma reprise do segundo. Katlyn Chookagian vai controlando a distância, acertando mais golpes, enquanto Calvillo vai tentando de tudo para mudar a derrota inevitável.

Vitória via decisão unanime para Katlyn Chookagian.
 

 

Paul Craig vence Maurício Shogun por nocaute técnico no segundo round

Essa é a segunda vez que essa luta foi casada, pois no primeiro encontro, apesar de muitos terem visto vitória para o brasileiro, o combate terminou em empate. Shogun vem para o combate com uma boa sequência no UFC, sendo cinco vitórias nas ultimas sete lutas.

Paul Craig já começa a luta trabalhando chutes baixos e altos, enquanto Shogun vai ajustando a distância e tomando o centro do octógono. Após algumas pequenas investidas, Paul Craig atira um double leg, levando o brasileiro ao chão. Mesmo estando na meia guarda, consegue levantar, levando algumas joelhadas no processo.

Shogun não consegue ficar de pé muito tempo e acaba sendo quedado novamente. Paul consegue pegar as costas do brasileiro, mas Shogun consegue raspar e começa a trabalhar por cima. Tentando raspar, o escocês acaba travando o jogo do brasileiro e o round termina sem maiores ações.

Round favorável para Paul Craig.

Segundo round começa de maneira similar ao primeiro, mas menos intenso. Shogun encontra dois bons cruzados e Paul Craig começa a trabalhar os golpes com mais intensidade. O brasileiro vai levando vantagem na trocação, obrigando o escocês a tentar uma queda.

Após algum esforço, coloca o brasileiro no chão, mas acaba raspado. Novamente tenta pressionar o brasileiro na grade e consegue colocar o brasileiro para baixo. O escocês consegue pegar as costas do brasileiro e aplica um ground n pound intenso, forçando o brasileiro a desistir do combate via três tapinhas.

Vitória por nocaute técnico para Paul Craig.

 

Card Preliminar

 

Brandon Moreno vence Brandon Royval por nocaute técnico no primeiro round

Brandon Moreno tem vitória dominante indo pra cima de seu adversário desde o início, impondo seu ritmo de luta e ainda fazendo sentir muita dor ao ter o ombro deslocado.

Agora, Moreno deve ser o novo desafiante ao título dos moscas para enfrentar o nosso “Deus da Guerra”, numa luta que tem tudo para ser espetacular.

 

Joaquin Buckley vence Jordan Wright por nocaute no segundo round

Buckley, conhecido por um belo nocaute via chute giratório, fez mais uma vítima. Desta vez, o invicto Jordan Wright, com um cruzado potente nos primeiros momentos do segundo round, depois de ter dominado totalmente o primeiro assalto, deixando o adversário nocauteado.

 
Antonina Shevchenko vence Ariane Lipski por nocaute técnico no segundo round

A brasileira, Ariane Lipski foi pra cima da irmã da campeã peso-mosca, mostrando melhor trocação em pé, porém, Antonina era superior na luta agarrada, dominando no chão.

No segundo round, Shevchenko colocou para baixo, tomou conta do combate e foi massacrando Ariane com muitos socos, até a determinação do juiz para que a lutadora parasse e bater, garantindo a vitória de Antonina.

 

Nicolas Dalby vence Daniel Rodriguez por decisão unânime

Em uma luta com margem para qualquer resultado, Nicolas Dalby acabou vitorioso diante de um guerreiro como Daniel Rodriguez.

 

Alan Jouban vence Jared Gooden por decisão unânime

Jouban e Gooden travaram uma verdadeira guerra, em combate que poderia ficar com o prêmio de um dos melhores da noite.

Apesar de não ter saído com o mesmo rosto de quando entrou, Alan Jouban atingiu mais o adversário, soube pontuar mais e acabou vencendo por decisão unânime.

 

Kyle Daukaus vence Dustin Stoltzfus por decisão unânime

Kyle Daukaus apresentou um jogo seguro, dominando completamente o adversário, para vencer com tranquilidade Dustin Stoltzfus por pontos.

 
Sasha Palatnikov vence Louis Cosce por nocaute técnico no terceiro round

Sasha Palatnikov demonstrou ser um grande lutador em pé. Foi minando o adversário com mais velocidade e golpes potentes, até que no terceiro assalto a mão dele entrou e Louis Cosce nada pode fazer. Bela vitória do Sasha!