Conteúdo

Defesa dos Broncos sufoca Miami e interrompe sequência de vitórias dos Dolphins

22 de novembro de 2020

(por Jefferson Castanheira)

Mesmo após bater Rams, Chargers e Cardinals em duelos em que Miami não era classificado como favorito, os Dolphins foram para o Mile High Stadium, em Denver, no Colorado, enfrentar o até então extremamente irregular time dos Broncos de Drew Lock. E claro, os visitantes da Flórida eram os favoritos antes da partida começar e até quando ela começou, já que o QB dos Broncos, Drew Lock, foi interceptado logo no primeiro drive da partida por Xavien Howard. Mas, o time de Miami não contava com a defesa abissal dos Broncos, que conseguiu sufocar e controlar as ações de Tua Tagovailoa, que terminou a partida com apenas um touchdown, após conectar na endzone com Devante Parker. 

As chaves da vitória de Denver foram expressivamente seu próprio  sistema defensivo e a defesa dos Dolphins. Se antes o time comandado por Brian Flores era uma das equipes mais fortes defensivamente falando nas últimas semanas, o que se viu foi uma sequência de péssimas decisões e de falta de leitura do Front 7 dos Dolphins. Lentos e com pouca flexibilidade, a defesa de Miami viu Melvin Gordon e Philip Lindsay castigarem no jogo terrestre, com dois TDs anotados por Gordon, inclusive.

Já a defesa dos Broncos operou com veemência diversas blitz que sufocaram Tua Tagovailoa a ponto de fazer o QB rookie ser sacado seis vezes, sendo a última quando buscava uma reação com a partida indicando vitória dos Broncos por duas posses no último quarto. Após o sexto sack sofrido, Brian Flores viu que Tua estava sentindo o tornozelo e o sacou, colocando Ryan Fitzpatrick em campo. A entrada de Fitzpatrick rendeu um drive que trouxe a diferença para apenas uma posse após um Field Goal de Jason Sanders, mas quando a defesa dos Dolphins resolveu aparecer após causar um fumble restando uma jarda para o TD dos Broncos com Andrew Van Ginkel desarmando Melvin Gordon antes de entrar na endzone, Fitzpatrick e o Miami Dolphins conduziram uma campanha que tinha o único objetivo de anotar o touchdown, empatar a partida e leva-la para a prorrogação. Após 13 jogadas em 4:10 minutos e 79 jardas percorridas, Ryan Fitzpatrick tentou um passe para a endzone da linha de 15 jardas para o goal, porém, o lançamento que buscava Devante Parker na endzone nesta “3rd and 8” foi interceptado por Justin Simmons, finalizando qualquer chance dos Dolphins em sair com resultado positivo do Mile High Stadium.

 

Final: Miami Dolphins 13 x 20 Denver Broncos


 

Drew Lock terminou a partida com 18 passes completos de 30 tentados, somando 270 jardas com uma interceptação. Melvin Gordon anotou 2 TDs terrestres com 84 jardas corridas, seguido de Phillip Lindsay e suas 82 jardas terrestres. Tim Patrick foi o mais acionado em recepções com 119 jardas aéreas.

Tua Tagovailoa teve 11 passes completos com 20 tentados, somando 83 jardas e um touchdown. Ryan Fitzpatrick completou 12 de 18 tentados, somando 83 jardas e uma interceptação. Salvon Ahmed foi quem mais correu com a bola pelos Dolphins com 43 jardas terrestres, enquanto DeVante Parker foi o WR mais acionado, com 61 jardas aéreas e 1TD.