Conteúdo

Deiveson Figueiredo mantém o cinturão, Charles do Bronx choca o mundo e mais! Confira tudo o que aconteceu no fantástico UFC 256

13 de dezembro de 2020

(por Rafael Lima)
 

Um evento espetacular! Assim dá para descrever o que foi o UFC 256. Luta principal em alto nível, com dois lutadores entregando tudo no octógono. Charles do Bronx fez a melhor apresentação de sua carreira. Mackenzie Dern e Virna Jandiroba proporcionaram um grande espetáculo. 

Ronaldo Jacaré e Júnior Cigano sofreram nocautes onde foram presas fáceis e, além disso, o card preliminar reservou grandes performances, como as de Cub Swanson e Rafael Fiziev. 

Abaixo confira tudo o que aconteceu em um dos melhores eventos do ano:
 

Card Principal
 
Cinturão segue no Brasil! Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno empatam pela decisão majoritária

O combate começou frenético em pé, mas logo ambos se embolaram no chão. O duelo voltou de pé e Deiveson Figueiredo foi o agressor, atacando com mãos pesadas, mas Brandon Moreno conseguia se defender. O mexicano tentava contra-atacar, mas a esquiva do brasileiro estava boa. O campeão buscava mais a luta, só que a absorção de Moreno era muito boa. Ótimo round com vantagem “brazuca”.

Ambos foram para a trocação novamente, Deiveson demonstrava mais potência, Brandon mais agilidade. O brasileiro caçava o desafiante, mas Moreno cinturou e colocou no chão. Rapidamente voltaram de pé e a trocação franca tornou o combate eletrizante. Brandon Moreno começou a gostar mais do combate, acertando mais o brasileiro, porém, uma bomba de Deiveson fez o mexicano balançar, mas Brandon levou a luta pro chão. Ambos voltaram de pé e o desafiante conseguiu boa sequência no final.

Os dois voltaram para o terceiro round buscando a luta em pé. Os golpes de Figueiredo eram mais contundentes e ele tentava sequências, só que Brandon Moreno se defendia muito bem. O mexicano conseguia combos em contra-ataques. No meio da trocação um chute de Deiveson nas “partes baixas” do desafiante fez o duelo parar. Esta ação tirou 1 ponto do campeão. No retorno Moreno atingiu mais, só que não tinha contundência.

O quarto assalto começou com bons jabs do campeão. Brandon Moreno passou a acertar mais golpes e conseguiu cair por cima. Ambos voltaram de pé, Deiveson conseguiu uma sequência potente, mas o mexicano respondeu com uma que deixou o brasileiro grogue. Moreno aplicou uma queda belíssima, dominou no chão e mesmo com a volta de pé, foi melhor e garantiu o round.

A etapa final foi de muito estudo, ambos arriscaram pouco. A troca de golpes deu lugar ao cuidado, mas, no fim, uma queda de Deiveson Figueiredo seguida de vários golpes deixou uma boa impressão aos juízes.

 

Chocou o mundo! Charles do Bronx vence Tony Ferguson por decisão unânime 

Combate começa frenético, ambos se acertando com contundência. Um chute de Charles do Bronx fez Tony Ferguson balançar. O americano acertou uma boa sequência, mas outro chute do brasileiro abalou Ferguson. Charles levou o confronto para o chão e rapidamente conseguiu a montada. Do Bronx foi batendo por cima e ensaiando um katagatame, mas com muita habilidade foi para o braço e conseguiu uma chave justíssima que quase quebrou o braço do valente Tony, salvo pelo gongo.

Ferguson veio disposto a se recuperar no segundo assalto, chegou a acertar um direto, mas Charles Do Bronx levou a o chão e novamente dominou, dessa vez sem arriscar uma chave, mas teve o controle total do round.

O terceiro assalto veio aparentemente para a luta em pé, mas rapidamente Charles do Bronx conseguiu uma linda queda. Charles fez uma transição linda e tentou buscar um triângulo, mas Ferguson, muito técnico, conseguiu escapar. Apesar disso, Do Bronx continuou por cima. O brasileiro bateu por cima até o final do combate, garantindo a maior vitória da carreira. Vem “title shot” para Charles do Bronx por aí!

 

Luta muito equilibrada! Mackenzie Dern vence Virna Jandiroba por decisão unânime 

Apesar de serem duas especialistas na luta agarrada, ambas pareciam vir dispostas a trocar. Com maior envergadura, Mackenzie Dern foi com um ímpeto mais feroz. Apesar de Dern tomar mais iniciativa, Jandiroba desferia golpes mais fortes. Mackenzie ensaiou levar para o chão, mas não conseguiu. Apesar disso, pelo volume de combate, Dern foi melhor no primeiro assalto.

Mackenzie Dern começou indo com tudo pra cima, porém, Virna Jandiroba aguentou bem e passou a acertar bons golpes de contra-ataque. Uma joelhada da brasileira fez Mackenzie sentir, mas a lenda do Jiu Jitsu continuou caminhando para frente e acertou um bom direto. Um dedo no olho de Dern fez o combate parar. Ambas foram pra a trocação e Virna levou a melhor, quebrando o nariz da adversária com uma potente joelhada. Mackenzie levou o confronto para o chão, mas caiu por baixo. Jandiroba bateu por cima, mas Dern é perigosíssima nas finalizações e preparou uma boa chave de pernas, mas o round acabou.

No terceiro assalto Mackenzie Dern dominou o centro do octógono, mas Virna Jandiroba teve ótimos golpes de contra-ataques. Mesmo assim Mackenzie seguia caminhando para frente. Uma direita de Dern fez Virna balançar, mas ao tentar levar para o chão acabou caindo por baixo. Não demorou e ambas voltaram de pé, uma direita de Jandiroba fez Mackenzie balançar, mas ela conseguiu absorver bons golpes e no final defendeu uma omoplata da brasileira. Confronto muito parelho que poderia ir para qualquer lado.

 

Brutal! Kevin Holland vence Ronaldo Jacaré por nocaute técnico 

Kevin Holland começou com tudo pra cima, mas Ronaldo Jacaré se jogou nas pernas do americano. Holland tentou encaixar um triângulo, mas Jacaré conseguiu sair. O brasileiro colocou pra baixo, mas o americano acertou uma bomba debaixo pra cima que abalou Jacaré e a segunda tonteou o veterano, a partir daí Holland passou o trator com uma saraivada de socos que terminaram a luta de forma brutal.

Kevin Holland vem escrevendo seu nome na categoria e merece enfrentar lutadores bem ranqueados, pois suas performances vem sendo avassaladoras.

 

Mais uma vez não deu! Cyril Gane vence Júnior Cigano por nocaute técnico no segundo round

Cyril Gane começou mostrando uma dinâmica de luta maior, tentou buscar o combate agarrado, mas não teve sucesso. O francês ia pra cima, mas Cigano conseguia golpear no contra-ataque. Gane acertou um chute no rosto, mas não precisa tão potente. Após um golpe baixo de Gane, o confronto ficou mais para o brasileiro que conseguiu um bom gancho e um belo cruzado.

No segundo round, novamente Cyril Gane demonstrava mais volume, mas sem contundência. Cigano vinha tentando soltar umas bombas, mas um jab de Gane abalou o brasileiro. Veio uma cotovelada do francês, para muitos ilegal, que fez Cigano desabar. Vitória de Cyril Gane que coloca em risco a carreira de Júnior Cigano.

 

Card Preliminar 

 

Que bomba! Cub Swanson vence Daniel Pineda por nocaute técnico no segundo round

Ambos começaram numa trocação bastante técnica, Daniel Pineda tinha mais potência nos golpes e desestabilizava Cub Swanson. Porém, mais técnico e experiente, Swanson achou a distância e Pineda buscava a luta agarrada e chaves de calcanhar. Cub Swanson foi crescendo no combate, e um direto deixou o adversário totalmente grogue. Swanson respeitou demais e não “apertou tanto o passo”, porém, as bombas foram entrando, mas Pineda não caiu.

No segundo assalto, Pineda voltou mais lento e Swanson conseguia fugir dos golpes mais fortes do oponente. Pineda tentava aproximar, mas num contra-ataque um gancho seguido de um direto espetacular fizeram Daniel Pineda ir à lona. Swanson chegou a comemorar antes o nocaute, mas teve que completar com mais uma bomba. Vitória fantástica de Cub Swanson.

 

Feroz! Rafael Fiziev vence Renato Moicano por nocaute técnico no primeiro round

Combate começa movimentadíssimo, com ambos trocando golpes fortes e Rafael Fiziev usava bem os chutes. Aos poucos Renato Moicano foi achando a distância, porém, as sequências de Fiziev também eram boas e, em uma delas, um gancho abrindo para um cruzado fizeram Moicano ir à lona, Fiziev foi pra cima e o juiz rapidamente interrompeu o combate, para alguns de forma antecipada, mas para outros acertadamente. Olho vivo em Rafael Fiziev.

 

Mais completo! Gavin Tucker vence Billy Quarantillo por decisão unânime

Ambos os lutadores foram para a luta franca, demonstrando grande arsenal de golpes, fazendo o combate se desenvolver totalmente em pé. Nesta área Gavin Tucker foi melhor, acertando golpes fortes, como uma canelada na cabeça de Billy Quarantillo, que apesar de sentir, continuou andando para frente. 

No segundo round a luta seguiu bem movimentada com Quarantillo andando para frente, mas Tucker atingia bem no contra-ataque. Gavin Tucker na reta do assalto levou o duelo para o chão, mas não conseguiu se manter muito tempo em posição dominante, voltando ao combate em pé.

A terceira etapa foi a mais amarrada de todas, Tucker buscou mais a luta agarrada, ambos trocaram um pouco em pé, Quarantillo acertou alguns socos, mas Gavin foi bem melhor e garantiu a vitória com tranquilidade num triplo 30-27.

 
Nem voltou! Tecia Torres vence Sam Hughes por nocaute técnico no primeiro round

Tecia Torres foi para o cage disposta a demonstrar que é uma lutadora muito mais completa que a rival. Foram socos retos, rodados, “superman punches”, chutes e até queda. Realmente o domínio foi completo. 

No intervalo um médico foi chamado e um problema no olho de Hughes fez o juiz encerrar o combate. Grande performance de Tecia Torres!

 

Levou o calcanhar pra casa! Chase Hooper vence Peter Barrett por finalização no terceiro round

Peter Barrett dominou totalmente o octógono, apresentando um jogo em pé muito mais consistente foi magoando Chase Hooper nós dois primeiros rounds.

Já no terceiro assalto, Barrett continuou superior, porém, Hooper tirou do nada uma chave de calcanhar muito justa, obrigando o adversário a bater.